domingo, 1 de dezembro de 2013

Música - Poema de Cecília Meireles




Noite perdida,
não te lamento:
embarco a vida

no pensamento,
busco a alvorada
do sonho isento,

puro e sem nada,
- rosa encarnada,
intacta, ao vento.

Noite perdida,
noite encontrada,
morta, vivida,

e ressuscitada...
Asa da lua
quase parada,

mostra-me a sua
sombra escondida,
que continua

a minha vida
num chão profundo!
- raiz prendida

a um outro mundo.

 Rosa encarnada
do sonho isento,

muda alvorada
que o pensamento
deixa confiada

ao tempo lento...
Minha partida,
minha chegada,

é tudo vento...

Ai da alvorada!
Noite perdida,
noite encontrada...

Cecília Meireles


15 comentários:

  1. Cecília. Uma das minhas poetisas preferidas.
    Um abraço e bom Domingo.

    ResponderEliminar
  2. Querida Maria: Gosto muito de poesia, e muito mais ainda das escolhas que você faz.
    beijos, Léah

    ResponderEliminar
  3. Poesia muito linda da Cecília! beijos,lindo DEZEMBRO! chica

    ResponderEliminar
  4. Bom dia querida Maria
    Essa poesia é belíssima! Grande e imensurável poesia. Teus versos são estupendos
    Um domingo especial e abençoado
    Beijos

    ResponderEliminar
  5. Um grande poetisa e mais um belíssimo poema!
    Bom domingo e bj

    ResponderEliminar
  6. http://orientevsocidente.blogspot.pt/

    Ai...os blogues
    estão pelas ruas da amargura
    ...
    a grande maioria
    estão sem comentários
    vivemos outra época virados para outros fins
    ...
    ...MARIA
    vim espreitar
    e gostei
    de mais um momento
    de bela poesia de Cecília Meireles que ADORO!
    Obrigado pela partilha
    ...
    grata pela visita
    ao meu ORIENTE
    ...
    acredite que o faço
    sempre com o pensamento
    em si e todos aqueles
    que não poderão visitar
    o Oriente,
    para mostrar o que existe
    noutros locais do Mundo.

    infelizmente
    sou e serei
    sempre
    incompreendida
    porque a sensação que tenho
    é que as pessoas
    NÃO ESTÃO NEM AÍ...

    borrifam-se para o que
    existe no mundo
    apenas vegetam
    não sabem VIVER.

    um beijo meu .

    ResponderEliminar
  7. Como é belo o soneta de Cecília Meireles! Quem gosta de poesia, pode ver na poesia dela um bom exemplo.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Oi amiga, que lindo! Adorei!
    Gostei muito da imagem, muito linda!
    Tenha uma semana maravilhosa, beijos!

    ResponderEliminar
  9. Amiga Maria, não podia ter escolhido melhor poema para iniciar este novo mês.
    Cecília Meireles é uma das minhas poetizas preferidas.

    beijinho

    ResponderEliminar
  10. Querida amiga
    Gosto muito de Cecília Meireles, tenho muitos poemas dela guardados no computador.
    Foi uma óptima escolha.

    Bom restinho de Domingo e feliz semana.
    Beijinhos
    Mariazita
    (Link para o meu blog principal)

    ResponderEliminar
  11. Poesia muito harmoniosa.

    Um bom fim de semana!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  12. Belíssimo poema Maria, ótima escolha! Que sua semana seja repleta de coisas boas, beijos!

    ResponderEliminar
  13. Nada na vida é em vão.Adorei este maravilhoso poema da Cecília! Bela escolha!
    Brisas e flores para você.BVjs Eloah

    ResponderEliminar
  14. Vou aprendendo e sentindo tantas coisas interessantes ou simplesmente lindas como este poema de Cecília Meireles quando por aqui venho, Maria!...
    Bom fim se semana.
    Beijinho.

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.