quinta-feira, 3 de março de 2016

Fortaleza de SAGRES I - Património Arquitetónico




Num dos meus passeios de verão, fomos até  à Fortaleza de Sagres, um local que já conhecíamos mas que à muito não visitávamos. Como gosto de partilhar muito daquilo que vou observando, para não tornar muito extenso o post, dividi em duas partes: Património Arquitetónico e o Património Natural - Promontório ( natureza e vistas panorâmicas ).

Património Arquitetónico



A Fortaleza de SAGRES, foi mandada construir no século XV pelo infante D. Henrique, com fins defensivos.  O Portão Monumental da praça é em estilo neoclássico, encimado por um escudo de armas no frontão.

Entrando na Fortaleza






Na enorme praça, do lado direito fica a Igreja de Nossa Senhora da Graça que possui uma fachada datada do século XVI. No interior encontram-se as estátuas policromadas de São Vicente e São Francisco e sobre o altar um retábulo barroco do século XVII.









Perto da Igreja está o Padrão de Sagres, uma réplica de um padrão, usado pelos exploradores portugueses para reclamar a descoberta e posse de territórios que fossem descobrindo.





No largo mas do lado oposto está uma enorme Rosa dos Ventos.





A Fortaleza sofreu diferentes reconstruções no século XVI, XII e XIII consequência dos ataques de Francis Drake, pirata inglês, e do terramoto do ano de 1755. Encontram-se ali várias peças de artilharia que foram utilizadas para defender as praias de Tonel e Mareta.





Para vigiar quem chegava: a guarita




A Torre Cisterna, um dos vestígios das antigas edificações.





Torreão Central e muralhas





Na ponta da fortaleza fica o Farol de Sagres. O atual farol começou a funcionar em 1960, mas uma luz de resguardo foi colocada pela primeira vez no local, em 1894, para solenizar o centenário do Infante D. Henrique. 




A Fortaleza de Sagres está classificada como Monumento Nacional por Decreto de 16 de Junho de 1910.




No próximo post irei mostrar o Promontório.

Texto explicativo: Wikipedia; http://www.patrimoniocultural.pt/
Fotos: Pessoais

5 comentários:

  1. Já faz um bom tempinho, que não passava por aqui... pelo que adorei rever este belo local através dos seus olhares, Maria!
    Belíssima sequência de imagens!
    Beijinhos! Continuação de uma boa semana!
    Ana

    ResponderEliminar
  2. Lindas fotos e reportagem. Fantástico.

    ResponderEliminar
  3. Andei por lá em Julho passado.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  4. Lindo pedaço de história ,muitos beijinhos felicidades

    ResponderEliminar
  5. QUE LINDO ME RECUERDA A LOS QUE VI EN URUGUAY..
    SALUDITOS

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.