quinta-feira, 21 de fevereiro de 2019

2 Catedral de Saint Mary (Toomkirik) - Tallin


Catedral de Saint Mary (Toomkirik) - Tallin


Catedral de Santa Maria, Tallinn (Estoniano: Toomkirik) está localizada no monte de Toompea em Tallinn, Estônia. Originalmente fundada por dinamarqueses no século XIII, é a igreja mais antiga de Tallinn e da Estónia continental. É também o único edifício em Toompea que sobreviveu a um incêndio do século XVII.


Catedral de Saint Mary (Toomkirik) - Tallin

Catedral de Saint Mary (Toomkirik) - Tallin

Catedral de Saint Mary (Toomkirik) - Tallin


Originalmente uma catedral católica romana, tornou-se luterana em 1561 e agora pertence à Igreja Luterana Evangélica Estoniana. É a sede do Arcebispo de Tallinn, o líder espiritual da Igreja Luterana Evangélica Estoniana, e presidente do sínodo que governa essa igreja.



Catedral de Saint Mary (Toomkirik) - Tallin


Catedral de Saint Mary (Toomkirik) - Tallin


A igreja sofreu danos consideráveis no grande incêndio de 1684, quando todo o mobiliário de madeira foi destruído. Alguns cofres desmoronaram e muitos detalhes esculpidos em pedra foram severamente danificados - especialmente na capela-mor. Em 1686, após o incêndio, a igreja foi praticamente reconstruída para restaurá-lo ao seu estado anterior. O novo púlpito com figuras dos apóstolos (1686) e o retábulo (1696) foram feitos pelo escultor e escultor estoniano Christian Ackermann.

Catedral de Saint Mary (Toomkirik) - Tallin

Catedral de Saint Mary (Toomkirik) - Tallin


De salientar também os numerosos tipos diferentes de lápides do século XIII ao XVIII, os sarcófagos esculpidos em pedra do século XVII, também o altar e capela-mor, candelabros, numerosas brasões dos séculos XVII-XX. Dois dos quatro sinos da igreja datam do século XVII, dois datando do século XVIII. O órgão foi feito em 1914.


Catedral de Saint Mary (Toomkirik) - Tallin


Texto explicativo: Wikipedia
Fotos: Pessoais - Visita a Tallin



terça-feira, 19 de fevereiro de 2019

34 Visita ao Oceanário de Lisboa


Visita ao Oceanário de Lisboa


Localizado na freguesia do Parque das Nações, o Oceanário de Lisboa, foi construído e inaugurado no âmbito da Expo 98, a última exposição mundial do século XX, com o tema "Os Oceanos, um Património para o Futuro".

Adoro visitá-lo, hoje deixo alguns "Olhares" da minha visita de Dezembro.


Visita ao Oceanário de Lisboa

Visita ao Oceanário de Lisboa

Visita ao Oceanário de Lisboa


Com uma área total de vinte mil metros quadrados, o Oceanário tem cerca de 7.500.000 litros de água divididos por mais de 30 aquários e oito mil organismos, entre animais e plantas, de quinhentas espécies diferentes.


Visita ao Oceanário de Lisboa

Visita ao Oceanário de Lisboa

Visita ao Oceanário de Lisboa


A sua principal atração é o aquário central, com 5.000.000 de litros, representando o Oceano Global, onde coexistem várias espécies de peixes como tubarões, barracudas, raias, atuns e pequenos peixes tropicais. Destacam-se ainda mais quatro diferentes aquários que representam, pela sua riqueza natural em termos de fauna e flora, os habitats marinhos do Atlântico Norte (costa dos Açores), do oceano Antártico, do Pacífico temperado (costas rochosas) e do Índico tropical (recife de coral). Separados do aquário central por grandes painéis de acrílico estrategicamente colocados, cria-se a ilusão de estar perante um único aquário.


Visita ao Oceanário de Lisboa

Visita ao Oceanário de Lisboa

Visita ao Oceanário de Lisboa


Foi considerado este ano, pela terceira vez, o "Melhor Aquário do Mundo". A atribuição foi feita pelo Travelers' Choice 2018 do TripAdvisor, o maior site de viagens em todo o mundo.

É realmente espectacular, uma visita imperdível na cidade de Lisboa.


Visita ao Oceanário de Lisboa


Texto explicativo: Wikipedia
Fotos: Pessoais

Topo