sexta-feira, 29 de junho de 2012

Divagar por Kuala Lumpur


Por vezes não é possível viajar, as razões podem ser várias, falta de dinheiro, de saúde, idade avançada, enfim podem existir diferentes factores e motivos. No entanto, isso não deve ser impeditivo de conhecer novos locais e costumes, podemos viajar sem sair da nossa cadeira, vendo fotografias que nos transportam, se assim a nossa predisposição quiser, a lugares longínquos, conhecendo outras culturas, outras realidades.

Hoje vamos viajar até Kuaka Lumpur.

Boa viagem!

Foto: Skyscape (photograph by KL Photography Contest


Kuala Lumpur tem as suas origens na década de 1850, quando o chefe malaio de Kelang, Raja Abdullah, contratou alguns trabalhadores chineses para abrirem novas e grandiosas minas de estanho. Eles desembarcaram na confluência de Sungai Gombak e Sungai Klang (Rio Kelang ) para abrir minas em Ampang. Sungai Gombak era antes conhecida como Sungai Lumpur, que significa rio enlameado. A cidade, portanto, derivada do nome Kuala Lumpur, que significa literalmente "confluência enlameada", em Bahasa Melayu. É a maior cidade da Malásia e a sua capital.
Protegida pelas Montanhas Titiwangsa e no leste da Indonésia, na Ilha de Sumatra, a oeste, Kuala Lumpur tem um ano inteiro de clima equatorial, que é quente e ensolarado, com chuvas abundantes, especialmente durante as monções. As temperaturas tendem a permanecer constantes.

Foto: http://www.malaysia.com

Kuala Lumpur é formada por uma mistura de diferentes culturas. Diferente de toda a Malásia, onde o povo malaio compreende a maioria étnica, a maior parte dos habitantes de Kuala Lumpur são malaio-chineses. As outras principais culturas são representadas pelos malaio-indianos, euro-asiáticos, assim como os Kadazans, Ibans e outras raças indígenas do Leste da Malásia e da Península da Malásia.


Foto: http://www.misviajes.comyr.com/

A cidade tem muitos lugares de adoração para as multi-religiões da população. O Islamismo é praticado primariamente pelos malaios e pelas comunidades indianas muçulmanas. Há outras religiões como Budismo Maaiana, Confucionismo e Taoísmo (principalmente entre os chineses), Hinduísmo (entre os indianos) e Cristianismo.

A visitar

Petronas Twin Towers
As Petronas Twin Towers ou Torres Petronas dois arranha-céus com 88 andares e 452 metros de altura, concluídos em 1998. As torres foram projectadas pelo arquiteto Cesar Pelli, configuradas por estrutura de aço e vedação em vidro, e desenhadas de forma a lembrar motivos encontrados na arte islâmica, um reflexo da herança muçulmana malaia.

Foto: Diana e Fábio


Sultan Abdul Samad Building
Foi construído entre 1894 – 1897 e desenhado por A.C. Norman. O edificio alberga os escritórios do Ministério da Informação, Comunicação e Cultura da Malásia.


Foto: http://www.richard-seaman.com

Royal Palace (Istana Negara)
O Palácio do Rei, Istana Negara encontra-se rodeado por um belo parque verde com lagoas e é a residência oficial do rei da Malásia.

Sri Maha Sakthi Mohambigai Amman Temple
Adjacente ao Mid Valley Megamall é o ornamentado Sri Maha Sakthi Mohambigai Templo de Amã. O que torna este templo tão especial e único é a sua localização - este santuário 100 anos de idade, está situado bem no centro da Cidade do Vale do Médio movimentada. Ladeada por duas estátuas imponentes que atuam como guardiões do templo, este santuário também tem no interior uma enorme árvore “Bodhi” com uma estátua de um Buda meditando sob ela.


Foto: http://www.malaysiakltour.com

Chinatown
O colorido de Chinatown é bem conhecido. Profundamente imerso no Oriental cultura, património e história, Chinatown é sem dúvida um dos pontos turísticos mais populares na Malásia. À noite, a sua rua principal - Rua Petaling - é transformada num mercado animado e vibrante, repleto de centenas de barracas que oferecem todos os tipos de mercadorias em baratíssimo preços, pechinchar é o modo de vida aqui.


Foto: www.1zoom.net

Orchid Park (Taman Orkid)
Fica em frente ao Kuala Lumpur Bird Park (parque de pássaros), faz também parte do Lake Garden Park. Compreende um 1 ha floral paraíso, onde se pode admirar as orquídeas e e pegar dicas sobre como cultivar essas flores magníficas.




Hibiscus Garden
O jardim das orquídeas (Orchid Park), vai dar ao Garden Hibiscus. Este é um pequeno jardim com terraço, que fornece um panorama surpreendentemente colorido de inúmeras variedades de hibisco. O hibisco é a "Rainha das Flores Tropicais”. No Jardim Hibiscus existem mais de 2.200 variedades de flores raras e exóticas que vão desde a variedade única pétala a pétala múltiplas variedades em uma gama de cores e tonalidades.


Foto: http://shailsnest.com

Kuala Lumpur Butterfly Park
Está situado perto Lake Garden Park. O parque é uma imitação do habitat natural da borboleta e das florestas tropicais. Para evitar que as borboletas saiam todo o parque é coberto por uma rede. O Parque abriga cerca de 6.000 borboleta borboletas de mais de 120 espécies. Neste belo parque existem mais de 15.000 plantas e várias lagoas.



Fotos: www.flickr.com_Jia Ren

Thean Hou Temple
O Thean Hou Temple é um dos mais antigos templos do sudeste asiático. O templo chinês é dedicado a Tian Hou, a deusa que protege os pescadores. É um local habitual de muitos devotos que vêm adorar Guan Yin - Deusa da Misericórdia.


Foto: wikipedia_ Author Gryffindor

Com imponente pilares, entalhes e pinturas murais nas paredes, esta estrutura de grandiosa tem uma sala de oração com três altares.

Batu Caves
Uma das atrações mais frequentadas de Kuala Lumpur é Batu Caves, um morro de calcário composto por três cavernas principais e outras mais pequenas. Com ídolos e estátuas erguidas dentro da caverna principal e em torno dele, este templo tem formações calcárias disse ser cerca de 400 milhões de anos.


Foto:http://www.malaysia.com

Considerado um importante marco religioso pelos hindus, a caverna mais popular em Batu Caves, Gruta da Catedral, casas de vários santuários hindus sob o seu tecto de 100 metros em arco. Os visitantes podem escalar 272 degraus para acessar as cavernas, durante milhares de devotos hindus Thaipusam vir a este site para executar rituais religiosos.

Kuala Lumpur é uma cidade fantástica com muito para oferecer a quem a visita.

Poderá ver este post completo no meu blogue " Viajar é Alargar o s nossos Horizontes " em: Divagar por Kuala Lumpur

Fontes e Fotos: wikipedia; http://www.goldentorch.com.my/; http://www.sunwaylagoon.com/; http://shailsnest.com/tag/kuala-lumpur/; http://www.malaysiasite.nl/; http://kualalumpurhotels.travel/; Trekearth; www.1zoom.net; http://www.199countries.com; http://www.malaysia.com; http://www.misviajes.comyr.com/; http://www.richard-seaman.com, http://beautifulmosques.com, Outros.


10 comentários:

  1. Com menos de 2 séculos e ostentando tanta beleza, tanta riqueza...Que maravilha! Adorei a viajem, sem sair da minha cadeirinha! Obrigada, Maria!

    Beijinhos,
    da Lúcia

    ResponderEliminar
  2. Amiga Maria

    Quem havia de dizer: Kuala Lumpur, 'confluência enlameada'. É na verdade uma cidade bela e majestosa, uma confluência de culturas.
    Muito obrigada por esta viagem maravilhosa.

    Beijinhos

    Olinda

    ResponderEliminar
  3. Estou encantada com tanta beleza!!
    Obrigada por partilhar.
    Bjs.

    ResponderEliminar
  4. Maria minha querida
    Quanta beleza nesta viagem! É uma arquitetura fabulosa, amei, e também tem flores lindas que eu tenho quase todas.
    Obrigada Maria por mais uma belissima viagem.

    Beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
  5. Olha Maria, gosto muito de viajar na vida real, mas estas viagens virtuais também têm sido muito agradáveis!
    Bom fim de semana
    Bjs

    ResponderEliminar
  6. Olá Amiga:
    lugar interessante e grandioso. Gosto muito de ler mais do que viajar, assim sendo as viagens virtuais se tornam muito satisfatórias e prazeirosas para mim.
    beijos e um bom final de semana.
    Léah

    ResponderEliminar
  7. Querida amiga, que linda viagem a Malásia, a arquitetura é fantástica, jardins belíssimos. Tenha um lindo final de semana. Beijocas

    ResponderEliminar
  8. Querida amiga!
    Lindas imagens!
    Quantas espécies de borboletas!
    Grata pela partilha.
    bom fim de semana e beijinhos!

    ResponderEliminar
  9. Olá amiga!
    Que bela e longa viagem me foi hoje proporcionada. Adorei ver no teu blogue aquilo que nunca verei ao vivo. Um carinhoso abraço.
    M. Emília

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.

Topo