segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

O Rio - Poema de Vinícius de Morais




Uma gota de chuva
A mais, e o ventre grávido
Estremeceu, da terra.
Através de antigos
Sedimentos, rochas
Ignoradas, ouro
Carvão, ferro e mármore
Um fio cristalino
Distante milênios
Partiu fragilmente
Sequioso de espaço
Em busca de luz.

Um rio nasceu.

Vinícius de Moraes


11 comentários:

  1. Um grande poeta
    que fez do Rio de Janeiro um "muso" especial.
    Ficará sempre na lembrança de quem ama poesia
    suas belas canções também poetizam a alma.

    Parabéns pelo post Maria.
    Beijinho ✿

    ResponderEliminar
  2. Maravilhoso poema querida amiga, desejo-lhe uma semana muito feliz beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Que bonito!! Amei :)


    Beijos e uma excelente semana

    ResponderEliminar
  4. Sempre maravilhoso ler Vinicius. Obrigada por partilhar.
    Uma boa semana.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  5. Amiga Maria,a poesia de Vinícius de Moraes é única.
    A imagem que a ilustra cai aqui na perfeição.

    Um beijinho e boa semana

    ResponderEliminar
  6. Vinícius é mais que o nome de uma rua famosa em Ipanema, que liga a Lagoa Rodrigo de Freitas à praia mais charmosa do Rio. Vinícius é o grande poeta lírico eternizado naquela Cidade, naquele Estado, e, dali, em todo o Brasil e no mundo. Mais ele é mais, é o grande poeta de reflexões imortais, como contundente e profunda 'A Rosa de Hiroshima' ou neste belíssimo 'O Rio'. Poesia é poesia. Um brinde a ela. Un abbraccio

    Luc

    ResponderEliminar
  7. Maria

    Bons momentos de poesia, da sensibilidade poética da grandeza de Vinicius de Morais.
    Beijjos

    ResponderEliminar
  8. Ola Maria,
    Seu Blog esta lindo !

    Parabens !
    Beijos na alma !
    - GLUOSNIS - LITUANIA

    ResponderEliminar
  9. Olá Maria! Passando para agradecer as tuas visitas e amáveis comentários deixados no nosso Arte & Emoções, assim como comunicar a nossa volta a este prazeroso mundo virtual.

    Quanto ao post, belíssimo poema do nosso grande Vinícius de Moraes.

    Beijos,

    Furtado

    ResponderEliminar
  10. É sempre muito bom reler Vinicus
    bem partilhado
    boa semana.
    beijinhos
    :)

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.