segunda-feira, 30 de outubro de 2017

Os Poetas




Nunca os vistes
Sentados nos cafés que há na cidade,
Um livro aberto sobre a mesa e tristes,
Incógnitos, sem oiro e sem idade?

Com magros dedos, coroando a fronte,
Sugerem o nostálgico sentido
De quem rasgasse um pouco de horizonte
Proibido...

Fingem de reis da Terra e do Oceano
(E filhos são legítimos do vício!)
Tudo o que neles nos pareça humano
É fogo de artifício.

Por vezes, fecham-lhes as portas
— Ódio que a nada se resume —
Voltam, depois, a horas mortas,
Sem um queixume.

E mostram sempre novos laivos
De poesia em seu olhar...

Adolescentes! Afastai-vos
Quando algum deles vos fitar!


Pedro Homem de Mello, in "O Rapaz da Camisola Verde"



13 comentários:

  1. Interessante esta definição de "poetas".
    Quer dizer que eles não desistem e ainda bem.
    Trazem em seus escritos a magia da vida.

    Obrigada, Maria.

    Bj

    Olinda

    ResponderEliminar
  2. Não conhecia. Obrigada por partilhar.
    Um abraço e uma boa semana

    ResponderEliminar
  3. Esse poema não conhecia,
    ainda o não tinha lido
    porque é verdade o digo
    tenha um bom dia amiga Maria!

    Um abraço.

    ResponderEliminar
  4. Já os vi, sim, embora hoje em dia pouco, porque raramente entro em cafés!
    Beijinhos, boa semana!

    ResponderEliminar
  5. Um poema cheio de verdades e realidades quanto aos Poetas! Lindo demais.

    Beijo e uma boa semana.

    ResponderEliminar
  6. Gostei do poema do Pedro Homem de Mello, mas creio que este retrato que faz dos poetas já não existe...
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  7. Obrigada Maria Rodrigues por nos premiar com tão lindos poemas.
    Bjs e uma linda semana.
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  8. Que poema lindo, sempre nos brindando com belas imagens e e leituras!!
    Tenha uma ótima semana!

    ResponderEliminar
  9. um poema bem escrito e lindo!
    Amiga, vim agradecer sua visita que amo e o comentário que deixou. Obrigada de coração! Tenha uma semana feliz, com muita saúde e paz, junto aos seus familiares e amigos. Beijos no coração.
    Lourdes Duarte

    ResponderEliminar
  10. Boa noite!
    Linda postagem,mais um lindo poema, parabéns!
    Vim agradecer sua vista e o comentário que fez. Amo sempre quando passas lá é gratificante, obrigada! Seja sempre bem vinda!
    Abraços, tenha uma semana feliz.

    ResponderEliminar
  11. Boa noite!
    Linda postagem,mais um belo poema, parabéns!
    Vim agradecer sua vista e o comentário que fez. Amo sempre quando passas lá é gratificante, obrigada! Seja sempre bem vinda!
    Abraços, tenha uma semana feliz.

    ResponderEliminar
  12. Quem não se embala com a poesia de Pedro H de Mello?
    Óptima escolha e imagens
    Beijinho

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.

Topo