sábado, 10 de julho de 2010

Poema do homem só - Poema de António Gedeão


Sós,
irremediavelmente sós,
como um astro perdido que arrefece.
Todos passam por nós
e ninguém nos conhece.

Os que passam e os que ficam.
Todos se desconhecem.
Os astros nada explicam:
Arrefecem

Nesta envolvente solidão compacta,
quer se grite ou não se grite,
nenhum dar-se de outro se refracta,
nehum ser nós se transmite.

Quem sente o meu sentimento
sou eu só, e mais ninguém.
Quem sofre o meu sofrimento
sou eu só, e mais ninguém.

Quem estremece este meu estremecimento
sou eu só, e mais ninguém.

Dão-se os lábios, dão-se os braços
dão-se os olhos, dão-se os dedos,
bocetas de mil segredos
dão-se em pasmados compassos;

Dão-se as noites, e dão-se os dias,
dão-se aflitivas esmolas,
abrem-se e dão-se as corolas
breves das carnes macias;

Dão-se os nervos, dá-se a vida,
dá-se o sangue gota a gota,
como uma braçada rota
dá-se tudo e nada fica.

Mas este íntimo secreto
que no silêncio concreto,
este oferecer-se de dentro
num esgotamento completo,

Este ser-se sem disfarce,
virgem de mal e de bem,
este dar-se, este entregar-se,
descobrir-se, e desflorar-se,
é nosso de mais ninguém.

António Gedeão


9 comentários:

  1. Quem sente o meu sentimento
    sou eu só, e mais ninguém.
    Quem sofre o meu sofrimento
    sou eu só, e mais ninguém.

    Querida amiga Maria, essa quadra é a maior expressão da verdade, quem sente o sentimento e o sofrimento, somos nós mesmos, lindo poema...Tenha um lindo final de semana...Beijocas

    ResponderEliminar
  2. Lindíssimo poema e imagem!beijos,lindo fds,chica

    ResponderEliminar
  3. Olá minha amiga Maria!
    Já li bastantes poemas do António Gedeão, mas este desconhecia, foi uma boa escolha, às vimos
    as pessoas passarem junto aos mendigos, ou de alguém que sofre e viram a cara para o lado.

    Um bom fim de semana
    também para si,
    um beijinho grande,
    José.

    ResponderEliminar
  4. QUE FANTÁSTICO POEMA ESCOLHESTE PARA ME EMOCIONAR, MARIA.
    ENCANTADA DE TER-TE NO MEU CANTO, QUE PASSOU A SER TAMBÉM TEU!
    ESPERO QUE VOLTES SEMPRE!
    OBRIGADA PELO CARINHO DEIXADO.
    BEIJO. FIM DE SEMANA DE LUZ!

    ResponderEliminar
  5. Sua presença sempre encanta. Sim a poesia pode ser marcas que deixamos para a posteridade, assim como os grandes poetas já se foram, mas nos deixaram riquezas para o nosso coração!

    Desejo-te Um Final de Semana repleto de felicidade!

    ResponderEliminar
  6. Minha querida sempre a nos surpreender, até nos poemas de vários autores, procura sempre algo mais desconhecido.
    Você meu bem é ser humano de requinte especial, adoro suas surpresas, um grande bem-aja e tenha um lindo fim de semana, com beijinhos de luz e paz

    ResponderEliminar
  7. Maria,suas escolhas são perfeitas!Que belíssima poesia que nos emociona profundamente!A imagem tb ficou um show!Adorei!Bjs,

    ResponderEliminar
  8. É tão clara esta forma de ver o ser humano. Só mesmo alguém com talento e sensibilidade fora do comum.

    Um beijo

    ResponderEliminar
  9. Tem um selo de presente no blog abaixo pra você

    http://haikainosventos.blogspot.com

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.

Topo