domingo, 18 de dezembro de 2016

Êxtase - Poema de Virgínia Vitorino




Não sofras mais, amor, não digas nada!
Vem comigo; eu te levo. A noite é densa
e agora a voz do mar ficou suspensa,
dolorida, vibrante, apaixonada!

Não tarda muito a luz da madrugada...
Vem comigo! Não penses! Não se pensa!
Vem à conquista da aventura imensa,
vê, como eu vou, feliz e deslumbrada!

Um grande sonho me enlouquece e invade!
Vem procurar comigo a Eternidade
esse país tão vago, tão distante...

Vem, que eu busco o palácio da quimera
lá, onde seja eterna a primavera,
e a voz divina das estrelas cante!



Virgínia Vitorino

7 comentários:

  1. Poema exelente .Quem nao quer viver uma primavera eterna
    abraço

    ResponderEliminar
  2. ☆ه° ·.
    Muito lindo!!!

    Que o menino luz de Belém esteja em nossos corações, no Natal, mas também em toda nossa vida!

    Bom fim de semana!
    Beijinhos.

    ✧°ه.‿⎠

    ResponderEliminar
  3. Bom dia querida amiga, que o amor reine sempre na vida ,abençoado domingo beijinhos muitas felicidades

    ResponderEliminar
  4. Lindo demais! Parabéns pela escolha.

    Beijo e um feliz Domingo

    ResponderEliminar
  5. Mais uma escolha fantástica de uma autora, que não conhecia...
    Adorei, Maria!
    Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.