quinta-feira, 14 de novembro de 2019

Wat Chedi Luang - Chiang Mai – Tailândia




Nas nossas férias em Chiang Mai visitámos imensos templos, um dos que fomos conhecer foi o:

 Wat Chedi Luang





O Wat Chedi Luang, "The temple of the Great Stupa" é um templo Budista e um dos mais impressionantes templos de Chiang Mai.





Recebe o seu nome do enorme chedi (pagode) que lá se encontra.




O chedi (pagode) ou Great Stup de Wat Chedi Luang, começou a ser construído no século 14, durante o reinado do Rei Saen Muang Ma, 7º governante da dinastia Mengrai para consagrar as cinzas do seu pai. Ficou concluído em meados do século 15 durante o reinado do rei Tilokaraj. Tinha então 82m de altura.




Foi o lar do Buda esmeralda, a mais sagrada relíquia religiosa da Tailândia que agora se encontra no templo Wat Phra Kaew em Bangkok. Ficou danificado durante um terremoto em 1545 e a sua altura foi bastante reduzida face ao tamanho original. Em 1992 foi parcialmente reconstruído, mas a torre ainda não foi reformada porque ninguém tem certeza de como era no passado.




Atualmente tem cerca de 60m de altura e a sua base tem 44m de largura. Possui quatro lados, cada um com um nicho aproximado por uma escada monumental guardada por nagas de pedra (cobras míticas). No topo da escada estão nichos, onde as imagens de Buda são consagradas. 




Logo abaixo do topo da escada há uma plataforma contendo elefantes de pedra.




No recinto do Templo existem vários edifícios ou pavilhões e várias estátuas de Budas.






O complexo do templo contém dois viharns (Assembly hall - Sala de reunião). O primeiro, Phra viharn Luan ou “the Large Viharn” é um edifício grande e impressionante, com um telhado de três camadas e uma fachada frontal em cores douradas. Foi reconstruído várias vezes, mas o edifício atual data de 1929 e foi construído por Phra Ubali. O alto teto vermelho é sustentado por duas fileiras de colunas altas e redondas. Este viharn contém uma grande imagem de Buda em pé em frente à entrada, chamada Phra Chao Attarot. Essa imagem remonta ao tempo em que o Wat Chedi Luang foi fundado no final do século XIV.






A entrada é guardada por um par de nagas ferozes, dispostos ao longo da balaustrada, e a varanda tem esculturas de figuras de Devata em ambos os lados da porta e trabalhos esculpidos em estuque acima do lintel.




O outro viharn, muito menor, tem uma fachada frontal decorada com entalhes de madeira intrincados.  Neste edifício não é permitida a entrada a mulheres.  Foi construído para abrigar o pilar da cidade (Lak Mueang) de Chiang Mai, chamado Sao Inthakin. A população local acredita que São Inthakin protege a cidade. De acordo com as antigas crenças de Lanna, o pilar da cidade é erguido no epicentro da cidade, para marcar o centro do universo, que no passado era o Reino de Lanna.




PPerto à um pequeno santuário construído para abrigar os espíritos guardiões que trouxeram o São Inthakin do Céu. Ao lado do pavilhão de São Inthakin, encontra-se uma árvore enorme Dipterocarp alatus, uma das três no local, plantada por volta de 1800 pelo rei Kawila e que também são consideradas protetoras da cidade.





Perto do Chedi está uma Torre sineira.






Do outro lado do chedi há um grande pavilhão construído em 1955 pelo abade residente na época, o Ven. Phra Buddhisophon, que abriga um Buda Reclinado e uma estátua do "Buda Gordo".

O pavilhão do Buda Reclinado (Reclining Buddha) 
O Buda reclinado tem 8,70 metros de comprimento e mais de 500 anos de idade, tendo sido feito durante o reinado do rei Muang Kaeo, que governou Lanna de 1487 a 1517. 




A imagem do "Buda gordo", ou como é chamada localmente "Phra Katchayana", é frequentemente vista nos templos de Chiang Mai, embora essa imagem seja a mais grandiosa. Acredita-se que sua grande barriga inchada contenha sabedoria e os adeptos visitem a imagem e façam oferendas na esperança de que também adquiram sabedoria.




Ao lado deste pavilhão, existem outros dois pequenos edifício, cada um com impressionantes estátuas de Buda.

O primeiro contém a imagem do Buda Phra Buddhamani-Srilanna. Dizem que foi feito no estilo Singsuang, no mudra de meditação, e tem quase 4 metros de altura pesando mais de 10 toneladas. 




O segundo pavilhão, abriga a imagem do Buda Phra Buddharatana-Naganaphisi. Tem três metros e meio de altura, pesa 15 toneladas e é protegido pela serpente naga de cinco cabeças. 




O Bhuridatto Viharn, abriga uma série de importantes relíquias de Buda, em particular um dente molar, bem como uma estátua de Luangpu. Foi construído em 1858 durante o reinado do príncipe Chao Kawirorotsuriyawong da dinastia Thip Chang.




Ao lado está o Viharn Chaturmuk-Burapachaan que foi construído para abrigar inúmeras relíquias de Buda e os restos de monges veneráveis. 




Ao redor do Chedi existe também um Museu que contém vários artefatos do templo, incluindo esculturas e figuras dos prédios antigos e dos chedi. Também fornece explicações sobre os vários edifícios no viharn e da sua história.




O Templo Chedi Luang é realmente um lugar fascinante.




Texto explicativo: Wikipedia; https://mychiangmaitour.com/; https://doorswindowsblog.wordpress.com/
Fotos: Pessoais

domingo, 10 de novembro de 2019

🌺 A encantadora Malva-rosa (Alcea rosea)




A Malva-rosa é uma planta herbácea, nativa da China e Japão e pertencente à família Malvaceae. Tem como nome científico Alcea rosea e é conhecida popularmente entre outros nomes como: Alcea, Altéia, Malva-da-índia, Malva-real, Malvaísco.






É uma planta bienal mas geralmente cultivada como planta anual, pois normalmente no segundo ano perde muito da sua beleza. Tem um florescimento muito vistoso e a sua haste pode atingir cerca de 1.5 metros de altura. As suas flores apresentam-se em espiga erecta, dependendo da espécie, as pétalas podem ser simples ou dobradas, com margens lisas ou recortadas. Têm várias tonalidades de cores que vão desde o branco (Althaea officinalis) passando pelo rosa suave, vermelho, amarelo, violeta ou rosa intenso (Althaea rosea).





Gosta de solo fértil e bem drenado, as regas devem ser periódicas, não tolerando encharcamento. Devem ser cultivadas sob sol pleno, preferindo clima ameno. Deve estar protegida de ventos fortes.





São muito apreciadas como plantas ornamentais pela beleza das suas flores. Nos jardins pode ser utilizada como maciços, bordaduras ou junto a paredes ou muros.





Texto explicativo: Wikipedia e outros sites net
Fotos: Pessoais


sexta-feira, 8 de novembro de 2019

A Pintora Judy Gibson




Judy Gibson nasceu no texas em 1946 e é uma artista de vários talentos que trabalha com uma ampla variedade de materiais, incluindo óleos, aguarelas e lápis de cor. O seu tema é igualmente diverso, mas requintadamente detalhado, variando de cenas locais do Texas, vida selvagem,  retratos de cavalos ou ainda Interiores de casas.








Judy formou-se em arte na East Texas State University em Commerce. Depois de se formar, passou 19 anos pintando para uma empresa de arte e 17 anos trabalhando com uma editora de arte. Vendeu as suas obras para várias galerias de arte, bem como para empresas que as utilizaram em diferentes produtos para o mercado de decoração para casa. Algumas das suas pinturas, foram utilizadas como capas de revistas altamente conceituadas.









Obras da Pintora: Judy Gibson


Topo