quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

A Estrela - Poema de Almeida Garret





Há uma estrela no céu
Que ninguém vê senão eu:
Ainda bem! — Que a não vê mais ninguém
Como as outras não reluz;
Mas dá tão serena luz.
Que, ainda bem! — Não a vê mais ninguém.
No caminho azul do céu
Onde ela está, não digo eu
A ninguém! — Sei-o eu só: ainda bem


Almeida Garrett 

15 comentários:

  1. Olá querida Maria!
    Belo poema, obrigado pela leitura!
    Desejo-lhe um dia maravilhoso, querida!
    Beijos, abraços e obrigado pela visita!

    ResponderEliminar
  2. Lindo poema, fazia tempo não lia nada dele! bjs, chica

    ResponderEliminar
  3. Bem ilustrado com poema interessante. Cumprimentos.

    ResponderEliminar
  4. Tem coisas que a gente tem que guardar só para nós.

    bjokas =)

    ResponderEliminar
  5. Que maximo amei linda mensagem, obrigado pela visita,
    Blog:https://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/
    Canal:https://www.youtube.com/watch?v=DmO8csZDARM

    ResponderEliminar
  6. OI MARIA!
    OS OLHOS DO AMOR, VEEM COISAS MUITO PARTICULARES E QUANDO ESTAS SÃO TRANSFORMADAS EM VERSOS, ENCANTAM.
    QUE LINDA PARTILHA MARIA.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  7. Bonito poema que nos traes hoy, María. Gracias! y gusto pasar por tu casa.
    Que tengas un estupendo finde :)
    Muchos besos

    ResponderEliminar
  8. E a Estrela enlevada,
    Ilumina o teu caminho.
    E pela noite cerrada
    Te encaminha de mansinho.


    Beijo
    SOL

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.

Topo