sexta-feira, 29 de setembro de 2017

Búzio - Poema de Federico Garcia Lorca





Trouxeram-me um búzio.

Dentro dele canta
um mar de mapa.
Meu coração enche-se de água
com peixinhos
de sombra e prata.

Trouxeram-me um búzio.


Federico Garcia Lorca


6 comentários:

  1. Lindo poema querida Maria,
    Tenha um ótimo final de semana.

    ResponderEliminar
  2. Um poema, aparentemente simples, mas muito belo.
    Beijinhos,
    Ailime

    ResponderEliminar
  3. Maravilhoso poema ,desejo-lhe um domingo muito feliz querida amiga ,beijinhos muitas felicidades

    ResponderEliminar
  4. Que beleza de poemeto, curto, enxuto e belo!
    Boae abençoada semana.
    Bjis!

    ResponderEliminar
  5. Que delicadeza de poema...um encanto...
    Beijinhos,
    Valéria

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.

Topo