segunda-feira, 31 de maio de 2010

Á tua Palavra ao som de "Ameno" - Era



À Tua Palavra (eu quero ser a luz)

Eu quero ser a luz
Eu quero ser o sal
Chamaste-me, Senhor!
E eu respondo: "Eis-me aqui".
Eu quero ser a luz
Eu quero ser o sal
Tu deste-me a vida
E eu me entrego a Ti.

Este mundo anseia
Pela paz e a verdade
Uma terra que não salga
Um coração que não arde
Eu quero ser a luz
Que enfrenta
Com a força,
A coragem de vencer.

À Tua Palavra
Lançarei as minhas redes
Sei que estás ao meu lado
E eu quero arriscar por ti
Faço-me ao largo
Só em ti eu confio
E quando me sentir cansado
É em teu regaço que descansarei

Canção escutista
Música: Vitor Duro e Victor Palma
Letra: Daniel Pereira e Victor Palma




"O que nós somos é o presente de Deus a nós. O que nós nos tornamos é nosso presente a Deus." (Eleanor Powell)

domingo, 30 de maio de 2010

Sorria - Poema de Charlie Chaplin



Sorria, embora seu coração esteja doendo
Sorria, mesmo que ele esteja partido
Quando há nuvens no céu
Você sobreviverá...

Se você apenas sorri
Com seu medo e tristeza
Sorria e talvez amanhã

Você descobrirá que a vida ainda vale a pena se você apenas...

Ilumine sua face com alegria
Esconda todo rastro de tristeza
Embora uma lágrima possa estar tão próxima
Este é o momento que você tem que continuar tentando
Sorria, pra que serve o choro?
Você descobrirá que a vida ainda vale a pena
Se você apenas...

Se você sorri
Com seu medo e tristeza
Sorriso e talvez amanhã
Você descobrirá que a vida ainda vale a pena
Se você apenas Sorrir...

Este é o momento que você tem que continuar tentando
Sorria, pra que serve o choro
Você descobrirá que a vida ainda vale a pena
Se você apenas Sorrir

Charlie Chaplin




"Ainda que haja noite no coração, vale a pena sorrir para que haja estrelas na escuridão." (Arnaldo Alvaro Padovani)

sábado, 29 de maio de 2010

Vamos orar como Mahatma Gandhi




Mahatma Gandhi nasceu no dia 2 de Outubro de 1869. Foi um homem especial que conseguiu mobilizar multidões apenas com a força das suas palavras inspiradoras. A vontade de ajudar e o amor pelo próximo foram as armas que o moveram durante toda a sua vida.

"A arte da vida consiste em fazer da vida uma obra de arte". Mahatma Gandhi

Vamos parar um pouco e aprender a orar como ele…





"Meu Senhor...

...Ajuda-me a dizer a verdade diante dos fortes e a não dizer mentiras para ganhar o aplauso dos débeis.

Se me dás fortuna, não me tires a razão. Se me dás êxito, não me tires a humildade.

Se me dás humildade, não me tires a dignidade.

Ajuda-me sempre a ver a outra face da medalha, não me deixes culpar de traição a outrem por não pensar como eu.

Ensina-me a querer aos outros como a mi mesmo. Não me deixes cair no orgulho se triunfo, nem no desespero se fracasso.

Mas antes recorda-me que o fracasso é a experiencia que precede o triunfo. Ensina-me que perdoar é um sinal de grandeza e que a vingança é um sinal de baixeza.

Se me tiras o êxito, deixa-me forças para aprender com o fracasso. Se eu ofender a alguém, dá-me energia para pedir desculpa e se alguém me ofende, dá-me energia para perdoar.

Senhor...se eu me esquecer de ti, nunca te esqueças de mim!"

Mahatma Gandhi



"Não importa a ideologia ou posição política
...todos coincidimos em algo
Queremos Paz..."

quinta-feira, 27 de maio de 2010

Entre a árvore e o vê-la - Poema de Fernando Pessoa



Entre a árvore e o vê-la
Onde está o sonho?
Que arco da ponte mais vela
Deus?... E eu fico tristonho
Por não saber se a curva da ponte
É a curva do horizonte...

Entre o que vive e a vida
Pra que lado corre o rio?
Árvore de folhas vestida -
Entre isso e Árvore há fio?
Pombas voando - o pombal
Está-lhes sempre à direita, ou é real?

Deus é um grande Intervalo,
Mas entre quê e quê?...
Entre o que digo e o que calo
Existo? Quem é que me vê?
Erro-me... E o pombal elevado
Está em torno na pomba, ou de lado?

Fernando Pessoa


Praia da Albandeira

O ano passado fui numas mini-férias até ao Carvoeiro e visitei algumas praias ao seu redor. Todas elas eram lindas, cada uma com a sua beleza muito própria. Penso que nunca é demais falarmos do que temos de bonito no nosso País.

Hoje apresento: a Praia de Albandeira

A Praia da Albandeira é uma praia de pequena dimensão, que pode ser atingida pelo litoral através das rochas e dos túneis naturais. É pouco frequentada e tranquila. No alto dos penhascos existem dois miradouros que permitem desfrutar da bela paisagem.




Está situada na zona costeira do concelho de Lagoa, no Algarve, EN125, passando pela Caramujeira. Para chegar á praia temos de seguir por uma estrada estreita de via única, onde há ao longo do percurso espaços para nos desviarmos, caso venha algum carro em sentido contrário. O caminho para a praia percorre campos com matos típicos de barrocal, onde abundam alfarrobeiras de cheiro adocicado. Mais perto do mar crescem exuberantes matos litorais com zimbro e espécies típicas das arribas como o funcho-do-mar, a barrilha, a salgadeira e o vistoso pampilho-marítimo.




Após alguns kms por uma paisagem natural muito bonita, passamos à frente do empreendimento do Luís Figo e do Paulo China o Suites Alba Resort & Spa.




Mais à frente chegamos à zona de estacionamento sobre a praia. Ao descer da zona de estacionamento para a praia, um painel informativo avisa contra os perigos existentes ao passear pelas rochas circundantes. 




É uma praia de pequena dimensão situada numa baía bem protegida por falésias, típicas desta zona da costa algarvia. As rochas formam reentrâncias e abrigos, bem como belas piscinas naturais.




A oeste da praia de Albandeira há uma segunda baía rochosa, que quando está maré-cheia, penso que só será possível ter acesso a nado ou de barco, nós tivemos sorte e conseguimos passar através de um túnel escavado por baixo das rochas para esta baía. É realmente um local muito bonito.




Serviços de apoio disponíveis: Estacionamento amplo e ordenado. Bodyboard, Surf, Restaurante, Bar. Não dispõe de cadeiras ou toldos. Não dispõe de vigilância balnear.

Alojamento na região de Lagoa
para poder visitar e usufruir desta lindíssima praia:
■ Quinta do Paraiso, Carvoeiro – Foi onde eu fiquei e simplesmente adorei. 






■ Suites Alba Resort & Spa, sobre a falésia da praia de Albandeira, perto da Praia do Carvoeiro
■ Colina Da Lapa Club, Vale da Lapa Sesmarias – Alfanzina
■ Terrace Club Apartamentos, Quinta das Palmeiras – Alporcinhos
■ Parque de campismo de Ferragudo


É uma praia bastante acolhedora onde se pode descansar tranquilamente ou apreciar a natureza percorrendo e explorando as várias grutas e piscinas naturais. O mar agitado, é muito procurado por praticantes de surf e bodyboard. Algumas rochas na costa perto da praia de Albandeira são tão íngremes e acidentadas que apenas as gaivotas conseguem encontrar um lugar para descansar.

Vá conhecer. Vale a pena.




“Tenho a impressão de ter sido uma criança brincando à beira-mar, divertindo-me em descobrir uma pedrinha mais lisa ou uma concha mais bonita que as outras, enquanto o imenso oceano da verdade continua misterioso diante de meus olhos. “ (Isaac Newton)

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Cleópatra – A mais famosa Rainha do Egipto

Cleópatra VII Thea Filopator nasceu em 69 a.C., na cidade de Alexandria, cidade situada no Delta do Nilo e foi a última faraó e rainha da dinastia de Ptolomeu.


Embora fosse egípcia por nascimento, pertencia a uma dinastia macedónica que se estabelecera no Egipto em 305 a.C., quando o general macedónio Ptolomeu tomou o título de rei.


Era filha de Ptolomeu XII apelidado Auletes (tocador de flauta) e diz-se de Cleopatra VI Trifena. O nome Cleópatra significa "glória do pai", Thea significa "deusa" e Filopator "amada por seu pai".

É uma das mulheres mais conhecidas da história da humanidade e um dos governantes mais famosos do Egipto, tendo ficado conhecida somente como Cleópatra. Nunca foi a detentora única do poder na sua terra natal - de facto co-governou sempre com um homem ao seu lado: o seu pai, o seu irmão (com quem casaria mais tarde) e, depois, com o seu filho. Contudo, em todos estes casos, os seus companheiros eram apenas reis titularmente, mantendo ela a autoridade de facto.



Segundo Plutarco, Cleópatra Falava fluentemente egípcio, árabe, persa, aramaico, etíope, somali, além de suas línguas maternas. A sua primorosa educação, proporcionou-lhe a bagagem intelectual para, que pudesse manipular personagens importantes da sua época com o único objectivo de manter o Egipto como um estado independente.

Não era considerada bonita, ela devia o domínio que exercia sobre os homens que se aproximaram dela à inteligência brilhante, sedutora, feita de mil facetas, viva, fulgurante, capaz de cegar.


Em 58 a.C. o pai de Cleópatra Ptolomeu XII , foi obrigado a abandonar Alexandria, devido à sua má política interna e externa, que fez com que perdesse a ilha de Chipre, tradicionalmente egípcia, motivando revolta entre os seus súbditos. O poder ficou nas mãos da sua filha Berenice IV, que foi eleita a nova soberana. Dois anos mais tarde com a força das armas e a ajuda do governo romano da Síria conseguiu recuperar o trono, mas como Berenice reagiu e não quis devolver-lhe o poder, mandou executá-la.


Quando o faraó morreu em 51 a.C., tinha quatro filhos legítimos ainda muito jovens, dois rapazes ambos chamados Ptolomeu, e duas meninas Arsinoé de 14 anos e Cleópatra. Antes de falecer, Ptolomeu o ultimo grande faraó da era ptolomáica, nomeou os seus filhos, Cleópatra a mais velha e Ptolomeu XIII, como novos soberanos do Egipto. Cleópatra subiu ao trono egípcio aos 17 anos de idade. Seguindo o costume da sua dinastia, Cleópatra casou com o irmão que teria cerca de quinze anos de idade.

Gostava de luxo e costumava enfeitar-se com jóias de ouro e pedras preciosas ( diamantes, esmeraldas, safiras e rubis ), que encomendava de artesãos ou ganhava de pessoas próximas e familiares.


Os monarcas estavam rodeados por homens da corte que ambicionavam o poder e que exerciam um forte domínio sobre o irmão de Cleópatra, sendo de referir Teódoto, preceptor de Ptolemeu XIII, o eunuco Potino e o oficial do exército Aquilas. Estes cedo se aperceberam que Cleópatra queria governar sozinha, assim os conselheiros colocaram o povo de Alexandria contra Cleópatra, que foi obrigada a fugir para o sul do Egipto e depois para a Síria.

A rainha não se dá por vencida e consegue juntar um pequeno exército de mercenários, tendo regressado ao Egipto para lutar contra o irmão que era controlado por Aquilas, um egípcio chefe do exército real.


Entretanto a situação internacional altera-se quando a 9 de Agosto de 48 a.C. Pompeu é vencido por César na Batalha de Farsália, na Tessália. Após a derrota procura refúgio em Alexandria, tendo Ptolomeu XIII declarado que aceitava recebê-lo. Contudo, o verdadeiro plano do rei consistiu em ordenar a morte de Pompeu, julgando que desta forma agradaria a César. No entanto, esta atitude não agradou a César que acabou por tomar Alexandria.

O objectivo de César era mediar a questão entre Cleópatra e o seu irmão, em benefício de Roma. Assim Cleópatra e Ptolomeu, ela na fronteira do deserto e ele em Pelusa, receberam o convite de César para se apresentar diante dele.

Afastada do palácio real, Cleópatra compreendeu que era preciso rapidamente conseguir o apoio de César. Sedutora e extremamente inteligente, sabia muito bem como utilizar o poder que detinha. Num plano audacioso e arriscado, ela enviou a si própria, embrulhada dentro de um tapete, como presente a Júlio César. Após desenrolar-se do tapete, o seu argumento foi tão ousado quanto o seu plano, ao dizer que havia ficado encantada com as histórias amorosas de César e por isso queria conhece-lo. Não demorou a conquistar o conquistador e tornou-se, assim, sua amante, o que ajudou a estabelecer o seu poder no país.


Numa tentativa de solucionar a crise César procurou que o testamento de Ptolemeu XII fosse respeitado e confirmou Cleópatra e Ptolemeu XIII como co-regentes do Egipto. Para além disso, propôs que os irmãos mais novos de Cleópatra, Arsínoe e Ptolemeu XIV, deixassem o Egipto e se tornassem soberanos de Chipre.

Contudo, Arsínoe era ambiciosa e conseguiu que o exército a declarasse rainha do Egipto. Arsínoe mandou matar o oficial Aquilas que começava a fazer-lhe oposição e em breve o seu irmão Ptolemeu XIII juntou-se à sua causa. Em 47 a.C. o exército egípcio seria derrotado por César. Arsínoe foi feita prisioneira e Ptolemeu XIII morreu. Cleópatra casa com o seu irmão mais novo Ptolemeu XIV que só tinha 6 anos.

Em Junho de 47 a.C. Cleópatra deu à luz Ptolomeu XV César, conhecido como "Pequeno César" (Cesário).

Em 46 a.C., a convite de César, Cleópatra instala-se em Roma, com o filho e Ptolomeu XIV, onde é recebida como uma rainha por César, mas para o povo romano ela não era mais do que sua amante. César, nunca se importou com o povo, que não gostava da egípcia e construiu em sua honra uma estátua de ouro no templo de Vénus. Porém, o descontentamento era tal, que em 15 de Março de 44 a.C., Júlio César foi assassinado durante uma reunião do Senado romano.


Com a morte de César, Cleópatra compreendeu que a sua vida e do seu filho corriam perigo e voltou para o Egipto. De volta a Alexandria, o seu marido Ptolomeu XIV morre em circunstâncias misteriosas e ela elevou ao poder Cesário, então com 3 anos de idade.

O país mais rico do mundo estava em declínio económico e político. Mas Cleópatra utilizou de toda a sua habilidade administrativa para melhorar a situação explorando as estradas de comércio e a rota das caravanas.

Em Roma após as lutas sucessórias, dois generais assumiram o poder político do Império: Octávio e Marco António. O primeiro ficou em Roma junto ao Senado, enquanto que o segundo de temperamento mais romanesco do que seu parceiro de poder, ficou no Oriente. Foi Marco António quem solicitou um encontro com Cleópatra em Tarsus. Cleópatra aceitou o encontro, porém, de acordo com a sua própria conveniência.

A rainha sabia que não poderia manter a unidade de seu reino contra a invasão dos romanos e que seria necessária uma outra aliança para que não fosse atacada. Decidiu então conquistar Marco António, membro do Triunvirato que governava a República Romana. Contam que para conquistá-lo, preparou uma grande festa em sua honra, onde não faltaram presentes, belas mulheres e onde se utilizou de todos os seus encantos para seduzi-lo.


Marco António não pode resistir a Cleópatra e durante um ano viveram em festa permanente. A rainha ficou grávida de gémeos, mas o romano não pode vê-los nascer, pois no começo do ano 40 a.C., teve que retornar à Roma, pois Fúlvia, sua esposa, participava de uma conspiração contra Octávio. No final do ano a sua esposa morreu e firmou um acordo de paz com Octávio e em sinal de amizade, casou-se com a irmã deste, Otávia.
Cleópatra seguiu reinando o Egipto. Quatro anos depois Marco António regressou e tiveram o seu terceiro filho, Ptolomeu Filadelfo. Durante algum tempo, Marco António não obteve êxito nas suas conquistas, perdendo muitos soldados e terras, até que finalmente invadiu a Arménia e regressou triunfante à Alexandria.


Cleópatra foi coroada "Rainha dos reis" e todos seus filhos receberam títulos reais.
Marco António e Cleópatra eram fortes aliados e tinham grandes ambições. Recuperaram alguns territórios que a família da rainha havia controlado no passado. Porém Octávio sabendo da ambição de ambos, informou ao Senado romano que Marco António era um traidor. Também tinha considerado o divórcio de Marco António com sua irmã uma ofensa.

No final de 32 a.C., Octávio declarou guerra à Cleópatra e ao Egipto. Marco António actuou na guerra como aliado de Cleópatra contra Roma.

Em 31 a.C foram derrotados na famosa batalha de Áccio e em 30 a.C ambos cometeram suicídio.
Os dois filhos gémeos de Cleópatra perderam-se na história. Octávio matou Cesário, impedindo definitivamente qualquer hipótese de prosperidade política para o filho da rainha. Alexandria deixou de ser um lugar dedicado ao saber, passando a ser uma mera província subordinada aos representantes do poder romano.

Mas Cleópatra a última rainha do Egipto, nunca foi esquecida. Foi uma das mulheres mais conhecidas da história da humanidade e um dos governantes mais famosos do Antigo Egipto.

Fontes: Historianet; Wikipédia; Enciclopédia Larousse; HistóriaUniversal; outros


“Todos os homens morrem, mas nem todos vivem.” (William Wallace)

terça-feira, 25 de maio de 2010

Curiosidades - A maior Flor e a maior Inflorescência do Mundo


A MAIOR INFLORESCÊNCIA do Mundo
A maior inflorescência do Mundo é a Titan Arum (Amorphophallus titanum) que pode chegar a 6 metros de altura, com média de 1,35 metro de diâmetro. Trata-se de facto, não de uma flor, mas de uma inflorescência (Grupo de duas ou mais flores numa mesma haste ou pedúnculo).


Ela só floresce duas ou três vezes durante seus 40 anos de vida e cheira mal para atrair moscas e besouros, responsáveis pela polinização da flor. A estratégia usada para fazer o cheiro ficar ainda mais forte e atrair mais insetos é interessante: a planta aquece-se e a sua temperatura interna chega a 36 graus.


Para tanto, ela consome grande parte da energia que possui armazenada. Isso explica porque ela floresce tão poucas vezes e porque os cientistas precisam de máscaras para chegar perto da Titan Arum quando ela está aberta - com todo este calor, o fedor é insuportável. Há cerca de 70 espécimes de A. titanum em cultivo no mundo.


Descoberta pelo botânico italiano Odoardo Beccari, em 1879, a Titan Arum é originária das florestas tropicais de Sumatra, uma ilha da Indonésia, no Oceano Índico.
Na Alemanha no Jardim Botânico da Universidade de Bonn, floresceu uma Amorphophallus titanum que atingiu 2,74 metros de altura e cerca de 75 quilos, superou todos os outros florescimentos cultivados já realizados.






A MAIOR FLOR do Mundo
A maior flor do mundo é a Rafflesia Arnoldii popularmente conhecida como flor-monstro. O apelido é bem apropriado: nas florestas da ilha de Sumatra, na Indonésia, já foram encontrados exemplares de até 1 metro de diâmetro, pesando 11 quilos!


Esta gigantesca flor é um parasita que sobrevive retirando nutrientes das raízes de uma árvore chamada Tetrastigma. "A Rafflesia é totalmente ajustada para essa função: não faz fotossíntese, não tem folhas, caule ou raiz. 
O corpo da planta é composto apenas por uma rede de pequenos vasos conectados à planta hospedeira", diz o botânico Philip Griffiths, do Jardim Botânico Real de Kew, na Inglaterra. A flor enorme, que pode demorar até um ano para desabrochar, é essencial para a propagação dessa espécie. "As grandes pétalas possuem muito mais osmóforos, células produtoras de perfume para atrair as moscas que polinizam a flor.


Texto: Wikipedia
Fotos: Net

domingo, 23 de maio de 2010

Pink Floyd - On the turning away


On The Turning Away






"Não existe um Caminho para a PAZ. A PAZ é o Caminho" (Mahatma Gandhi)




sábado, 22 de maio de 2010

Tarde no Mar - Poema de Florbela Espanca


A tarde é de oiro rútilo: esbraseia
O horizonte: um cacto purpurino.
E a vaga esbelta que palpita e ondeia,
Com uma frágil graça de menino,

Poisa o manto de arminho na areia
E lá vai, e lá segue ao seu destino!
E o sol, nas casas brancas que incendeia.
Desenha mãos sangrentas de assassino!

Que linda tarde aberta sobre o mar!
Vai deitando do céu molhos de rosas
Que Apolo se entretém a desfolhar...

E, sobre mim, em gestos palpitantes,
As tuas mãos morenas, milagrosas,
São as asas do sol, agonizantes...

Florbela Espanca


"Os que sonham de dia são conscientes de muitas coisas que escapam aqueles que sonham apenas à noite." (Edgar A. Poe)

Praia da Marinha




O ano passado fui numas mini-férias até ao Carvoeiro e visitei algumas praias ao seu redor. Todas elas eram lindas, cada uma com a sua beleza muito própria. Penso que nunca é demais falarmos do que temos de bonito no nosso País.

Hoje apresento: a Praia da Marinha

A Praia da Marinha é uma de uma beleza natural espectacular. 




Está situada na zona costeira do concelho de Lagoa, no Algarve, é bastante conhecida não só pelas suas belas falésias e pelos seus túneis naturais, como ainda pela alta qualidade da água que permite vislumbrar o fundo marinho com uma visibilidade única.


Foto: net

Antes de descer à praia, é imprescindível parar um pouquinho para poder apreciar a paisagem que se avista do alto da falésia que lhe dá acesso. O acesso à praia, é feito através de uma extensa mas suave escadaria, que vai dar a uma pequena enseada. O esforço é recompensado pela tranquilidade que se encontra neste areal banhado por um mar suave. 


Foto: guiadacidade.pt

Falésias calcárias envolvem a praia assim como a diversidade de habitats marinhos: anémonas, ouriços e estrelas-do-mar, camarões, cavalos-marinhos e cardumes de sardos ou safios abrigam-se nos ambientes rochosos da praia. 




Se não descermos para a praia e continuarmos no caminho pedonal, vamos poder ver uma outra pequena baía, para a qual sinceramente não vi qualquer acesso, a não ser por mar. 




Foi distinguida com o galardão "Praia Dourada" pelo Ministério do Ambiente, em 1998, devido aos seus valores naturais singulares.

Serviços de apoio disponíveis: Praia vigiada durante a época balnear, Estacionamento amplo e ordenado, Bar, Aluguer de toldos, espreguiçadeiras, Embarcações motorizadas, Embarcações ligeiras sem motor, Windsurf. 




Alojamento na região de Lagoa 
para poder visitar e usufruir desta lindíssima praia:

■ Quinta do Paraiso, Carvoeiro – Foi onde eu fiquei e simplesmente adorei
■ Blue & Green Vilalara Thalassa Resort, Praia das gaivotas, Alporchinhos – Porches
■ Hotel Tivoli Carvoeiro Almansor, Estrada do Farol,, Carvoeiro
■ Colina Da Lapa Club, Vale da Lapa Sesmarias – Alfanzina, Carvoeiro
■ Terrace Club Apartamentos, Quinta das Palmeiras – Alporcinhos, Porches
■ Parque de campismo de Ferragudo

Apartamentos:
http://www.classificados.pt/
http://www.villanao.pt/
http://www.homelidays.com/
http://www.iha.pt/
http://pt.anuncioo.com/



Rodeada por uma falésia alta esculpida pela erosão, esta belíssima Praia é considerada uma das cem melhores praias do mundo, num recanto de natureza preservada, quase ainda em estado selvagem.

Vá conhecer. Vale a pena.

Fontes e Fotos: Wikipedia; Guiadacidade;  pessoais e outros Net





“Tenho a impressão de ter sido uma criança brincando à beira-mar, divertindo-me em descobrir uma pedrinha mais lisa ou uma concha mais bonita que as outras, enquanto o imenso oceano da verdade continua misterioso diante de meus olhos. “ (Isaac Newton)

sexta-feira, 21 de maio de 2010

O Mare e Tu - Andrea Bocelli e Dulce Pontes


"A música é celeste, de natureza divina e de tal beleza que encanta a alma e a eleva acima da sua condição." Aristóteles



Sentir em nós
Sentir em nós
Uma razão
Para não ficarmos sós
E nesse abraço forte
Sentir o mar,
Na nossa voz,
Chorar como quem sonha
Sempre navegar
Nas velas rubras deste amor
Ao longe a barca louca perde o norte.

Meu amor
Se você e o mar não estivessem aqui
Eu também não estaria
Meu amor
O amor existe quando nós
estamos próximos a Deus
Amor

No teu olhar
Um espelho de água
A vida a navegar
Por entre o sonho e a mágoa
Sem um adeus sequer.
E mansamente,
Talvez no mar,
Eu feita espuma encontre o sol do teu olhar,
Voga ao de leve, meu amor
Ao longe a barca nua a todo o pano.

Meu amor
Se você e o mar não estivessem aqui
Eu também não estaria
Meu amor
O amor existe quando nós
estamos próximos a Deus
Amor

Meu amor
Se você e o mar não estivessem aqui
Eu também não estaria
Meu amor
O amor existe quando nós
estamos próximos a Deus
Amor

Andrea Bocelli e Dulce Pontes



"A medida do amor é amar sem medida." (Santo Agostinho)

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Rosa - Uma flor Fascinante

As Rosas são consideradas rainhas entre todas as flores. Elas conservam um perfume agradável, podem ter diversas cores, tonalidades e formatos, desde vermelhas, brancas, amarelas ou rosas, são magníficas e sedutoras.


O nome vem do latim rosa e do grego rhodon , de origem asiática, elas estão entre as flores cultivadas, mais antigas do mundo. Há pelo menos 4 mil anos antes de Cristo, os assírios, babilónios, egípcios e gregos já usavam esta flor como elemento decorativo e para cuidar do corpo e em banhos de imersão.


Anacreonte, o fabuloso poeta grego, deixou escrito que quando o mar criou Vénus, a terra, invejosa, mostrou que também podia criar a perfeição de beleza, produzindo a rosa. Quando os deuses viram a flor, prestaram homenagem à sua perfeição dotando-a do aroma do néctar. Então a rosa passou a ter aroma semelhante à sua beleza.


No Egipto, Cleópatra atapetou o hall de seu palácio com 18 polegadas de rosas para receber o grande general romano Marco António. Nas festas romanas, os participantes coroavam suas cabeças com rosas. Durante o império romano foi criado um feriado – Rosália – em honra da flor.


Existem milhares variedades de rosas conhecidas. Uma das figuras históricas que impulsiona a popularidade da rosa nos tempos modernos é a Imperatriz Josefina, apaixonada pelas rosas. No seu jardim, no “Chateau de Malmaison”, possuía uma das maiores colecções da Europa que, aliás, não parou de crescer até a sua morte em 1814. Foi igualmente em França que, em 1816, surge a primeira rosa Hibrida Perpetua – a “Rose du Roi” – produzida nos jardins reais de Sèvres, em Paris.

Rosa Rosas - amizade, carinho, gratidão, agradecimento

Ao todo, 126 espécies originais silvestres resultaram, com o passar dos séculos e a intervenção da civilização, em mais de 30000 híbridos, agora espalhados por todo mundo, , surgindo todos os dias novos cruzamentos e melhoramentos.


Uma mutação curiosa provocada em laboratório são as rosas verdes. Este tipo de rosas somente floresce em estufa e é cultivado em poucos países com alta tecnologia, por isso têm custo alto de importação.
São utilizadas em buquês de noivas e arranjos de festas, pois não se adaptam bem a jardins. A sua tonalidade desde verde claro ao verde musgo chama a atenção, são exóticas e não menos bonitas que as outras tonalidades. Esta cor de rosas simboliza esperança, juventude e equilíbrio.




As rosas podem ser classificadas como silvestres, contemporâneas de jardim ou antigas de jardim. Podem ser de porte arbustivo, trepadeiras, de corte, de flores agrupadas, miniaturas, de flores grandes, etc


O cultivo de rosas é considerado uma arte, além de ser muito agradável à alma. As rosas enaltecem o jardim ou o ambiente dando ar de requinte e delicadeza.

Rosa Vermelha - amor, paixão

Onde plantar
De preferência, num local ensolarado e bem arejado. Para florescer bem e praticamente o ano todo, a roseira precisa de sol pleno, ou seja, pelo menos de 6 a 7 horas diárias de luz solar directa. Recomenda-se um local arejado, para evitar a o surgimento de fungos nas folhas e flores, especialmente em regiões chuvosas.


Rosa Chá - respeito, admiração


Solo:
As roseiras podem desenvolver-se bem em qualquer tipo de solo, mas é preferível garantir uma terra mais para argilosa, que tenha boa drenagem. O solo rico em húmus é especialmente benéfico para as rosas. Quanto ao pH, o índice ideal situa-se entre 6,5 e 7 (neutro). Em lojas de produtos para jardinagem, é possível adquirir kits para medir o pH do solo. 


Rosa Amarela - felicidade, amizade

Período ideal para plantar:
Se o plantio for feito com mudas "envasadas" (normalmente vendidas em sacos plásticos), não há restrição para o plantio: pode ser feito em qualquer época do ano, mas os especialistas recomendam evitar os meses mais quentes, sempre que possível. Já para o plantio com mudas chamadas de "raiz nua", o período mais indicado vai da segunda metade do Outono à primeira metade da Primavera.


Rega:
Logo após o plantio das mudas e até a primeira floração, regue moderadamente, mas todos os dias. Depois disso, recomenda-se regar uma vez por semana no Inverno e duas vezes por semana em época de seca.
Uma dica: a terra deve permanecer ligeiramente seca entre uma rega e outra.

Luz: Prefere locais com boa luminosidade. Evitar falta ou excesso de luz.

Temperatura: Cultura mesotérmica. As rosas preferem temperaturas amenas.

Rosa Laranja - fascínio, encanto

Adubação
De preferência, deve-se fazer de 2 a 3 adubações anuais: a primeira logo após a poda anual (entre Julho e Agosto); a segunda entre Novembro e Dezembro e a terceira entre os meses de Janeiro e Fevereiro.

Floração:
As roseiras dão rosas desde a Primavera até Outono.

Rosa Branca - pureza, paz

Quando deve ser feita a poda
A primeira poda deve ser feita cerca de um ano após ter sido plantada e repetida todos os anos. Em termos gerais, a época da poda da roseira será na Primavera. No entanto, se for uma zona muito fria, é aconselhável também podar no Outono, para que elas não sofram danos fortes durante o Inverno.

Transplantação: A melhor altura para proceder ao transplante de roseiras é durante o fim de Inverno ou Início da Primavera.


Multiplicação: Semente, estacas ou por enxertia de garfo ou de borbulha.

Pragas e doenças: Nemátodos, afídeos, ácaros, cochonilha, tripés, podridão.

São as mais presenteadas por simbolizarem os mais belos sentimentos, o amor, amizade, gratidão, respeito, carinho, enfim um mundo de emoções. Para além de decoração as rosas são usadas na produção de cosméticos, remédios e infusões para chás aromáticos.

São sempre um presente de charme independentemente da cor ou tipo, elas agradam a todos os gostos.

Fontes: “Mundodeflores”, “jardimdeflores”; “portalmundodasflores”;PlantasdeInterior”, “Jardicentro - Autor: André M. P. Vasconcelos”
Fotos: Net


"Os homens cultivam cinco mil rosas num mesmo jardim e não encontram o que procuram. E, no entanto, o que eles buscam poderia ser achado numa só rosa." (Antoine de Saint-Exupéry)
Topo