segunda-feira, 23 de outubro de 2017

Sonho. Não sei quem sou - Poema de Fernando Pessoa




Sonho. Não sei quem sou neste momento.
Durmo sentindo-me. Na hora calma
Meu pensamento esquece o pensamento,
             Minha alma não tem alma.

Se existo é um erro eu o saber. Se acordo
Parece que erro. Sinto que não sei.
Nada quero nem tenho nem recordo.
             Não tenho ser nem lei.

Lapso da consciência entre ilusões,
Fantasmas me limitam e me contêm.
Dorme insconciente de alheios corações,
             Coração de ninguém.


Fernando Pessoa, in "Cancioneiro"



15 comentários:

  1. Belissima escolha!

    Beijo e uma excelente semana.

    ResponderEliminar
  2. Um sono poético... Fernando Pessoa e os seus profundos versos, sonhando profundamente!
    Um abraço, Maria, e uma boa semana...

    ResponderEliminar
  3. O insubstituível Fernando Pessoa!
    Maravilhosa poesia.
    Bjs Maria Rodrigues e uma boa semana.
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  4. "Se existo é um erro eu o saber. Se acordo
    Parece que erro. Sinto que não sei.
    Nada quero nem tenho nem recordo.
    Não tenho ser nem lei."
    É impossível não gostar...
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  5. Gosto tanto desse poema de Fernando Pessoa, e de outros especialmente dos alusivos aos sonhos... :D boa semana!

    ResponderEliminar
  6. O mestre! Adoro a forma como conseguia transmitir tudo em tão poucas palavras...
    Beijinho
    Joana

    ResponderEliminar
  7. ...Durmo sentindo-me. Na hora calma
    Meu pensamento esquece o pensamento,
    Minha alma não tem alma... Que linda e doce poesia, parabéns querida pela bela inspiração. grata pela visita, seja sempre bem vinda. Abraços

    ResponderEliminar
  8. Belo e profundo poema do grande Fernando Pessoa. Ótima escolha! Parabéns!

    Beijos e uma ótima semana para ti e para os teus.

    Furtado

    ResponderEliminar
  9. Bonito reler amiga.
    Bela escolha de sua sensibilidade e cultura.
    Bjs

    ResponderEliminar
  10. Sempre uma verdadeira maravilha, descobrir o grande Pessoa, por aqui...
    Maravilhosa escolha, Maria!
    Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.

Topo