07/12/2022

12 Pedro VIAJANDO pela Ásia - 9ª PARAGEM – Ho Chi Minh (Vietname)




Já divagamos o olhar por vários locais, em diferentes países acompanhando o Pedro nesta viagem pela Ásia. Começamos na Tailândia (Bangkok e Koh Tao), seguiu-se a Malásia (George Town e Kuala Lumpur), Singapura, Indonésia (Bali) e Vietname (Hanói e Hoi An). Continuando ainda no Vietname hoje vamos visitar a sua maior cidade.

Ho Chi Minh (Vietname)


Os links para ver as suas paragens anteriores encontra-se no final deste post.

🌏 9ª PARAGEM (dia 02/9 a 05/9) – Ho Chi Minh (Vietname)


A Cidade de Ho Chi Minh, denominada no passado como Saigão e conhecida hoje também como a "Pérola do Oriente", fica localizada no sul do Vietname. É a maior cidade e o principal centro financeiro do país. Com influências francesa e chinesa devido à sua ocupação, é uma metrópole moderna com grandes contrastes, onde ultra-modernos arranha-céus disputam espaço com construções antigas e cheias de história.




O Pedro apanhou avião em Hoi An no dia 2/9 e desta vez a viagem foi pequena, apenas 1 hora. Ficou instalado no hostel "Hideout". O hostel estava bem localizado, o pessoal era simpático e tinha um ótimo pequeno almoço. Ho Chi Minh, é uma cidade agitada, repleta de pessoas, milhares de motas e com um trânsito absolutamente caótico.




Como habitualmente andou a percorrer e a explorar as ruas da cidade.








A enorme praça em frente ao edifício do Comitê do Povo ou edifício da Câmara Municipal, onde se encontra a estátua de Ho Chi Minh.




Passou pelo interessante edifício dos correios, um belo edifício de 1891 no estilo colonial francês, que foi desenhado por Gustave Eiffel, o arquiteto da Torre Eiffel.




Admirou um dos mais altos e modernos edifícios de Ho Chi Minh, o Bitexco Financial Tower.




Para finalizar, alguns olhares noturnos.






❇️ Poderão ver mais fotos desta paragem, no meu blogue especifico de viagens "Viajar é Alargar os Horizontes", no post "A VIAGEM à ÁSIA do Pedro - 8ª PARAGEM ➺ Hoi An ". Neste blogue, os artigos são um pouco mais extensos quer na informação quer na quantidade de fotografias.


Paragens anteriores:


🌏 ✔ 1ª PARAGEM (dia 07/8 a 10/8) – Bangkok - Tailândia

🌏 ✔ 2ª PARAGEM (dia 11/8 a 14/8) – Ilha de Koh Tao - Tailândia

🌏 ✔ 3ª PARAGEM (dia 15/8 a 17/8) – George Town em Penang - Malásia

🌏 ✔ 4ª PARAGEM (dia 18/8 a 21/8) – Kuala Lumpur – Malásia

            🌏 ✔ Visita – Batu caves – Malásia
            🌏 ✔ Visita – Melaka – Malásia

🌏 ✔ 5ª PARAGEM (dia 22/8 a 23/8) – Singapura

🌏 ✔ 6ª PARAGEM (dia 23/8 a 27/8) – Bali (Singapura)

🌏 ✔ 7ª PARAGEM (dia 27/8 a 30/8) – Hanói (Vietname)

🌏 ✔ 8ª PARAGEM (dia 31/8 a 02/9) – Hoi An (Vietname)


No dia 5/9 era a altura de seguir para outro país.


🌏 Próxima paragem ➺ 10ª PARAGEM (dia 05/09 a 07/9) – Phnom Penh - Camboja



Fotos: Pedro Rodrigues


Ler o post completo

06/12/2022

9 Curiosidade - Haicai de Delores Pires






O que vais buscar, barquinho, lento e sozinho tão longe no mar ?


Delores Pires
(O Livro de Haikais) 



Ler o post completo

04/12/2022

22 Os belos VITRAIS da Igreja de Saint-Germain l'Auxerrois




Os belos VITRAIS da Igreja de Saint-Germain l'Auxerrois


"A arte é intemporal embora guarde a fisionomia de uma época." (Iberê Camargo)


Vitral da Capela da Boa Morte



Vitral de Saint-Vincent-de-Paul - por Quantin (1845)
Vitral de Sainte-Clotilde - por Quantin et Vigué (1845)

                                       
Vitral de Saint Pierre


Vitral de Saint Jean-Baptiste


Vitral - Saint Louis
                                            
Vitral - Doze Apostolos encimado pela benção de Cristo (1846)

                                       

Vitral - Paixão de Cristo



Vitral de Saint-Charles-Borromée - de Quantin (1845)
Roseta central - PENTECOSTES - por Jean Chastellain (1532)
                                       

Vitral de Sainte Marie-Madeleine



"Não há, na arte, nem passado nem futuro. A arte que não estiver no presente jamais será arte." (Pablo Picasso)


Fotos pessoais

Ler o post completo

03/12/2022

11 O que eu amo - Poema de Zoraide Leonel Ferreira




Amo o silêncio dos lagos,
A viração das campinas,
Amo o céu, a paz dos ermos
E as estrelas peregrinas.

Amo a vida, o espaço, o sol,
A esperança que suponho
Ser minha eterna guarida
Nos trigais loiros do sonho.

Amo as aves intranquilas,
Nos bosques cantando amores,
Amo a linda primavera
Que traz sonhos, sons e flores.

Amo o remanso das noite,
A nostalgia do luar,
Também amo as pequeninas
Estrelas do teu olhar.


Zoraide Leonel Ferreira


Ler o post completo
Topo