terça-feira, 31 de outubro de 2017

DUBAI - Burj Al Arab




Hoje vou mostrar algumas fotos que tirámos do Burj Al Arab.




O Burj Al Arab é um super luxuoso hotel de 7 estrelas. Foi construído sobre uma ilha artificial de 280 metros fora da praia de Jumeirah, e está conectado com a ilha principal por uma ponte. É uma estrutura ícone, desenvolvida para simbolizar a transformação urbana em Dubai, e para imitar a vela de um barco.




Para a deslocação dos hospedes até ao hotel, este possuiu uma frota de 16 Rolls Royce Phantom brancos com motorista, ou se os hóspede preferirem, podem ir direto do aeroporto para o hotel de helicóptero.






O hotel possui uma marina e uma praia privadas, esta que podem ver é a parte pública da praia de Jumeirah.




Fotos: Pessoais
Texto explicativo: Wikipedia

Clarão - Poema de Miguel Torga





O que isto é, viver!
Abrir os olhos, ver,
E ser o nevoeiro que se vê!
Nevoeiro ao nascer,
Nevoeiro ao morrer,
E um destino na mão que se não lê...

Miguel Torga, in 'Diário (1942)'


segunda-feira, 30 de outubro de 2017

Os Poetas




Nunca os vistes
Sentados nos cafés que há na cidade,
Um livro aberto sobre a mesa e tristes,
Incógnitos, sem oiro e sem idade?

Com magros dedos, coroando a fronte,
Sugerem o nostálgico sentido
De quem rasgasse um pouco de horizonte
Proibido...

Fingem de reis da Terra e do Oceano
(E filhos são legítimos do vício!)
Tudo o que neles nos pareça humano
É fogo de artifício.

Por vezes, fecham-lhes as portas
— Ódio que a nada se resume —
Voltam, depois, a horas mortas,
Sem um queixume.

E mostram sempre novos laivos
De poesia em seu olhar...

Adolescentes! Afastai-vos
Quando algum deles vos fitar!


Pedro Homem de Mello, in "O Rapaz da Camisola Verde"



domingo, 29 de outubro de 2017

Passeando pelo DUBAI




No regresso da nossa viagem a Macau fizemos uma breve paragem no Dubai.




Como tínhamos pouco tempo eu fiz um pequeno roteiro do que seria interessante vermos. Pedimos no hotel um táxi que nos levou a visitar esses locais. Tivemos imensa sorte pois para além do taxista falar bem inglês, também era muito comunicativo e ia falando sobre pontos de interesse que via ao longe do percurso, o que foi muito agradável. Hoje vamos só divagar um pouco, os pormenores ficarão para próximos posts.















Passámos pelo Burj Al Arab, um hotel de 7 estrelas super luxuoso.







Observamos a Mesquita Jumeirah




E terminámos o nosso dia no Burj Khalifa, o edifício mais alto do mundo. Vimos o espetáculo de água no lago, passeamos no Centro comercial The Dubai Mall e subimos ao 125º andar do Burj Khalifa.






Fotos: Pessoais

Elegância






Elegância é a arte de não se fazer notar, aliada ao cuidado subtil de se deixar distinguir.



Paul Valéry



sábado, 28 de outubro de 2017

🌺 Maravilha - Mirabilis Jalapa




As Maravilhas (Mirabilis jalapa), são um género botânico pertencente à família Nyctaginaceae.





O seu nome, Mirabilis, do latim, significa maravilha ou admirável, e Jalapa é um nome de uma cidade mexicana, mas dizem que essa planta tem sido exportada a partir dos Andes Peruanos, em 1540.





Originária da América Central e do Sul, é conhecida entre outros nomes comuns por: Batata-de-purga, Beijos-de-frade, Bela-noite, Boa-noite, Jalapa, Maravilha-de-forquilha.





A maravilha é um belo arbusto perene, pode crescer até por volta de 0,9 m de altura e é muito ramificado.






As flores são em forma de trombeta podendo apresentar-se numa grande variedade de cores como a cor vermelha, rosa, amarela, branca e listradas. Um aspecto curioso desta planta é que as flores de diferentes cores podem ser encontradas simultaneamente em uma mesma planta. Além disso, uma flor sozinha pode ter manchas de cores diferentes. Outro ponto interessante é um fenómeno de mudança de cor, por exemplo, as flores amarelas, quando a planta amadurece, elas podem mudar gradualmente para uma cor rosa escura. Da mesma forma, as flores brancas podem mudar a luz violeta.







Não sendo uma planta muito exigente , gosta de sol pleno e solos férteis e em drenados. Podem ser cultivadas em bordaduras, canteiros, maciços, vasos ou jardineiras.








As sementes são esféricas, enrugadas e pretas, que no princípio era amarelo-esverdeado.








Texto explicativo: Wikipedia
Fotos: Pessoais