sábado, 30 de novembro de 2019

Feliz Aniversário meu Amor




Hoje é DIA de FESTA, o meu melhor amigo, o meu companheiro de alegrias e tristezas, quem me apoia e ajuda quando atravesso momentos menos bons, o meu MARIDO, é aniversariante.

António, que o teu dia de Aniversário seja SUPER ESPECIAL e  que esta data se repita por muitos e muitos anos.

Que a vida te reserve sempre um mundo imensurável de alegrias, uma infinidade de momentos felizes, muita saúde e um mar eterno de amor.


Muitos PARABÉNS meu amor, eu e os meninos desejamos-te ...

 um dia MUITO FELIZ




quinta-feira, 28 de novembro de 2019

🌷 Tibouchina - Uma Planta de lindas flores roxas


Tibouchina


Esta encantadora planta pertencente à família Melastomataceae.


Tibouchina


O género tibouchina contém aproximadamente 240 espécies podendo ser arbustos ou árvores.  Estas plantas são nativas do México e da América do Sul. Os membros deste género são conhecidos como arbustos de glória (glory bus), árvores de glória ou flores de princesa (princess flower).


Tibouchina


Normalmente têm lindas flores roxas. Gostam de sol pleno e solo fértil rico em matéria orgânica.

É uma planta que fica maravilhosamente bem em jardins e praças.


Tibouchina

Tibouchina

Fotos: Pessoais

terça-feira, 26 de novembro de 2019

O Monstro-de-gila - Um lagarto Venenoso




Hoje vamos conhecer um pouco mais sobre o:

Monstro-de-gila


O monstro-de-gila (Heloderma suspectum) é um lagarto peçonhento da família dos helodermatídeos

Classe: Reptilia
Ordem: Sauria
Família: Helodermatidae




Habita no Sudoeste da América do Norte e no noroeste do México, em regiões desérticas. Durante os meses mais frios, hibernam, exibem hábitos noturnos nos meses mais quentes e, na restante parte do ano, ficam ativos durante o dia.

Pode medir até 60 cm de comprimento, o que faz dele o maior lagarto norte-americano. É um lagarto venenoso. Os monstros-de-gila inoculam a sua peçonha com os dentes da mandíbula, dois grandes incisivos muito afiados, mordendo a presa e não a largando para que as neurotoxinas entrem na ferida.

A sua dieta alimentar vai desde aves, outros lagartos, pequenos roedores e ovos.

Move-se lentamente, usando a língua para sentir cheiros deixados na areia e capturar as suas presas. São animais gregários; vivem em bandos organizados hierarquicamente (existe sempre um macho dominante e uma fêmea dominante).

Devido à destruição do seu habitat e à sua captura ilegal, está considerado pela União Internacional para Conservação da Natureza (IUCN), como uma espécie quase ameaçada.




Texto explicativo: Wikipedia
Fotos: Pessoais de visita ao Jardim Zoológico de Lisboa


segunda-feira, 25 de novembro de 2019

Chove!




Chove...

Mas isso que importa!,
se estou aqui abrigado nesta porta
a ouvir a chuva que cai do céu
uma melodia de silêncio
que ninguém mais ouve
senão eu?

Chove...

Mas é do destino
de quem ama
ouvir um violino
até na lama.



José Gomes Ferreira




sábado, 23 de novembro de 2019

🍄 Cogumelos um encanto da Natureza


Cogumelos


Desde criança que os adoro observar, quando os vejo, volto sempre ao meu tempo de criança e relembro as minhas histórias de duendos e fadas abrigados debaixo deles, eles são uma das muitas maravilhas da natureza, são os ...

Cogumelos



Cogumelos

Cogumelos

Cogumelos

Cogumelos

Cogumelos

Cogumelos

Cogumelos

Cogumelos


Fotos: Pessoais


quarta-feira, 20 de novembro de 2019

Robins no Inverno - Pinturas



Delicadas e lindas, quer em real, quer em pinturas, estas aves encantam sempre o nosso olhar.

Robin 🔅 Pisco-de-peito-ruivo



Pintor: Carl Whitfield

Pintor:Marceli Corti

Pintor: Anne Mortimer

Pintor: desconheço

Pintor: David Finney

Pintor: Peonia Mindy

"A arte é um resumo da natureza feito pela imaginação." Eça de Queirós

terça-feira, 19 de novembro de 2019

Menina Perdida - Poema de Fernanda de Castro



Menina perdida
no bosque da vida.


Os olhos desertos,
os gestos errados,
os passos incertos,
os sonhos cansados.

Menina perdida,
desaparecida
nos longos caminhos
de pedras e espinhos.
Cabelos molhados,
pés nús, alma exangue,
vestidos rasgados,
mãos frias, em sangue.

Menina encontrada
na berma da estrada.
Andava perdida
mas já foi achada,
de branco vestida,
de branco calçada.

Menina perdida
no bosque da vida.


Maria Fernanda de Castro



domingo, 17 de novembro de 2019

Hidrossauro-das-filipinas (Hydrosaurus pustulatus)




Hoje a estrela dos meus “olhares” é o incrível:

Hidrossauro-das-filipinas


Esta espécie de lagarto é semi-aquática e nativa das Filipinas.

Classe: Reptile
Ordem: Squamata
Família: Agamidae

O lagarto das Filipinas é um excelente nadador. É omnívoro, alimentando-se de frutas, folhas, flores, insetos e pequenos animais. Os machos têm uma crista maior nas costas do que as fêmeas e também mostram uma cor violeta à medida que envelhecem. As fêmeas são menos coloridas. Os adultos podem atingir até um metro de comprimento. 




Vive em habitats arborizados tropicais perto da água, como nas margens de rios e campos de arroz. À primeira vista do perigo, correm para a água e nadam para longe. Conseguem ficar submersos durante vários minutos.

A espécie é omnívora e a sua dieta inclui frutas, folhas, flores, insetos e pequenos animais.

Foram classificados como vulneráveis pela IUCN. As suas principais ameaças são a perda de habitat, a caça de alimentos e a sua captura para o comércio de animais de estimação. 




Texto explicativo: Wikipedia
Fotos: Pessoais tiradas no Jardim Zoológico de Lisboa


sábado, 16 de novembro de 2019

Degraus - Poema de Hermann Hesse





Assim como as flores murcham
E a juventude cede à velhice,
Também os degraus da Vida,
A sabedoria e a virtude, a seu tempo,
Florescem e não duram eternamente.
A cada apelo da vida deve o coração
Estar pronto a despedir-se e a começar de novo,
Para, com coragem e sem lágrimas se
Dar a outras novas ligações. Em todo
O começo reside um encanto que nos
Protege e ajuda a viver



Hermann Hesse


quinta-feira, 14 de novembro de 2019

Wat Chedi Luang - Chiang Mai – Tailândia




Nas nossas férias em Chiang Mai visitámos imensos templos, um dos que fomos conhecer foi o:

 Wat Chedi Luang





O Wat Chedi Luang, "The temple of the Great Stupa" é um templo Budista e um dos mais impressionantes templos de Chiang Mai.





Recebe o seu nome do enorme chedi (pagode) que lá se encontra.




O chedi (pagode) ou Great Stup de Wat Chedi Luang, começou a ser construído no século 14, durante o reinado do Rei Saen Muang Ma, 7º governante da dinastia Mengrai para consagrar as cinzas do seu pai. Ficou concluído em meados do século 15 durante o reinado do rei Tilokaraj. Tinha então 82m de altura.




Foi o lar do Buda esmeralda, a mais sagrada relíquia religiosa da Tailândia que agora se encontra no templo Wat Phra Kaew em Bangkok. Ficou danificado durante um terremoto em 1545 e a sua altura foi bastante reduzida face ao tamanho original. Em 1992 foi parcialmente reconstruído, mas a torre ainda não foi reformada porque ninguém tem certeza de como era no passado.




Atualmente tem cerca de 60m de altura e a sua base tem 44m de largura. Possui quatro lados, cada um com um nicho aproximado por uma escada monumental guardada por nagas de pedra (cobras míticas). No topo da escada estão nichos, onde as imagens de Buda são consagradas. 




Logo abaixo do topo da escada há uma plataforma contendo elefantes de pedra.




No recinto do Templo existem vários edifícios ou pavilhões e várias estátuas de Budas.






O complexo do templo contém dois viharns (Assembly hall - Sala de reunião). O primeiro, Phra viharn Luan ou “the Large Viharn” é um edifício grande e impressionante, com um telhado de três camadas e uma fachada frontal em cores douradas. Foi reconstruído várias vezes, mas o edifício atual data de 1929 e foi construído por Phra Ubali. O alto teto vermelho é sustentado por duas fileiras de colunas altas e redondas. Este viharn contém uma grande imagem de Buda em pé em frente à entrada, chamada Phra Chao Attarot. Essa imagem remonta ao tempo em que o Wat Chedi Luang foi fundado no final do século XIV.






A entrada é guardada por um par de nagas ferozes, dispostos ao longo da balaustrada, e a varanda tem esculturas de figuras de Devata em ambos os lados da porta e trabalhos esculpidos em estuque acima do lintel.




O outro viharn, muito menor, tem uma fachada frontal decorada com entalhes de madeira intrincados.  Neste edifício não é permitida a entrada a mulheres.  Foi construído para abrigar o pilar da cidade (Lak Mueang) de Chiang Mai, chamado Sao Inthakin. A população local acredita que São Inthakin protege a cidade. De acordo com as antigas crenças de Lanna, o pilar da cidade é erguido no epicentro da cidade, para marcar o centro do universo, que no passado era o Reino de Lanna.




PPerto à um pequeno santuário construído para abrigar os espíritos guardiões que trouxeram o São Inthakin do Céu. Ao lado do pavilhão de São Inthakin, encontra-se uma árvore enorme Dipterocarp alatus, uma das três no local, plantada por volta de 1800 pelo rei Kawila e que também são consideradas protetoras da cidade.





Perto do Chedi está uma Torre sineira.






Do outro lado do chedi há um grande pavilhão construído em 1955 pelo abade residente na época, o Ven. Phra Buddhisophon, que abriga um Buda Reclinado e uma estátua do "Buda Gordo".

O pavilhão do Buda Reclinado (Reclining Buddha) 
O Buda reclinado tem 8,70 metros de comprimento e mais de 500 anos de idade, tendo sido feito durante o reinado do rei Muang Kaeo, que governou Lanna de 1487 a 1517. 




A imagem do "Buda gordo", ou como é chamada localmente "Phra Katchayana", é frequentemente vista nos templos de Chiang Mai, embora essa imagem seja a mais grandiosa. Acredita-se que sua grande barriga inchada contenha sabedoria e os adeptos visitem a imagem e façam oferendas na esperança de que também adquiram sabedoria.




Ao lado deste pavilhão, existem outros dois pequenos edifício, cada um com impressionantes estátuas de Buda.

O primeiro contém a imagem do Buda Phra Buddhamani-Srilanna. Dizem que foi feito no estilo Singsuang, no mudra de meditação, e tem quase 4 metros de altura pesando mais de 10 toneladas. 




O segundo pavilhão, abriga a imagem do Buda Phra Buddharatana-Naganaphisi. Tem três metros e meio de altura, pesa 15 toneladas e é protegido pela serpente naga de cinco cabeças. 




O Bhuridatto Viharn, abriga uma série de importantes relíquias de Buda, em particular um dente molar, bem como uma estátua de Luangpu. Foi construído em 1858 durante o reinado do príncipe Chao Kawirorotsuriyawong da dinastia Thip Chang.




Ao lado está o Viharn Chaturmuk-Burapachaan que foi construído para abrigar inúmeras relíquias de Buda e os restos de monges veneráveis. 




Ao redor do Chedi existe também um Museu que contém vários artefatos do templo, incluindo esculturas e figuras dos prédios antigos e dos chedi. Também fornece explicações sobre os vários edifícios no viharn e da sua história.




O Templo Chedi Luang é realmente um lugar fascinante.




Texto explicativo: Wikipedia; https://mychiangmaitour.com/; https://doorswindowsblog.wordpress.com/
Fotos: Pessoais

Topo