quinta-feira, 4 de junho de 2015

A silenciosa força das flores - Poema de Ana Hatherly




A silenciosa força das flores
Emana de suas cores
Que são a sua voz
Os seus anúncios
O seu mosaico de intenções
E digressões
Vitais em seus prenúncios

Sua beleza
Sua inestimável fineza
Está
Em seu corpo a corpo com o desejo
Sua façanha é
Inspirar o beijo
Do errante visitante que as fecunda

Silentes
Apelam
Dando gritos de perfume


Ana Hatherly

5 comentários:

  1. Um belo e colorido poema floral.
    Um abraço e continuação de uma boa semana.

    ResponderEliminar
  2. Fantástico poema e imagem. Parabéns

    Beijos
    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  3. Muito bem,lindo e encantador poema!! Gostei imenso!! Continuação de excelente semana para ti e até breve!!

    ResponderEliminar
  4. Maria Rodrigues, a evocação poética das flores, é a poesia, de um em dois.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Olá Maria. A poesia é sempre a poesia,é falar em palavras que nos completam.Beijinho

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.

Topo