quinta-feira, 6 de julho de 2017

Descompassos




Baila sob a luz das estrelas.
Desata o fio de teus sapatos.
Deixa que o sol te beije de esperanças e risos.
Faz de tua vida
um hino ao beijar os olhos da manhã
uma harpa ao por os pés no ventre da noite
um rodopio de azuis, de conchas e de búzios.


Deixa que o vento brinque com teus pés
a chuva te beije ate se cansar
as flores e os verdes e os caracóis
enfeitem teus cabelos de verões.


Corre atrás da vida com ternura de criança
e canções plenas de paz
e com risos de palhaços
porque tudo, todos nos
brincamos de viver bem
sempre, sempre
num carrossel
no circo da vida.



Alvina Nunes Tzovenos, in “Palavras ao Tempo”



11 comentários:

  1. Belo poema. Bons conselhos... Beijos.

    ResponderEliminar
  2. Quanta ternura e suavidade. Um poema delicioso de se ler. Adorei
    Beijokinhas

    ResponderEliminar
  3. Que linda poesia otimista !
    que os versos se realizem em nossas vidas e façamos todas
    brincadeiras realizarem nesse carrossel de viver bem !

    bjs

    ResponderEliminar
  4. Sempre gosto de visitar o seu blogue que brilha de criatividade
    abrço

    ResponderEliminar
  5. Magnífico poema, Maria.
    Obrigada pela partilha.
    Beijinhos,
    Ailime

    ResponderEliminar
  6. Soberbo poema! Amei
    Obrigada pela partilha.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Belíssimos descompassos que fluem em tão bela melodia da vida ,muitos beijinhos felicidades querida amiga.

    ResponderEliminar
  8. Num carrossel no circo da vida,
    no mundo a vida será mesmo isso
    um belo poema escreveu a poetisa
    o qual gostei muito de ter lido!

    Tenha uma boa tarde amiga Maria, um abraço,
    Eduardo.

    ResponderEliminar
  9. Um poema com mensagem positiva, "Corre atrás da vida com ternura de criança", é isso e a vida fica bem mais leve.

    Gostei da poética da autora.
    Bjs Maria.

    ResponderEliminar
  10. Um belo poema, maravilhoso de se ler e repleto de ensinamentos para a vida. Um bom dia cheio de paz, beijos!

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.