quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Tivesses tu nascido uma flor - Poema de Augusto Branco




Tivesses tu nascido uma flor
Serias, sim, como as flores do campo.
Tivesses tu nascido uma flor
Os jardins seriam mais belos!

Como uma canção de amor,
pelo ar, a fluir,
a Alegria não teria sorriso tão lindo assim:
o sorriso mais simples
e o mais encantador!

Tivesses tu nascido uma flor
- não é nenhum exagero -
Tivesses tu nascido uma flor
o mundo teria muito mais cores!

Por que tudo em você inspira poesia
e a própria Poesia se inspiraria em você
E a vida inteira seria o mais doce sonho
se tivesses tu nascido uma flor...

Tivesses tu nascido uma flor
Serias tu o próprio Encanto
Serias mais que tudo que há de belo...
Por que, minha querida, tudo em você é incrível!

Tivesses tu nascido uma flor
serias, sim, como as flores do campo:
As mais humildes,
as mais inebriantes,
e as mais belas!
- E serias, ainda, a flor mais linda do mundo!



Augusto Branco


12 comentários:

  1. O poema de Augusto Branco,
    Antes de ser elegia,
    Eu creio, pois, que seria
    Um elogio pelo flanco

    Sem encarar, e bem franco,
    O mote, a dizer, Maria,
    Que a mulher é flor, por via
    De dar à luz, não por tranco

    Ou solavanco do "se":
    "Se" nascida, pois, você
    Em certa forma de flor...

    A quem o poema lê
    Parece estar a mercê
    Do "se" e o "tu" é amor!

    Grande abraço, Maria! O poema é belo, mas já a mulher é flor.... Tudo de bom. Boa semana. Laerte.

    ResponderEliminar
  2. Simplesmente magnífica essa poesia e encantadora como as flores!
    Beijos!

    ResponderEliminar
  3. Bonita imagen y bien acompañada por el texto.

    Saludos.

    ResponderEliminar
  4. Lindo demais. Parabéns pela escolha.

    Beijinhos, Maria.

    ResponderEliminar
  5. Boa tarde Maria,
    Um poema muito belo de Augusto Branco.
    Adorei,
    Beijinhos,
    Ailime

    ResponderEliminar
  6. O homem que tão bem " diz " Vida só pode ter dito mulher de uma forma tão delicada e bela .

    Obrigada pela partilha .

    Um beijo , Maria de ,
    Maria

    ResponderEliminar
  7. Gostei muito do poema :)

    r: São mesmo!

    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  8. Um poema bonito e apaixonado!
    O amor e as flores combinam bem...
    Beijinho

    ResponderEliminar
  9. Olá amiga, mais uma postagem que dá gosto de ler. Sou fã dos poemas de Augusto Branco. Parabéns pela escolha amiga!

    Abraços com desejos de uma noite de paz e um amanhecer feliz.

    ResponderEliminar
  10. Poema e imagem em completa sintonia: com a beleza do amor.
    Beijinho

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.

Topo