quinta-feira, 11 de junho de 2015

Espuma - Poema Afonso Lopes Vieira


Mais leve que a pluma
que no ar balança,
pela praia dança
a ligeira espuma.
Dançando se afaga
no alado bailar!
Pétalas de vaga, poeiras do mar...

E na dança etérea,
que imparável ronda!
Bafo de matéria,
penugem da onda.



Afonso Lopes Vieira

17 comentários:

  1. Soberbo poema! Emoldurados com fabulosas imagens! Amei

    Beijinhos

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. Boa tarde Maria,
    Que poema lindíssimo!
    Praticamente desconheço a poesia do Padre António Vieira!
    Muito obrigada por partilhar e dar a conhecer.
    Beijinhos,
    Ailime

    ResponderEliminar
  3. não conhecia este poema.
    que bonito!
    penugem da onda....lindo, lindo!
    beijinho
    :)

    ResponderEliminar
  4. Uma linda descrição do mar, em sua parte mais leve: a espuma que beija as areias e nos faz sonhar com as distâncias de onde elas vêm.
    Agradecemos muito a sua visita!
    Um abraço,
    .*´¨)
    ¸.·´¸.·*´¨) ¸.·*¨)
    (¸.·´ (¸.·` Bíndi e Ghost

    ResponderEliminar
  5. o poeta de S. Pedro de Moel, a espuma e o frio mar

    eu gosto de António, mas parece-me que este é o Afonso


    um abraço, Maria

    ResponderEliminar
  6. Oi Maria,
    Lindo o poema
    Você tem bom gosto
    Beijos

    ResponderEliminar
  7. Lindo poema bailado.
    beijinhos

    http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  8. Olá, Maria, boa noite
    sim, lindíssimo poema do poeta "Afonso" Lopes Vieira e belas imagens escolhidas...a presença e o efeito que os elementos da Natureza podem ter sobre nós...agradeço pelo carinho,belos dias, beijos!

    ResponderEliminar
  9. Estam0s sempre sendo surpreendidas com lindos poemas ,
    Gosto dos que falam do mar es seus encantos
    Bela escolha,
    um abraço Maria

    ResponderEliminar
  10. Ligeiro, mas belo este poema...
    Dá prazer a sua leitura...
    Beijo

    ResponderEliminar
  11. Ola amiga Maria venho agradecer sua gentil visita e ler seus poemas lindos
    grata pelo carinho de sempre e amizade grande abraço bjs marlene

    ResponderEliminar
  12. Ola amiga querida saudades de voce venho agradecer sua visita seu carinho e amizade que me deixa
    sempre feliz um grande abraço vim matar saudades de ler seus poemas lindos bjs marlene

    ResponderEliminar
  13. Belo poema, sem dúvida e bem acompanhado pelas ilustrações!
    Bj e bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  14. Poema flutuante como bolhas de sabão...
    Belíssimo!
    Maria, beijos!!!

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.

Topo