sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

EDIFÍCIOS de NEW YORK




A semana passada  divagamos por Amesterdão apreciando os seus tradicionais edifícios, hoje, vamos  ver um outro estilo de construção percorrendo as ruas de Nova York.  

Edifícios de Nova York
















Fotos: Pessoais


quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

A Estrela - Poema de Almeida Garret





Há uma estrela no céu
Que ninguém vê senão eu:
Ainda bem! — Que a não vê mais ninguém
Como as outras não reluz;
Mas dá tão serena luz.
Que, ainda bem! — Não a vê mais ninguém.
No caminho azul do céu
Onde ela está, não digo eu
A ninguém! — Sei-o eu só: ainda bem


Almeida Garrett 

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Coelhinhos em PINTURAS


Pintor: Yana Movchan


Pintor: Jean Bradbury

Pintor: Andrew Hutchinson

Pintor: Jean Bradbury

Pintor: Robert Bissell

Pintor: G.J.Box

Pintor: Robert Bissell

Pintor: Alfred Richardson Barber


Pintor: Susan Gardos


"A pintura é poesia sem palavras" ( Voltaire )


terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Canção do Inverno - Poema de Helena Kolody





Cai a neve, de mansinho...
Cai a neve em meus cabelos,
Que eram de ouro e são de luar.

Altas torres de castelo...
Cai a neve, de mansinho,
Para os sonhos sepultar.

Cai a neve... tão de leve!

No meu rosto, brando e brando,
Será a neve resvalando.
Ou é o pranto a deslizar?



Helena Kolody, in “Viagem no Espelho”





segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

✿ Calêndulas




São originárias do Sul da Europa, pertencem à família Asteraceae. O seu nome científico é Calendula officinalis e são conhecidas entre outros nomes populares por: margarida, malmequer, maravilha-do-jardim, maravilhas, boas-noites, maravilhas-hortenses.






São plantas herbáceas anuais, de crescimento rápido, que podem atingir uma altura de 30 a 50 cm. As flores podem ser simples ou dobrados, normalmente são cor de laranja ou amarelas de várias tonalidades.






Deve ser cultivada a pleno sol, em terreno bem drenado e com regas regulares. Era usada na Grécia, Roma, Arábia e Índia antigas como planta medicinal bem como corante têxtil, corante alimentar e em cosméticos.






Dão cor e alegria a qualquer canteiro, vaso ou jardim.





Fonte: Wikipedia
Fotos: Pessoais

domingo, 19 de fevereiro de 2017

Dois Lirios - Poema de Alphonsus de Guimaraens




Seremos como dois lírios enfermos
Que morrem numa jarra abandonada.
O acaso nos mostrou a mesma estrada
E sonhamos ao luar dos mesmos ermos.

Abençoou-nos o mesmo azul sem termos,
Ao descambar da véspera sagrada.
E hei de ter, e terás, ó bem-amada,
Tranquilidade e paz para morrermos.

Ah! tu bem sabes que não tarda o outono...
Perder-nos-emos pela escura brenha,
Para ínvios sertões do eterno sono.

E que nos baste, amor, termos vivido
Em meio destes corações de penha
Sem o lamento inútil de um gemido!

Alphonsus de Guimaraens

sábado, 18 de fevereiro de 2017

EDIFÍCIOS de AMESTERDÃO




Hoje vamos divagar pelas ruas de Amesterdão apreciando o charme, arte e encanto dos seus belissímos edificios.















Uma maçaneta de porta que chamou a atenção do Pedro.





A irreverência da adolescência ... nas escadas estava a inscrição:  " Privado - Por favor não sentar aqui ", é claro que a tentação de fazer o contrário foi muita...









Fotos: Pessoais