terça-feira, 12 de julho de 2011

SAGRES – A Vila mais ocidental da Europa


Sagres é a vila mais ocidental da Europa e é um município de Vila do Bispo, localizada no distrito de Faro, no Algarve.




Sagres foi mundialmente conhecida na Idade Média pelo seu importante papel nas "Descobertas Portuguesas". Nas suas origens a principal função da cidade era dar abrigo aos navegantes nas enseadas de Sagres e de Beliche quando o mar fazia impossível a sua passagem pelo Cabo de São Vicente.

Foto: tomxx.net.07

Entre a ponta de Sagres e a ponta da Atalaia forma-se a enseada de Sagres, enseada esta que protegeu durante largos séculos os navios dos ventos, que ai se mantinham à espera condições favoráveis para a navegação. É um paraíso natural, de grande importância estratégica e histórica, tendo constituído um ponto de referência essencial na geografia europeia.

Foto: www.destinomundo.pt

■ Praias
Sagres está rodeada de praias encantadoras, mas o mar é um pouco mais frio e perigoso do que na costa sul algarvia.

■ Reserva Biogenética de Sagres
A zona do Cabo de S. Vicente, com uma especificidade muito própria devido à sua posição geográfica, é uma área protegida, que foi considerada Reserva Biogenética pelo Conselho da Europa em 1988, afim de salvaguardar a grande biodiversidade de espécies e habitats naturais, muitos deles exclusivos a nível mundial.

■ A Fortaleza de Sagres
Foi mandada construir no século XV pelo infante D. Henrique, com fins defensivos.



■ Cabo do São Vicente
Diziam na Antiguidade (século VI a. C.) que este lugar era dedicado a Saturno. Varrido pelo vento, situa-se no extremo sudoeste da Europa. Os romanos chamavam-lhe o Promontório Sacro e, na Idade Média, acreditava-se que era o fim do Mundo.

■ A Ermida da Nossa Senhora do Guadalupe
Situa-se entre as freguesias de entre Budens e a Raposeira. Num estilo romano-gótico, presume-se que remonte ao século XIII, de eventual origem templária.

■ Torre da Aspa
A Torre de Aspa pertencia a uma antiga rede de vigilância que tinha por finalidade controlar a navegação e os possíveis ataques vindos do mar.


 Foto:Pessoal

■ Ruínas Lusitano-Romanas de Boca do Rio
As ruínas Romanas da Boca do Rio, situam-se junto à foz da Ribeira de Budens e foram postas a descoberto após o sismo de 1755. Este complexo, constituía uma villa romana que integra edifícios com frescos e mosaicos, balneários, armazéns e ainda uma fábrica de conservas e salga de peixe.

Sagres é um local onde se cruza o passado e o presente. Paisagens deslumbrantes e um vasto património histórico tornam esta vila muito especial.

Vá visitar, Vale a pena.


 Foto: pessoal

Fontes: Wikipedia; http://www.portugalvirtual.pt/; http://www.sagres.net/; http://www.algarve-portal.com/; http://www.igespar.pt/; http://www.cm-viladobispo.pt/;

Poderá ver este post completo no meu blogue de viagens “Viajar é alargar os nossos Horizontes” em: SAGRES – A Vila mais ocidental da Europa


4 comentários:

  1. Que fotos maravilhosas!! Não conheço Sagres mas...tenho de lá ir rapidamente! Encher-me desse encanto que aos nossos antepassados tanto disseram.
    Este teu blog, com tanta variedade de temas, tem-me dado muito prazer. Obrigada, minha querida!
    Beijo
    Graça

    ResponderEliminar
  2. Amiga,que bom poder viajar por estas bandas e descansar com este teu post...Desejo que tenhas umas boas férias e que voltes revigorada.Um beijinho.Tita.

    ResponderEliminar
  3. Como sempre vc vem com belas imagens. amei o farol e tudo mais!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Maria Querida amiga
    Muito obrigado por este teu magnifico post, estas fotos todas que me são muito familiares e que eu amo. Maria o Hotel da Baleeira é onde costumo ficar hospedada quando vou ao Algarve, em 2010 estive lá 10dias com aquele SPA que é de delirar, mas não na força doverãoporque não gosto de confusão. mesmo junto ao porto com aqueles barcos todos é lindissimo e come-se muito bem no Restaurante a "Tasca" as paredes são em pedra decorada com garrafas coladas. Obrigado amiga por esta belissima partilha.
    Beijinho

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.

Topo