segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

Poema oferecido pelo amigo Poeta Jose António


Hoje deixo para todos os que divagam comigo, mais um poema lindo que foi colocado nos comentários do meu cantinho no post "A Inocência das crianças", pelo amigo poeta José António do blog "Poesia Viva".





Vive um ser no nosso interior
Oculto, calado e e sempre alerta
É a tal criança Ser Superior
Que deixa sempre a porta aberta

É viva, simples como água a correr
Transporta consigo toda a eternidade
Num piscar de olhos está pronta a SER
Um fragmento da própria vida: A Verdade

Mas a hipocrisia está sempre espreitando
Aos poucos vai modificando, insidiosa
Programa os factos e vai nos condicionando
E aos poucos sem sabemos cheirar uma rosa

E pensamos que estamos todos muito bem
Nesta morte lenta tão bem embrulhada
No quentinho da mais ignóbil sabe tão bem
E sem sabermos temos a vida toda atada

Às vezes abrimos os olhos tendo a sensação
Que não vivemos mas apenas fingimos viver
Pois dá-nos um tremendo aperto no coração
E nessa altura já não encontramos nosso SER

Mas a inocência está lá! Fala e não ouvimos
Aponta caminhos rumo à intemporalidade
Tão fatigados estamos já nem a sentimos
Nem sabemos aquela idade de não ter idade

Mas, por vezes, ouvimos a sua fraca voz
Como um chamamento lançado ao Universo
E acordamos! Dizemos, SIM, aqui vamos nós
Pois somos do Mundo o verso e o reverso


José António

Muito obrigado Amigo pelo seu carinho.

18 comentários:

  1. Realmente, muitas vezes, recebemos nos comentários e por e-mails textos que valem a pena serem postados. Os amigos também nos ajudam a blogar! rs
    Boa semana, amiga querida!
    Beijocas!

    ResponderEliminar
  2. Poema e imagem muito bonitos!
    Uma boa semana

    ResponderEliminar
  3. "Pois somos do mundo o verso e o reverso."
    Lindo poema. Uma linda semana para ti e beijinhos carinhosos com certeza...

    ResponderEliminar
  4. Que belo poema Maria.
    Teu amigo foi muito inspirado ao te presentear.
    E você merecedora deste presente.

    Beijinho

    ResponderEliminar
  5. MINHA AMIGA MARIA AGRADEÇO SUA VISITA QUE ME DEIXA SEMPRE FELIZ,
    POEMA E IMAGEM LINDAS MINHA AMIGA,SENCIBILIDADE EMOCIONANTE DO POETA VERSOS
    LINDOS QUE NOS FALA DA INOCENSIA DA PUREZA DA ALMA,ADOREI DEIXO UM FORTE ABRAÇO COM CARINHO MARLENE

    ResponderEliminar
  6. Oculto, calado e sempre alerta,
    As crianças precisam desse espaço
    Para viverem numa esperança não incerta
    E num futuro sem fracasso!

    A miséria que nos espreita,
    Do presente pouco risonho
    De muita coisa mal feita
    Que não passaram de um sonho!

    Bom Carnaval.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  7. Lindo poema que seu amigo fez :)
    De ler e se encantar, sem dúvidas!

    Beijos de carinho minha querida.

    ResponderEliminar
  8. Maria,que belo presente essa poesia!Eu amei!Bjs e boa semana!

    ResponderEliminar
  9. Por vezes recebemos comentários tão importantes que temos que lhes dar destaque. Gostei do poema.
    Um abraço e tudo de bom

    ResponderEliminar
  10. Olá, Maria. Belos versos! No fundo somos uma eterna criança. Adorei! Bjos carinhosos e boa semana.

    ResponderEliminar
  11. Vim agradecer os parabéns, lá deixados na Cadeirinha, e encontro um belo presente de uma amigo.
    Linda,a poesia, linda a mensagem que me deixaste. OBRIGADA, amiga Maria!

    Um forte abraço,
    da Lúcia

    ResponderEliminar
  12. Olá,

    Andei neste "cantinho" a "divagar" e este poema...já o li duas vezes e vou voltar.

    Abraço para si e parabéns ao seu amigo

    ResponderEliminar
  13. Lindo o poema de José António!
    Vou ter que dar uma olhadela na "Poesia viva", até porque sou curiosa.
    Obrigada Maria pela partilha.

    Beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
  14. Olá Maria!

    Como vai você? Nossa como me faz bem sua presença! Como é bom tê-la sempre presente em nosso aconchego!
    Grande Abraço!
    Beijos!...

    ResponderEliminar
  15. Olá MARIA,
    Belo poema. A nossa vida é uma caminhada entre o Bem e o Mal. De vez em quando ainda vem ao de cima e prevalece a criança que somos.
    É da boca das crianças [inocentes] que se ouvem as mais puras das verdades.
    Bjis,

    ResponderEliminar
  16. Querida amiga Maria.Em cada um de nós existe uma criança, e ainda bem que é assim.A vida por vezes é tão complicada ou somos nós que a fazemos,mas quando se escreve assim pensamos logo de forma diferente.Gostei muito do poema.
    Beijinho e tudo de bom

    ResponderEliminar
  17. Olá querida amiga

    Lindo poema.

    Obrigada

    Tenha uma linda semana de carnaval.

    Com muita alegria BJS.

    ResponderEliminar
  18. O conformismo nos deixa inaptos e, apesar de sabermos que a vida segue igual, deixemos a criança superior se instalar e ganhar o seu quinhão de afeto. Um abraço, Yayá.

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.

Topo