quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Tucano


A história da Vida na Terra é uma história de extinções, estas extinções naturais ocorrem, no entanto, ao longo de períodos relativamente longos, permitindo a evolução de novas formas de vida. Muitos animais evoluíram e depois extinguiram-se e o seu lugar na natureza é então ocupado por outro grupo de animais. Isto não é o que acontece na actualidade, com a ajuda do Homem!




Penso que é importante ir sempre “passando” a mensagem da importância de preservarmos a Natureza, a vida selvagem, o ambiente, “O nosso magnifico Planeta”.


Hoje:  o TUCANO

Foto: Net

O tucano é uma ave muito bonita que impressiona pelas suas cores e pelo seu enorme bico, que pode chegar a 20 cm.

Ordem: Piciformes
Família: Ramphastidae


Foto: Net

Distribuição e Habitat
Habitam nas florestas da América Central e América do Sul, em especial no Brasil.


Foto: Net

Identificação
O tucano mede entre 55 e 65 cm de comprimento, fora o bico. Existem 40 espécies catalogadas de tucano sendo as diferenças entre elas bem pequenas, somente na cor do bico, das penas e no tamanho.


Foto: Net

Quanto ao peso, o tucano chega a 520 gr. Têm dois dedos para frente e dois para trás, facilitando assim a aderência nos galhos. Possuem um bico grande e oco. A parte superior é constituída por trabéculas de sustentação e a parte inferior é de natureza óssea. Não há dimorfismo sexual.


Foto: Net

Hábitos e Alimentação
É uma espécie omnívora, alimentando-se de animais e de vegetais. Come principalmente frutas, insectos, ovos de outras aves e pequenas presas como lagartos.


Foto: Net

É com o bico, também, que o Tucano captura pequenos lagartos e lagartixas para complementar a sua alimentação.

Reprodução
São monogâmicos territorialistas (vivem e se reproduzem em casal isolado. Para a reprodução usam troncos ocos das árvores e até ninhos abandonados de pica-pau.


Foto: Net

A fêmea choca e o macho alimenta-os. Fazem postura de três a quatro ovos, cujo período de incubação é de dezoito dias. As crias permanecem no ninho durante sete semanas e são principalmente alimentadas por sumo de frutas e insetos que lhes são dados pelos pais. Costuma criar os filhotes nos buracos das árvores altas. Eles nascem cegos e abandonam o ninho com quase um mês de idade.


Foto: Net

Principais ameaças
O tucano-toco (Ramphastos toco) ainda é uma espécie ameaçada do e extinção. Tem sido capturado e traficado outros países a fim de ser vendido em lojas de animais. Isto tem, como consequência, a diminuição da sua população nas florestas, pondo em risco a variabilidade genética, bem como a morte de muitos animais durante o transporte.


Foto: Net

Fontes e Fotos: Wikipédia; http://www.bicharada.net/; http://www.petfriends.com.br/; http://ibc.lynxeds.com/; Enciclopédia a Vida Animal; outros net

2 comentários:

  1. Como eu estou de acordo com Monteiro Lobato, Santo Deus!...
    Ri muito com ele quando menina ainda...Chegou a vez de chorar com o que ele diz depois de velha.
    Gosto de seu site. É maravilhoso. Parabéns.

    ResponderEliminar
  2. Bonito post, Maria! O tucano é uma ave muito linda... A frase de Monteiro Lobato muitíssimo reflexiva!

    Um abraço grande para você!!

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.

Topo