domingo, 24 de setembro de 2017

Presente vivo - Poema de Affonso Romano de Sant’ Anna





Viver
é conjugação diária
do presente.

Viver
é presentear.
Mais do que um jeito de doer
é um modo de doar.

E um presente
mais que um objeto
é o elo entre dois olhos
a floração do gesto
o prateado evento
e o cristalino afeto.

Não se dá
apenas pelo prazer
de ver
o outro receber.

Dá-se
para que o outro
entreabrindo-se ao presente
também dê.


Affonso Romano de Sant’ Anna


11 comentários:

  1. Gostei de ler, não conhecia!

    Bom domingo Maria.

    Um beijinho

    ResponderEliminar
  2. Olá Maria!
    Excelente o poema do Affonso Romano de Sant’ Anna,
    um excelente poeta. Muito bom!
    Ótimo domingo.
    Um abraço.
    Pedro

    ResponderEliminar
  3. Maravilhoso viver que partilhou querida amiga ,desejo-lhe um domingo muito abençoado ,muitos beijinhos felicidades

    ResponderEliminar
  4. Olá amiga, bom dia!
    O segundo POETIZANDO E ENCANTANDO já está no blog esperando você. Seja bem vinda.
    Estendo o convite aos seus seguidores que desejarem conhecer meu blog, seguir e participar da brincadeira.
    Tenha um abençoado Domingo.
    Abraços da amiga Lourdes Duarte.

    ResponderEliminar
  5. Maravilhosa postagem Amei o poema.

    Beijinhos e bom Domingo.

    ResponderEliminar
  6. Oi, Maria!

    Maravilhoso presente!... Presente em um tempo único e fundamental...

    Boa semana!
    Beijos! =)

    ResponderEliminar
  7. Olá amiga!
    O segundo POETIZANDO E ENCANTANDO já está no blog esperando você. Seja bem vinda.
    Estendo o convite aos seus seguidores que desejarem conhecer meu blog, seguir e participar da brincadeira.
    Tenha um abençoado Domingo.
    Abraços da amiga Lourdes Duarte.

    ResponderEliminar
  8. Dar sem olhar a quem,
    mas, pensando em troca
    algo receber também
    sem que isso seja batota!

    Tenha um bom dia de domingo amiga Maria,um abraço.

    ResponderEliminar
  9. Gostei de conhecer

    Beijinho e semana feliz !

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.

Topo