segunda-feira, 29 de janeiro de 2018

Sim, Sei Bem - Poema de Ricardo Reis



Sim, sei bem


Sim, sei bem
Que nunca serei alguém.
Sei de sobra
Que nunca terei uma obra.
Sei, enfim,
Que nunca saberei de mim.
Sim, mas agora,
Enquanto dura esta hora,
Este luar, estes ramos,
Esta paz em que estamos,
Deixem-me crer
O que nunca poderei ser.


Ricardo Reis, in "Odes"
Heterónimo de Fernando Pessoa


3 comentários:

  1. Um pouco melancólico para meu gosto.
    Boa semana

    ResponderEliminar
  2. Sempre um prazer imenso, descobrir mais um pouco da obra de Pessoa... acompanhado por uma fantástica imagem!...
    Adorei! Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar
  3. Maravilhosa partilha querida amiga,desejo-lhe uma semana muito feliz beijinhos no coração felicidades

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.

Topo