domingo, 11 de julho de 2010

Melgaço, "Onde Portugal começa...”

Melgaço encontra-se no Distrito de Viana do Castelo, é limitado a norte e leste pela Espanha, a sudoeste pelo município de Arcos de Valdevez, e a oeste por Monção. É o município mais setentrional do país.


Foto: www.picstopin.com


A pequena e tranquila vila de Melgaço cresceu em redor de uma fortaleza mandada construir por Dom Afonso Henriques, o primeiro rei de Portugal (1139-85).


Foto: wikipedia_Jose Antonio Martinez

O castelo, principal defesa raiana do Alto Minho no século XII, constitui-se na sentinela mais setentrional de Portugal, no trecho onde o rio Minho inicia a sua função fronteiriça, vigiando a travessia para a Galiza. As muralhas, onde se rasgam duas portas, são encimadas por ameias prismáticas e reforçadas por três torres, sendo a principal a que se encontra voltada para o núcleo urbano, de secção pentagonal. O conjunto é dominado pela torre de menagem.
Um labirinto de velhas ruas e travessas entrecruzam-se no interior das muralhas.


Foto: wikipedia_Jose Antonio Martinez


As suas ruelas em calçada à portuguesa e os telhados e muros com "patine" são algumas das características da vila. Está também virada para o país vizinho tendo como portas de entrada para quem vem de Espanha, as fronteiras de S. Gregório e a Ponte Internacional de Peso-Arbo. Toda a região é caracterizada por uma íntima relação com o rio Minho e com a vizinha Galiza (Espanha), e pelo clima rigoroso, em especial o Inverno agreste, que determina a arquitectura nas pequenas aldeias.


Foto: www.skyscrapcity.com_Miguel


O legado arqueológico de Melgaço é rico e diverso, basta atentarmos um pouco nos monumentos megalíticos, arte rupestre e castros e monumentos ligados à arquitectura religiosa, civil e militar como as igrejas, castelos e pontes, espalhadas pelo concelho.


Foto: www.skyscrapcity.com_Miguel


Melgaço é um Município que tem a sua economia assente na agricultura, aposta essencialmente do desenvolvimento sustentável, tendo o vinho Alvarinho um papel vital neste desenvolvimento. A casta Alvarinho veio trazer à agricultura um novo e indiscutível impulso de progresso e riqueza.


Foto: www.skyscrapcity.com_Miguel


Este concelho tem feito um esforço muito grande no que diz respeito à promoção e valorização deste produto.

Termas de Melgaço
Implantadas entre as margens do Minho e da Galiza, as termas de Melgaço proporcionam uma ligação descontraída com a natureza e, simultaneamente, um recurso ímpar reconhecido pelo seu potencial terapêutico. Com dois hectares de parque arborizado, adequado à prática de diversas actividades de turismo e lazer, esta estância termal está especialmente indicada para afecções das vias respiratórias, reumáticas e músculo-esqueléticas e diabetes.


Castro Laboreiro
Nos limites do concelho, é sobretudo conhecida pela raça de cães a que deu nome: considerado um excelente cão de guarda, é utilizado desde sempre pelos pastores para proteger os rebanhos dos ataques de lobos.




A povoação, a 950 metros de altitude, também se orgulha das ruínas do velho castelo e das curiosas tradições e costumes ainda preservados pelos seus habitantes.


Foto: wikipedia_JoseOlgon

O Castelo de Castro Laboreiro, ergue-se no alto de um monte, a 1.033 metros acima do nível do mar. Nos seus muros rasgam-se duas portas, a principal, a leste, denominada como Porta do Sol; a norte, a Porta da Traição, também denominada como Porta do Sapo. A sul, em plano inferior, um recinto secundário, delimitado por um pano de muralhas orientado no sentido leste-oeste. O acesso é feito por uma ponte em arco pleno sobre pés direitos. A sua função primitiva era a de recolher gado e bens em caso de ameaça, o que, segundo os estudiosos, é único no país e denota a importância da actividade pecuária na região.


Foto: www.panoramio.com_Jesusspider


A vila de Melgaço é, também, uma das portas de acesso ao cenário impressionante do Parque Nacional da Peneda-Gerês, com a sua fauna variada, picos agrestes e vales densamente arborizados.


Foto: www.panoramio.com_Bruno C. Silva


Onde Dormir
Monte Prado Hotel SPA, Melgaço
Hotel Castrum Villae, Melgaço
Hotel Boa Vista, Melgaço
Albergaria Mira Castro, Castro Laboreiro, Melgaço
Quinta da Calçada, Melgaço
Pousada da Juventude de Melgaço
Parque de Campismo das Termas do Peso

Apartamentos:
http://www.classificados.pt/
http://pt.anuncioo.com/
http://www.homelidays.com/
http://www.bigcasa.pt/
http://portugal.gabinohome.com/
http://www.atalho.com/


Gastronomia
A gastronomia de Melgaço é um grande atractivo turístico devido à abundância e qualidade dos seus produtos e à sua cuidada elaboração culinária.



Alguns pratos típicos:
Cabrito assado no forno de cozer o pão,
Lampreia com arroz, à bordalesa, frita com ovos,
Trutas do Rio Minho abafadas,
Sarrabulho,
Caldo de farinha,
Grelos com rojões,
Bola da frigideira,
Bolo da pedra,
Arroz de cabidela,
Agua d’unto,
Bucho doce,
Migas doces,
Pastéis mimosos.


Festas e Romarias
As Festividades do concelho de Melgaço são marcadas, anualmente, por dois grandes eventos - a Festa do Alvarinho e do Fumeiro e a Festa da Cultura.
A primeira, que se traduz numa mostra gastronómica, destina-se a promover o vinho Alvarinho, mas também o fumeiro e outros produtos locais, num certame tradicional e simultaneamente inovador.
A segunda decorre durante o mês de Agosto e celebra a cultura do e no concelho, ao mesmo tempo que festeja o regresso à terra de muitos emigrantes.




Outras festividades como as Marchas de São João ou os tapetes de flores que enfeitam as ruas durante a festa do Corpo de Deus, e ainda as realizadas pelas freguesias fazem parte do calendário de festividades do concelho.




Melgaço, "Onde Portugal começa...” é uma pequena e antiga vila impregnada de um perfume de outras eras. Uma terra linda e deslumbrante, numa paisagem serena e soalheira, possui um extraordinário património histórico e cultural,.uma enorme diversidade de valores culturais que fazem a história das diferentes épocas, desde a pré-história até aos nossos tempos.


Foto: wikipedia_Jose Antonio Martinez


Um legado histórico rico e diverso, associado à gastronomia, paisagens e simpatia e tradições das gentes de Melgaço tornam-na numa visita obrigatória.

Vá visitar, Vale a pena.

Fontes: wikipedia; http://www.cm-melgaco.pt/; http://www.rotasturisticas.com/; http://www.solaresdeportugal.pt/; http://nortedeportugal.nireblog.com/;
Fotografias: wikipedia; panoramio; http://www.skyscrapercity.com; olhares e outros net



Sempre que viajamos seja física ou virtualmente (através por exemplo da leitura), alargamos os nossos horizontes, pois vamos conhecer novos locais, novos costumes, novas realidades e gentes. Aumentamos o nosso conhecimento e enriquecemos interiormente.

5 comentários:

  1. Venho agradecer o carinho da sua visita e te desejar um Domingo de muita luz e alegrias.

    Beijos de coração prá coração! M@ria

    ResponderEliminar
  2. Maravilhas por aqui, sempre aprendo e me encanto!beijos,lindíssimas imagens!chica

    ResponderEliminar
  3. É sempre um enorma prazer viajar por aqui.

    Beijo.

    ResponderEliminar
  4. Óptima informação. Gostei.
    Bom domingo.

    ResponderEliminar
  5. Olá querida

    Amei sua postagem, amo conhecer lugares antigos, esta vila é linda cheia de encantos.
    Viajar também é cultura.

    Com muito carinho BJS.

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.