terça-feira, 1 de março de 2016

Flores Silvestres - Azedas - Oxalis pes-caprae




São simples mas dão cor a todos os campos: as Azedas





São originárias da África do Sul e é subespontânea na região mediterrânica e Europa Ocidental.




Pertencem à família Oxalidaceae. O seu nome científico é Oxalis pes-caprae L., sendo conhecidas entre outros nomes por erva-canária, erva-azeda-amarela, trevo azedo, erva-pata.





São ervas vivazes, com folhas em forma de “trevo”, no topo dos seus caules nascem as flores de pétalas amarelas. De noite as flores fecham-se voltando a abrir de manhã com o sol. 




De noite as flores fecham-se voltando a abrir de manhã com o sol. O mesmo acontece quando está frio ou chove.





São plantas invasoras, com bolbinhos que vão proliferando no interior da terra gerando cada vez mais plantas. Não é fácil a sua erradicação.




Lembro-me de em criança eu e as minhas amigas, as apanharmos para sugar o seu caule pelo seu sabor bem azedinho. Ainda bem que isso era apenas pontual, pois são plantas tóxicas caso sejam ingeridas em grandes quantidades .




Texto explicativo: wikipedia
Fotos: Pessoais


12 comentários:

  1. Que maravilha!!Lindas,adorei! bjs, ótimo dia! chica

    ResponderEliminar
  2. São belas como o sol, adoro essas plantinhas atrevidas que nascem por si, aqui e ali e enfeitam, insistem em nos contagiar com sua alegria expressa . Lindas. bjs. Obrigada pela presença lá nos blogs, fico super feliz com sua visita.

    ResponderEliminar
  3. ...Saudades dos tempos de escolha, em que trincávamos estas azedas, Lool

    Beijo e uma excelente quarta feira

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. E eu que, em miúda, uma vez apanhei um grande ramo e decidi "plantá-lo", sem saber que iam murchar! :)

    ResponderEliminar
  5. Muito bonitas estas flores que eu não conhecia. Muito interessante o fato de se fecharem à noite e também quando chove ou faz frio...
    Um abraço,
    Élys.

    ResponderEliminar
  6. Boa noite Maria,
    Fotos lindissimas de uma flor que coloriu os campos da minha infância.
    Ainda hoje as aprecio e gosto de fotografar.
    Elas crescem até nos pequenos jardins das vilas e cidades que se situam onde antes havia terras de cultivo, como acontece nos arredores de Sintra onde moro.
    Beijinhos,
    Ailime

    ResponderEliminar
  7. O meu pai que o diga na quinta para se livrar das azedas ,custa mais porque felizmente não usa químicos para acabar ,o engraçado é que desde miúdo que tenho o vício de apanhar uma e colocar na boca por causa do azedume kkkkk,beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Oi menina, amei seu cantinho, lindas flores, muito delicadas.
    Bjs.

    ResponderEliminar
  9. Olá,boa noite,Maria...verdade, mui lindas e belas, aqui conhecia como erva-canária, foi bom saber que são tóxicas,se ingeridas em grande quantidade.
    Agradeço pelo carinho,belos dias, beijos!

    ResponderEliminar
  10. Delicadas, belas, mesmo quando "adormecidas" a esperar o amanhecer do dia. Só existem nesta cor?
    Grata por nos encantar o olhar com um mimo tão bonito! Belíssimas fotos!
    Minha linda, deixo-te sorrisos e estrelas para enfeitar (ainda mais) o teu aprazível cantinho.
    Meu carinho num beijo,
    Helena

    ResponderEliminar
  11. As imagens estão lindas!
    Também são muito frequentes por estes lados, onde ainda existem muitos campos... felizmente!
    Nem sempre muito fáceis de fotografar, por serem muito leves... e aqui a zona ser sempre um pouco ventosa... e a minha camera não ser a melhor nessas circunstâncias...
    Voltei a ficar com vontade de fazer mais umas tentativas, após ver estas imagens, tão bonitas...
    Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar
  12. Olá, Maria.
    Engraçado que há uns anos quando soube que eram invasoras, me admirei tanto, porque as julgava típicas daqui rrrrrrsss
    É como as mimosas, também são outras e há quem lhes trave uma luta ferrenha, e eu as acho tão lindas. Certamente, também algum português desbravador do mundo, quando as viu, encantou-se pelo amarelo (como eu) e teve a (in)feliz ideia de as trazer para alegrar o coração de sua amada, quem sabe?

    * agradeço seu carinho, deixando sempre um "abraço".
    um bjn amigo

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.