quinta-feira, 31 de março de 2011

Flôr Essência - Poema de Antônio





Quando a alma floresce na incerteza
E os pensamentos vagos à noite vão
Vêm os lívidos fantasmas da tristeza
Para rebuscar-te na força da solidão

Ecoando em tristeza, prantos e soluços
Quando vais às dores dos teus lamentos
Nessa cadeia, sem flores e sem os frutos
Na fogueira fria, vertida dos sofrimentos

Pra curar teu coração ferido e magoado
E conter as lágrimas soturnas, ardorosas
Do teu sonho, sofredor amargurado,

-Levanta ao céu que te acolhe em festa
Com tua alma agraciada, nevoenta
Para a noite do amor que te completa...

Antônio
do blog "Vozes de Minha Alma"

Antônio é um poeta maravilhoso, que consegue tocar a nossa alma através dos seus versos e nos leva a divagar para além do horizonte da nossa extistência. Merece sem sombra de dúvidas uma visita.



"Todas as coisas têm o seu mistério, e a poesia é o mistério de todas as coisas."(Federico lorca)

9 comentários:

  1. Olá, Maria

    São versos que realmente nos emocionam e nos indicam o caminho para o refrigério das almas sofredoras.

    Far-lhe-ei, sim, uma visita.

    Beijinhos
    Olinda

    ResponderEliminar
  2. É de lá que vem o socorro...

    Farei uma visita!

    Bjs
    Chris

    ResponderEliminar
  3. E pq gostei vou visitá-lo!
    Beijo.
    isa.

    ResponderEliminar
  4. Maria Querida
    È um poema muito bonito e muito intenso, como todos do nosso grande amigo Vozes de Minha Alma que tanto adoro lêr ele escreve cada letra com muito amor.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  5. Olá Maria!
    Gostei muito, não conhecia.
    Bjs,
    Mara

    ResponderEliminar
  6. Maria, um lindo poema, parabéns pela escolha, e parabéns para o poeta...

    "Não sobrecarregues os teus dias com preocupações desnecessárias, a fim de que não percas a oportunidade de viver com alegria." (André Luiz)

    Paz e bem!!!

    ResponderEliminar
  7. Minha amiga querida, obrigado pela publicação e pela tua generosidade.
    Ficou deveras lindo e agraciado.
    Um abraço, beijos.

    ResponderEliminar
  8. Minha querida

    O António é um poeta maravilhoso...os seus poemas tocam as almas sensíveis, porque ele é sensibilidade...escreve com o coração.
    Uma homenagem merecida.

    Deixo-te um beijinho carinhoso
    Sonhadora

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.

Topo