segunda-feira, 29 de abril de 2019

Seus olhos tão negros, tão belos, tão puros




Seus olhos tão negros, tão belos, tão puros,
De vivo luzir,
Estrelas incertas, que as águas dormentes
Do mar vão ferir;

Seus olhos tão negros, tão belos, tão puros,
Têm meiga expressão,
Mais doce que a brisa, — mais doce que o nauta
De noite cantando, — mais doce que a frauta
Quebrando a solidão,

Seus olhos tão negros, tão belos, tão puros,
De vivo luzir,
São meigos infantes, gentis, engraçados
Brincando a sorrir.

São meigos infantes, brincando, saltando
Em jogo infantil,
Inquietos, travessos; — causando tormento,
Com beijos nos pagam a dor de um momento,
Com modo gentil.

Seus olhos tão negros, tão belos, tão puros,
Assim é que são;
Às vezes luzindo, serenos, tranquilos,
Às vezes vulcão!

Às vezes, oh! sim, derramam tão fraco,
Tão frouxo brilhar,
Que a mim me parece que o ar lhes falece,
E os olhos tão meigos, que o pranto humedece
Me fazem chorar.

Assim lindo infante, que dorme tranquilo,
Desperta a chorar;
E mudo e sisudo, cismando mil coisas,
Não pensa — a pensar.

Nas almas tão puras da virgem, do infante,
Às vezes do céu
Cai doce harmonia duma Harpa celeste,
Um vago desejo; e a mente se veste
De pranto co'um véu.

Quer sejam saudades, quer sejam desejos
Da pátria melhor;
Eu amo seus olhos que choram em causa
Um pranto sem dor.

Eu amo seus olhos tão negros, tão puros,
De vivo fulgor;
Seus olhos que exprimem tão doce harmonia,
Que falam de amores com tanta poesia,
Com tanto pudor.

Seus olhos tão negros, tão belos, tão puros,
Assim é que são;
Eu amo esses olhos que falam de amores
Com tanta paixão.


António Gonçalves Dias

sábado, 27 de abril de 2019

A Escola de outros Tempos - Pinturas




Hoje vamos voltar um pouco atrás no tempo e rever como era a Escola dos tempos antigos

Vamos para a escola - Pinturas



Pintor: Franz Von Defregger

Pintor: Henry Jules Jean Geoffroy

Pintor: Jim Daly

Pintor: Andre-Henri Dargelas

Pintor: Andre-Henri Dargelas

Pintor: John Thomas Peele

Pintor: Pierre Edouard Frère

Pintor: Jean-Baptiste Jules Trayer


"A pintura é uma poesia que se vê e não se sente, e a poesia é uma pintura que se sente e não se vê" Leonardo da Vinci

sexta-feira, 26 de abril de 2019

Visita à cidade de Boston


Cidade de Boston, EUA


Ao arquivar algumas fotografias nas respectivas pastas, acabei por encontrar alguns "olhares", que ainda não tinha partilhado, de uma das viagens que o meu marido fez aos EUA. As  fotos são de uma breve visita, de apenas um dia, que ele fez à cidade de  ...

BOSTON


Cidade de Boston, EUA


Boston é a capital e cidade mais populosa do estado norte-americano de Massachusetts. Fundada pelos ingleses em 1630, tornou-se o principal centro cultural da América Anglo-Saxônica. É um dos principais pólos educacionais dos Estados Unidos, onde se destacam instituições de educação superior tais como a Universidade de Harvard e o Instituto de Tecnologia de Massachusetts em Cambridge.

Old South Church

O seu edifício atual foi projetado no estilo neogótico por Charles Amos Cummings e Willard T Sears, concluído em 1873, e amplificado pelos arquitetos Allen & Collens entre 1935-1937. Foi designado como Património Histórico Nacional em 1970 pelo seu significado arquitectónico como uma das melhores igrejas góticas vitorianas da Nova Inglaterra.

Boston, EUA


Boston Public Library, McKim Building

O Edifício McKim da Biblioteca Pública de Boston (construído em 1895) na Praça Copley contém a coleção de pesquisas da biblioteca, salas de exposições e escritórios administrativos. Quando foi inaugurado em 1895, a nova Biblioteca Pública de Boston foi proclamada "palácio do povo". O edifício inclui decorações luxuosas, um quarto para crianças (o primeiro da nação) e um pátio central rodeado por uma galeria com arcadas, à maneira de um claustro renascentista. A biblioteca exibe regularmente seus trabalhos raros, muitas vezes em exposições que combinam obras em papel, livros raros e obras de arte. Várias galerias no terceiro andar do edifício McKim são mantidas para exibições.


Cidade de Boston, EUA

Cidade de Boston, EUA


Foi em fevereiro e o dia estava um pouco cinzento e chuvoso, mas o António adorou a cidade. Não interessa o tempo  (é claro que com sol, as fotografias ficavam mais coloridas), o importante mesmo, é conhecer novos locais e novas realidades.


Cidade de Boston, EUA

Cidade de Boston, EUA

Cidade de Boston, EUA

Cidade de Boston, EUA

Cidade Boston, EUA


Fotos: António Rodrigues

quarta-feira, 24 de abril de 2019

🌼 Girassois no Jardim - Helianthus debilis 'Vanilla Ice'


Helianthus debilis 'Vanilla Ice'


Estes lindos girassóis que encontrei num jardim, pertencem à família Asteraceaetêm e têm como nome cientifico: Helianthus debilis 'Vanilla Ice'. 


Girassois - Helianthus debilis 'Vanilla Ice'



Helianthus debilis 'Vanilla Ice'


"Helianthus" significa "flor do sol", tirado do grego helios, que personaliza o sol, e anthos, que significa flor.


Helianthus debilis 'Vanilla Ice'


Mais pequenos e delicados do que o outros girassóis, a variedade 'Vanilla Ice' adiciona um charme muito especial a qualquer jardim.

Cresce apenas entre 120 a 200 cm de altura, sendo ramificado e compacto. É extremamente prolífico e de longa floração. As plantas arbustivas produzem dezenas de flores durante todo o verão.


Helianthus debilis 'Vanilla Ice'


As suas flores são de cor amarelo limão, sendo o centro em tons castanho muito escuro, quase preto. As hastes são longas e fortes. São altamente atraentes para as abelhas, borboletas e outros polinizadores.


Helianthus debilis 'Vanilla Ice'


São fáceis de cultivar e florescem rapidamente. Devem ser cultivados a pleno sol, em terreno argilo-arenoso, rico em matéria orgânica e bem drenado.

Os girassóis, simbolizam sucesso, sorte e felicidade.


Helianthus debilis 'Vanilla Ice'


Fotos: Pessoais


terça-feira, 23 de abril de 2019

Foi para Ti que Criei as Rosas - Poema de Eugénio de Andrade





Foi para ti que criei as rosas.
Foi para ti que lhes dei perfume.
Para ti rasguei ribeiros
e dei ás romãs a cor do lume.


Eugénio de Andrade

domingo, 21 de abril de 2019

Praça Vermelha - Moscovo


Praça Vermelha - Moscovo


Continuando a mostrar a minha viagem aos "Países Báltico e Rússia", hoje vamos fazer uma breve paragem em Moscovo para visitar:

Praça Vermelha em Moscovo



Muito conhecida pelos grandes desfiles militares, a Praça Vermelha pode ser considerada como a praça central de Moscovo. O seu nome não deriva da cor dos tijolos ao seu redor, nem da associação da cor vermelha ao comunismo, o nome surgiu porque a palavra russa красная (krasnaya) pode significar tanto "vermelho" como "bonito". A Praça Vermelha, a Catedral de S. Basílio e o Kremlin fazem parte do Património Mundial da UNESCO desde 1990.


Catedral de São Basilio


Alguns PONTOS TURISTICOS ao seu redor:

Catedral de S. Basílio

A maravilhosa Catedral de S. Basílio, ou Catedral da Intercessão da Santíssima Theotokos, é o ícone da cidade e encontra no extremo sudeste da Praça Vermelha em frente à Torre do Kremlin. É uma catedral ortodoxa russa, tendo sido a sua construção ordenada pelo Czar Ivan o Terrível para comemorar a conquista de Kazan, que realizou entre 1555 a 1561. É composta por 8 capelas ao redor do Templo principal (a torre mais alta), a Capela da Intercessão. As suas cúpulas com cores vibrantes e de diferentes texturas, são absolutamente magnificas. No jardim em frente está uma estátua de bronze, erguida em honra a Dmitry Pozharsky e Kuzma Minin, que reuniram voluntários para o exército que lutou contra os invasores polacos durante o período conhecido como Tempos de Dificuldades.

Catedral de S. Basílio - Moscovo

Catedral de S. Basílio - Moscovo

Catedral de S. Basílio - Moscovo


Museu Histórico do Estado

No lado oposto à Catedral de S, Basílio, no outro extremo da praça, fica o Museu de História do Estado. Construído por ordem do Imperador Alexandre II, o Museu abriu em 1872 e alberga uma vastíssima colecção de peças e documentos de diferentes períodos da historia da Rússia. Do lado oposto à Praça Vermelha, na frente da entrada do Museu Histórico está a estátua do Marechal Georgy Konstantinovich Zhukov, erguida em 1995.



Museu Histórico do Estado - Moscovo


Portão da Ressurreição

Entre o Museu Histórico de Moscovo e a Antiga Perfeitura está o Portão da Ressurreição, que é uma das entradas para a Praça Vermelha. O seu nome refere-se à representação da ressurreição de Jesus Cristo, imagens que se encontram por cima dos arcos. É constituído por duas torres gémeas que no seu topo possuem águias douradas de duas cabeças. Do lado contrário à Praça Vermelha, entre as duas torres encontra-se um pequeno edifico azul, é a Capela de Iveron. 


Portão da Ressurreição - Moscovo

Portão da Ressurreição - Moscovo


Antiga Perfeitura de Moscovo

A leste do Museu Histórico do Estado e do outro lado do Portão da Ressurreiçao está o edifico da antiga prefeitura de Moscovo. Uma obra do arquiteto Dmitry Chichagov, é um edifício ornamentado de tijolos vermelhos, um edificio notável na história da arquitetura como um híbrido único dos estilos neo-renascentista e russo. 


Antiga Perfeitura de Moscovo


Catedral de Kasan

No canto nordeste da Praça Vermelha, fica a Catedral de Kasan também conhecida como a "Catedral de Nossa Senhora de Cazã", uma igreja ortodoxa russa.


Catedral de Kasan - Moscovo

Catedral de Kasan - Moscovo


Centro Comercial GUM

O Centro Comercial GUM foi construído entre 1890 e 1893 por Alexander Pomerantsev e Vladimir Shukhov. A sua fachada estende-se por 240 metros ao longo do lado leste da Praça Vermelha. É um espaço muito elegante e luxuoso onde se encontram representadas as grandes marcas mundiais. O edificio apresenta uma combinação de elementos do Revivalismo russo com uma estrutura de aço com um teto envidraçado.


Centro Comercial GUM - Moscovo

Centro Comercial GUM - Moscovo


Mausoléu de Lenine

Localizado na Praça Vermelha, junto aos muros do Kremlin mas do lado de fora, encontra-se o Mausoléu de Lenine, onde o corpo do líder fundador da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas, Vladimir Ilitch Uliano se encontra exposto. Quando fomos não foi possivel visitar, pois grande parte da praça encontrava-se vedada para comemorações militares.


Mausoléu de Lenine - Moscovo


Kremlin

Localiza-se nas margens do rio Moskva, com a Catedral de São Basílio e a Praça Vermelha a leste e o Jardim de Alexandre a oeste. Esta fortaleza amuralhada dentro da cidade, foi mandada construir pelo czar Ivan III. Ao longo da muralha existem várias torres de vigilância e no interior do Kremlin, encontram-se várias edificações entre elas cinco palácios e quatro catedrais.


Kremlin - Moscovo

No interior das muralhas do Kremlin - Moscovo


Texto explicativo: Wikipedia e outras fontes Net
Fotos: Pessoais

sexta-feira, 19 de abril de 2019

Refém da Lua - Poema de Alice Ruiz





Sou refém da lua cheia
ela entra pelo quarto
conhece-me os desejos
os beijos guardados
as sombras e crateras do meu cativeiro
sou refém da meia lua
ela me sabe os pedaços
tristezas e segredos
invade-me à madrugada
assiste o amor arder
sem endereço
sou refém de mim
a lua é pretexto


Alice Ruiz


quarta-feira, 17 de abril de 2019

O Pintor Alexei Butirskiy




O artista Alexei Butirskiy, nasceu em Moscovo em 1974. Com apenas 5 anos de idade visitou uma exposição no museu Pushkin que o tocou de tal maneira, que mesmo sendo ainda uma criança, nasceu nessa altura, a sua vontade de se tornar pintor.


Alexei Butirskiy


Em 1992 entrou no Moscow Art College, graduando-se em 1996 com um Diploma de Excelência. Em 1998, frequentou a Academia Russa de Artes, onde estudou com o respeitado professor L. S. Hasyanova.


Alexei Butirskiy


Desde 1996, Alexei Butirskiy participou de numerosas exposições e leilões na Rússia, na Inglaterra e nos Estados Unidos. No outono de 2007, Alexei foi convidado para expor seu trabalho no prestigioso Il Vittoriano na Piazza Venezia, Roma, Itália. 


Alexei Butirskiy



Os seus estilos favoritos são realismo e impressionismo, transmitidos através do seu meio artístico preferido de óleo e tela. Vermeer, Rembrant, Jourj Latur, Andru Waite, Serov (XIX) e Levitan (XIX) influenciaram e ajudaram a moldar a arte de Alexei Butirskiy. 


Alexei Butirskiy


Mais recentemente, Alexei Butirskiy concentrou os seus esforços em representar a vida urbana ao seu redor. As suas pinturas são tipicamente sem acção ou convivência, e na grande maioria delas, a vida está parada, tranquila, com apenas luz, espaço e sombras.

Alexei Butirskiy


Uma sensação de tranquilidade é transmitida em cada uma das suas pinturas. O poder da relação entre a luz e a escuridão é intensamente profundo e a sofisticada aplicação de efeitos de luz com cor reforça a majestade de suas composições. Finais do dia,  onde as luzes surgem para iluminar a noite que se aproxima, ruas calmas e sem agitação, cafés onde as pessoas se sentam, deixando fluir o tempo serenamente e em paz.


Alexei Butirskiy


As suas obras encontram-se exibidas em galerias e coleções particulares em toda a França, Inglaterra, Áustria, Alemanha, Suíça, Japão, Holanda, Canadá, México, Rússia e Estados Unidos. 


Alexei Butirskiy


Obras do Pintor: Alexei Butirskiy
Fontes e Imagens: vários sites da Net 


Topo