30/09/2020

E no mar da PINTURA um Barquinho para navegar


Artista: Daniel Ridgway Knight


Que todos os barcos encontrem o seu porto seguro.


Artista: Hans Andreas Dahl

Artista: Frederick Morgan

Artista: Thomas Brooks

Artista: Thomas Brooks

Artista: Frederick Carl Friesere

Artista: Leon Girardet

Artista: E. Hader

Artista: Danielle Richard

Artista: Adolf Lins

Artista: Antonio Fabres Costa


“Eu quero o mapa das nuvens e um barco bem vagaroso.” Mário Quintana


28/09/2020

🌻 A linda flor da Silene Coronaria “Rose Campion”




A Silene coronaria ( Lychnis coronaria na UK ) é uma espécie de planta com flores, da família Caryophyllaceae, genéro Silene e espécie coronaria. 




É nativa da Ásia e da Europa, sendo conhecida também por: rosa campion, moleiro, rosa verbasco, William sangrento, Maria sangrenta.




Planta herbácea perene, forma aglomerados basais de folhas ovadas, densamente lanosas, cinza-prateadas. Possuí caules robustos, erectos, com 30 a 90 cm. 

As suas flores com pétalas de cor púrpura, ou magenta florescem profusamente. 




Relativamente ao cultivo, não é uma planta muito exigente. Gosta de sol pleno, solo seco relativamente fértil e bem drenado. É em geral em solos mais secos, que ocorre uma melhor cor de folhagem prateada. 




Texto explicativo: Wikipedia
Fotos: Pessoais

27/09/2020

Feliz Aniversário meu Filho

 

 

 

Hoje é um dia muito Especial o meu filho Pedro faz 20 anos.

Filhote, desejamos que todos os teus sonhos se realizem e que a vida te reserve um mundo de aventuras, milhares de alegrias, um mar de bons amigos e um universo de felicidades.




Beijinhos de todos nós que te adoramos.

 


26/09/2020

Janelas - Poema de Mia Couto




Demoro
a fechar janelas
porque me dói
a vida entre dentro e fora.

Meu gesto lento,
sem antes nem depois,
desconhece se abre ou se fecha
a janela de uma outra janela.

Sem longe nem perto,
entre sombra e além,
na casa onde meu corpo começa,
sou eu mesmo a terra que contemplo.

Depois do vidro,
perdida da sua própria imagem,
a paisagem ainda mora toda em mim.
E eu, já, nela.

Mia Couto



24/09/2020

Viagem ao PORTO (II)




Como já falei no post anterior em Agosto fomos passar uns dias na linda cidade do Porto (PORTO I).

Hoje vou continuar a apresentar mais alguns dos seus muitos pontos turísticos.




Capela das Almas
A Capela da Almas ou Capela de Santa Catarina situa-se na freguesia de Santo Ildefonso. Tem a sua origem numa antiga capela feita em madeira erguida em louvor de Santa Catarina. A construção do edifício que hoje existe remonta aos finais do século XVIII. O revestimento da capela é constituído por 15.947 azulejos, da autoria de Eduardo Leite. Datam de 1929 e representam os passos da vida de São Francisco de Assis e de Santa Catarina, que são venerados na capela.




Teatro Nacional São João
Também na Praça da Batalha, fica o Teatro Nacional São João. O edifício primitivo foi construído no fim do século XVIII, tendo ardido em 1908. Foi reconstruído três anos mais tarde. O novo teatro foi projectado pelo arquitecto Marques da Silva.




Igreja de Santo Ildefonso
Está localizada na Praça da Batalha. A igreja foi reconstruída a partir de 1730 e ficou concluída em 1739, sendo dedicada a Santo Ildefonso de Toledo. Na fachada por cima do entablamento ergue-se o nicho do padroeiro. Guarnecem as paredes azulejos de Jorge Colaço (1932), com cenas da vida de Santo Ildefonso e alegorias da Eucaristia.




Igreja da Trindade
Fica por trás do edifício da Câmara Municipal do Porto, na Praça da Trindade. Foi construída durante todo o século XIX, segundo projecto do arquitecto Carlos Amarante (que lá se encontra sepultado).




A Igreja do Carmo ou Igreja da Venerável Ordem Terceira de Nossa Senhora do Carmo
Está localizada no cruzamento entre a Praça de Carlos Alberto e a Rua do Carmo. De estilo barroco/rococó, foi construída na segunda metade do século XVIII, entre 1756 e 1768, pela Ordem Terceira do Carmo, sendo o projecto do arquitecto José Figueiredo Seixas. No corpo superior da sua frontaria, coruchéus e esculturas das figuras dos quatro Evangelistas, revelando influências do estilo “barroco Italiano” criado por Nicolau Nasoni. Esta igreja está geminada com a Igreja dos Carmelitas, do lado oeste, encontrando-se entre elas a "Casa Escondida", considerada pelos guias locais como a "Casa mais estreita da cidade do Porto", e uma das mais estreitas do país.




Praça do Infante D. Henrique
Esta praça, em pleno Centro Histórico do Porto, homenageia o Infante D. Henrique. Nela se encontra também o Palácio da Bolsa ou Palácio da Associação Comercial do Porto, que se iniciou em 1842, em virtude do encerramento da Casa da Bolsa do Comércio, o que obrigou temporariamente os comerciantes portuenses a discutirem os seus negócios na Rua dos Ingleses, em pleno ar livre. O seu projecto é da autoria do arquitecto Joaquim da Costa Lima. No topo da Praça fica o Mercado Ferreira Borges , construído em 1885 é hoje utilizado para exposições e feiras de âmbito cultural.




Jardim do Passeio Alegre e Farol de Felgueiras
Fomos dar um passeio até à zona da Foz do Douro. Apanhamos o eléctrico linha 1 e parámos no Jardim Alegre, um lindo e bem cuidado espaço verde. Aqui sobressaí o Chafariz do Passeio Alegre, classificado como Monumento Nacional, foi projectado pelo arquitecto Nicolau Nasoni, no século XVIII. O tempo estava instável, com sol no interior e mais junto ao rio com nevoeiro, envolvendo este o Farol (ou Farolim) de Felgueiras, desactivado em 2009 mantendo-se apenas em funcionamento o sinal sonoro.





Parque de Serralves, Casa e Museu de Arte Contemporânea
Imperdível uma visita ao Parque de Serralves, um lindíssimo espaço verde, que se estende por 18 hectares e que envolve o Museu de Arte Contemporânea (Fundação de Serralves), edifício projectado pelo arquitecto Siza Vieira. Ao longo do parque estão expostas obras de arte de vários artistas contemporâneos. A partir de 2019 o Parque passou a ter um passadiço de madeira elevado ao nível da copa das árvores, designado por “Treetop Walk”.




A casa de Serralves foi mandada construir pelo 2.º Conde de Vizela, Carlos Alberto Cabral e é considerada um exemplar único da arquitectura "Art Déco" no país.
O edifício do Museu foi projectado pelo arquitecto Siza Vieira sendo considerado um espaço de referência, a nível internacional, no que diz respeito a mostras de arte contemporânea.




Algumas Flores que fomos encontrando nos nossos passeios




Os viajantes desta aventura ...




O Douro - visto da Ribeira e de Gaia
Embora anteriormente já tenha mostrado um pouco da Ribeira e de Gaia, termino a minha reportagem com mais alguns "olhares" virados para o encantador rio Douro.






Foram umas férias espectaculares, adorámos passear por esta linda e simpática cidade.

Poderá ver mais fotos da nossa visita no meu album de memórias -> "Férias no Porto"




Fontes : http://pt.wikipedia.org/; http://www.igespar.pt/; http://www.portoturismo.pt/; https://www.tudosobreporto.com/

Fotos: Pessoais

23/09/2020

Férias no PORTO (I)




Em Agosto decidimos ir passar a nossa semana de férias (este ano só foram possíveis esses dias) no Norte do país. Começamos por visitar Coimbra (ver AQUI) e depois seguimos até ao Porto.




Esta bela cidade, é mundialmente conhecida entre outros aspectos, pelo seu vinho, excelente gastronomia, lindas e interessantes pontes, pela sua arquitectura contemporânea e antiga e pelo seu centro histórico, classificado desde 1996 como Património Mundial pela UNESCO.




O Centro Histórico situa-se entre as colinas da Sé e a da Vitória, e os vales do Rio da Vila e o das Virtudes. Corresponde ao tecido urbano marcado pelas origens medievais da cidade e caracteriza-se por um grande conjunto de ruas típicas às quais se juntam edifícios do Renascimento e do Barroco e mais recentemente a construção de praças.





O hotel que escolhemos para ficar foi o "Bessa Hotel". Foi uma escolha acertada, pois tinha uma excelente localização, pessoal simpático e profissional, um bom pequeno almoço e o quarto era elegante e espaçoso.




Como quero mostrar os principais locais que vimos e o post ficaria muito extenso, vou dividir em duas partes. Vamos então passear e conhecer alguns dos muitos pontos turísticos a não perder, nesta incrível e bela cidade.




Rua de Santa Catarina
Bem animada com artistas de rua e muito movimentada, é uma das ruas comerciais mais importantes do Porto.




Avenida dos Aliados
Localizada na Baixa portuense, esta importante e moderna avenida, cujo nome é uma homenagem aos países aliados da Primeira Guerra Mundial, é um espaço contínuo que abrange a Praça da Liberdade e a Praça do General Humberto Delgado. Muitos dos seus edifícios são em granito e coroados de lanternins, cúpulas e coruchéus. No topo da avenida está situada a Câmara Municipal do Porto.




Igreja e Torre dos Clérigos
Em estilo barroco foram projectadas pelo arquitecto Nasoni. A Torre um dos ex libris da cidade, tem seis andares e 75 metros de altura, que se sobem por uma escada em espiral com 225 degraus. A vista que dali se desfruta é espectacular.




Centro Português de Fotografia
Localiza-se junto à Torre dos Clérigos, em pleno Centro Histórico do Porto, no Largo Amor de Perdição. Está instalado no edifício que serviu como prisão, a Cadeia da Relação.




Jardim da Cordoaria
Perto do Centro Português de Fotografia e da Torre dos Cléricos, no Campo dos Mártires da Pátria, fica o Jardim de João Chagas, popularmente conhecido como Jardim da Cordoaria.




Os Jardins do Palácio de Cristal
Ficam localizados na freguesia de Massarelos tendo sido projectados na década de 1860 pelo paisagista alemão Émile David. São lindíssimos tendo vários miradouros dos quais se desfruta de uma vista panorâmica incrível sobre o rio Douro.



Poderá conhecer "virtualmente" mais alguns recantos deste maravilhoso jardim, vendo o meu álbum de fotos: "Passeando pelos Jardins do Palácio de Cristal"



Muralhas Fernandinas
É o nome pela qual ficou conhecida a cintura medieval de muralhas do Porto, da qual somente pequenas partes sobreviveram até aos nossos dias.




🦚 "Habitantes" especiais da cidade.



Estação de São Bento
O edifício foi construído no início do século XX, no local onde existia o Convento de São Bento de Avé-Maria, edificado no período manuelino. O projecto da estação é da autoria do arquitecto Marques da Silva. O amplo vestíbulo da gare foi totalmente revestido com excelentes painéis de azulejo do pintor Jorge Colaço, colocados em 1916. Ilustram a história dos transportes, aspectos etnográficos e acontecimentos célebres da história portuguesa.




Catedral (Sé)
A Sé está situada no coração do centro histórico, é um dos seus principais e mais antigos monumentos. Construída no séc. XII, em estilo românico, foi sofrendo alterações ao longo do tempo, especialmente no período gótico e no séc. XVIII.




Cruzeiro das 6 pontes no Rio Douro
Uma forma diferente e muito agradável de descobrir a cidade do Porto, é fazendo um passeio de barco no Rio Douro. Dependendo da companhia, pode-se embarcar no Cais da Ribeira do lado do Porto, ou no Cais de Gaia, nós embarcamos a partir deste último. Para além de podermos apreciar a linda paisagem ribeirinha, vamos observando e admirando as seis pontes que fazem a conexão entre o Porto e Vila Nova de Gaia: a Ponte D. Luís I (1886), a Ponte do Infante (2003), a Ponte D. Maria Pia (1877), a Ponte de S. João (1991), a Ponte do Freixo (1995) e a Ponte da Arrábida (1963).




Mosteiro Serra do Pilar
Localiza-se na Serra do Pilar, em Vila Nova de Gaia. O edifício está no lado oposto do Rio Douro, com vista para a Ponte Luís I e para o Centro Histórico do Porto. A igreja foi classificada como Monumento Nacional em 1910 e em 1996 juntamente com o Centro Histórico do Porto e a Ponte Luís I passou a estar classificado como Património Mundial da UNESCO.




Zona ribeirinha de Vila Nova de Gaia
Depois de visitar o Mosteiro do Pilar, descemos de teleférico até à Zona Ribeirinha de Gaia. É super agradável passear ao longo da margem do rio e ir apreciando a Zona Histórica do Porto de uma perspectiva diferente. Ao longo do Cais de Gaia existem imensas esplanadas, restaurantes e bares.




É aqui que se localizam as mundialmente conhecidas Caves do Vinho do Porto. Como as visitas são feitas por marcação, vimos qual era a que tinha um horário disponível, mais perto do que pretendíamos e fomos então visitar as Caves da Sandeman. O edifício onde se encontram é de granito e data de 1811. A guia muito simpática, estava vestida como “Don de Sandeman” ou seja capa preta de procedência portuguesa e chapéu espanhol. Foi explicando, entre outras informações, a origem da cave, quanto tempo envelhece cada tipo de vinho no seu barril e as características dos diferentes tipos de vinho do Porto. A visita foi muito interessante. Ao terminar o percurso, fizemos uma degustação de duas taças de vinho.




Ponte Luís I
Foi construída entre os anos 1880 e 1887, com estrutura metálica e dois tabuleiros, ligando as cidades do Porto e Vila Nova de Gaia (margem norte e sul respectivamente) separadas pelo rio Douro. Esta construção veio substituir a antiga ponte pênsil que existia no mesmo local, e, foi realizada mediante o projecto do Engenheiro belga Teófilo Seyrig, também autor da Ponte Dona Maria. A ponte foi inaugurada em 1887.




A Ribeira
Nas margens do rio Douro, a Ribeira encanta pelas suas ruas estreitas e coloridas casas antigas viradas para o rio e para Gaia. Faz parte integrante do Centro Histórico do Porto, classificado como Património Mundial da UNESCO.





Imperdível um passeio pelo Cais da Ribeira , um dos locais mais antigos e típicos da cidade do Porto, repleto de bares e restaurantes. Merece destaque a Praça da Ribeira, popularmente conhecida por praça do cubo, uma das mais antigas da cidade. A Praça e o Cais da Ribeira já eram mencionados em cartas régias de 1389. Na década de 1980 foram feitas intervenções arqueológicas no local pondo a descoberto, no centro da praça, um chafariz do século XVII. A 24 de Junho de 2000 foi inaugurada, no nicho da Fonte da Praça da Ribeira, uma estátua de São João Baptista, da autoria do escultor João Cutileiro.

 


Almoçamos num dos seus muitos restaurantes, apreciando toda a zona envolvente do majestoso rio Douro, os coloridos barcos com barris de vinho, a belíssima Ponte D. Luis I e Gaia do outro lado do rio.




Para terminar na perfeição, um dia de muito andar à descoberta dos encantos do Porto, nada melhor do que à noite, ir tomar uma bebida na Ribeira, apreciando o encanto das diferentes tonalidades de luzes, que iluminam e envolvem a Ponte D. Luis I e Vila Nova de Gaia e se refetem no Douro.




No próximo post irei continuar a mostrar outros locais de interesse, que visitámos nesta belíssima cidade.




Fontes : http://pt.wikipedia.org/; http://www.igespar.pt/; http://www.portoturismo.pt/; https://www.tudosobreporto.com/

Fotos: Pessoais

Topo