30/04/2021

Pinturas de Moinhos de Água


Pintor: Sung Kim


Rodeados e em perfeita harmonia com a natureza, eram frequentes no passado. Hoje, poucos resistiram, a maioria foram esquecidos e abandonados.

Para descontrair um pouco, vamos deixar o olhar divagar por lindas pinturas representando os:

Moinhos de água


Pintor: Abrahm Hunter

Pintor: Aurelia Nieves Callwood

Pintor: Evgeny Lushpin

Pintor: Joseph Boysko

Pintor: Mark Daehlin

Pintor: Randy Earles

Pintor: Robert Finale

Pintor: Rudi Reichardt

Pintor: Stanislaw Wilk

Pintor: Sung Kim

Pintor: Thomas Kinkade


"A arte é um instante de eternidade e perfeição." (V. Avelino)


28/04/2021

Igreja Matriz de Loulé




Um dos principais ex-libris do concelho de Loulé é a sua Igreja Matriz, a Igreja de São Clemente. Artisticamente, a igreja é um dos mais importantes monumentos medievais algarvios, na medida em que mantém a sua traça primitiva geral. É de destacar o portal principal de três arquivoltas e com capitéis vegetalistas, constituindo um dos poucos exemplares góticos da região. É ladeado por duas pequenas frestas e encimado por um óculo.




É uma igreja gótica, cujas origens remontam à segunda metade do séc. XIII. Foi construída no local da antiga mesquita de al-Ulya. No topo Norte do conjunto, encontra-se a velha torre-alminar da mesquita, cristianizada em torre sineira da igreja.




Apresenta planta longitudinal de 3 naves, com capelas laterais e capela-mor rectangular ladeada de 2 absidíolos, rectangular e poligonal, com os quais comunica por arcos laterais. O interior recebe luz pelas janelas das naves, óculo da fachada principal e janela geminada da cabeceira. As naves são divididas por colunas que recebem os arcos quebrados portantes dos tectos em madeira.





No início do século XVI foram construídos cinco retábulos, destacando-se o da capela das Almas, cuja pintura figurativa foi contratada com Benaventura de Reis, em 1698 e acrescentadas duas capelas laterais: a de São Brás, que possui um arco de entrada que conjuga elementos decorativos manuelinos com outros proto-renascentistas, e a capela de Nossa Senhora da Consolação, que tem uma abóbada de nervuras.





São vários os motivos de interesse desta igreja, como a qualidade dos retábulos da capela-mor, da Capela de São Brás e da Capela das Almas, todos datados da primeira metade do século XVIII. De salientar ainda o conjunto de azulejos setecentistas da Capela de Nossa Senhora da Consolação e da Capela das Almas.







Texto explicativo: https://www.visitalgarve.pt/, http://www.patrimoniocultural.gov.pt/, http://www.monumentos.gov.pt/
Fotos: Pessoais


26/04/2021

Canção da Liberdade - Poema de Jacinta Passos




Eu só tenho a vida minha.
Eu sou pobre, pobrezinha,
tão pobre como nasci,
não tenho nada no mundo,
tudo o que tive, perdi.
Que vontade de cantar:
a vida vale por si.

Nada eu tenho neste mundo,
sozinha!
Eu só tenho a vida minha.

Eu sou planta sem raiz
que o vento arrancou do chão,
já não quero o que já quis,
livre, livre o coração,
vou partir para outras terras,
nada mais eu quero ter,
só o gosto de viver.

Nada eu tenho neste mundo,
sozinha!
Eu só tenho a vida minha.

Sem amor e sem saúde,
sem casa, nenhum limite,
sem tradição, sem dinheiro,
sou livre como a andorinha,
sua pátria é o mundo inteiro,
pelos céus cantando voa,
cantando que a vida é boa.

Nada eu tenho neste mundo,
sozinha!
Eu só tenho a vida minha.


Jacinta Passos




24/04/2021

Divagando o olhar pela minha Orquídea




Esta linda orquídea deu-me o meu filho em 2019. Alguns olhares do florescimento deste ano.









A natureza é extraordinária !

21/04/2021

A Criança que há dentro de nós - Pinturas


Pintor: Emile Munier


"Todos têm uma criança alegre dentro de si, mas poucos a deixam viver." Augusto Cury

Crianças em Pinturas



Pintor: J G Von Bremen

Pintor: Joszef Israels

Pintor: Bazile Perrault

Pintor: Leo Malempré

Pintor: Fredrick Morgan

Pintor: Edmund Adler

Pintor: Slavagroshev

Pintor: Paul Seignac

Pintor: Ralph Hedley

Pintor: Thomas Liddell

Pintor: Frederick Morgan


20/04/2021

Talvez Saibas





Talvez não saibas
Mas dormes nos meus dedos
De onde fazem ninhos as andorinhas
E crescem frutos ruivos e há segredos
Das mais pequenas coisas que são minhas

Talvez tu não conheças, mas existe
Um bosque de folhagem permanente
Aonde não te encontro e fico triste
Mas só de te buscar fico contente

Ao meu amor quem sabe se tu sabes
Sequer, se em ti existe, ou só demora
Ou são como as palavras essas aves
Que cantam o teu nome e a toda a hora

Talvez não saibas, mas digo que te amo
A construir o mar em nossa casa
Que é por ti que pergunto e por ti chamo
Se a noite estende em mim a sua asa

Talvez não compreendas, mas o vento
Anda a espalhar em ti os meus recados
E que há por do sol no pensamento
Quando os dias são azuis e perfumados

Oh meu amor quem sabe se tu sabes
Sequer, se em ti existe, ou só demora
Ou são como as palavras essas aves
Que cantam o teu nome e a toda a hora


Kátia Guerreiro




17/04/2021

🌹 Rosas do meu caminho




Divagando o olhar pelas lindas e coloridas rosas que encontro nas minhas caminhadas com o meu cáozinho Cuki.







"Para as rosas, escreveu alguém, o jardineiro é eterno." Machado de Assis







"Se a rosa tivesse outro nome, ainda assim teria o mesmo perfume." William Shakespeare







"Os homens de teu planeta cultivam cinco mil rosas num mesmo jardim... e não encontram o que procuram..." Antoine de Saint-Exupéry 






"Foi o tempo que perdeste com tua rosa que fez tua rosa tão importante" Antoine de Saint-Exupéry


Topo