quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Até Amanhã





Sei agora como nasceu a alegria,
como nasce o vento entre barcos de papel,
como nasce a água ou o amor
quando a juventude não é uma lágrima.

É primeiro só um rumor de espuma
à roda do corpo que desperta,
sílaba espessa, beijo acumulado,
amanhecer de pássaros no sangue.

É subitamente um grito,
um grito apertado nos dentes,
galope de cavalos num horizonte
onde o mar é diurno e sem palavras.

Falei de tudo quanto amei.
De coisas que te dou
para que tu as ames comigo:
a juventude, o vento e as areias.


Eugénio de Andrade, in "Até Amanhã"



14 comentários:

  1. Matando as saudades, mas ainda ausente, desejo um feliz 2016, com tudo de bom! bjs, chica

    ResponderEliminar
  2. Bom dia
    Muito bonito este poema!Parabéns pela escolha.

    Um beijinhos e um excelente ano de 2016.
    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  3. belo poema do Eugénio de Andrade, aproveito para desejar um Bom Ano Novo.

    ResponderEliminar
  4. Mais um maravilhoso poema deste grande escritor!
    Deixo os meus desejos de um Feliz 2016!

    Rui

    ResponderEliminar
  5. Olá Maria
    Este poema do Eugénio de Andrade é lindo, como alás são todos os que ele escreveu.
    Um beijinho grande e que 2016 te traga tudo o que de melhor houver..:-))
    Teresa

    ResponderEliminar
  6. A melhor saída é seguir em frente com motivação.
    Feliz Ano Novo
    AG

    ResponderEliminar
  7. Maria mais uma bela escolha!
    Bj e um excelente 2016

    ResponderEliminar
  8. Boa tarde amiga Maria.Grata pelas visitas e amizade presente no blog.Depois pedir desculpa de ausência por aqui, o marido internado no hospital e paciência não foi a melhor e agora em casa muita canseira e pouco tempo para fazer o que gosto.Tudo vai muito devagar,a cada instante espero melhoras nem que sejam pequenas.A vida é assim,nos faz partidas e muitas vezes na altura de descansar e desfrutar da vida na altura da reforma.Que fazer se não mandamos,dias melhores virão,tenho fé.Um feliz ano 2016 e felicidades muitas.Obrigada

    ResponderEliminar
  9. Muito lindo ,parabéns pela linda escolha ,muitos beijinhos felicidades

    ResponderEliminar
  10. Que poema lindo!!
    Os versos são um deleite para nossa doce degustação
    Querida Maria
    Este ano foi um grande ano! Foram momentos de alegrias constantes e tristezas passageiras. Gostaria de agradecer imensamente sua companhia, seu apoio, sua lembrança! Que neste ano que esta por vir continuemos os nossos projetos, concretizemos os nossos ideais, eliminemos nossas pendências, e enfrentemos com coragem e ousadia os nossos desafios, com Deus nos inspirando e protegendo rumo à vitória! Obrigado por me presentear com sua amizade e carinho! Desejo-lhe um feliz ano novo e também à sua família. Forte abraço! E um super beijo no seu coração

    ResponderEliminar
  11. Nasceu no rosto das pessoas simpatia,
    nasceu o sol para iluminar a terra todo o dia,
    O ano velho que está indo embora,
    leva com ele tudo aquilo que nos arrelia,
    que o novo ano nos traga, sem demora,
    saúde, paz, amor, carinho e alegria,
    por bem, para sempre e a toda a hora,
    não devendo ficar lá fora à chuva, nem ao frio,
    para entrar encontre sempre a porta aberta,
    porque sendo a vida, na vida tão bela,
    não a devemos perder nem no mar, nem no rio!
    Feliz Ano Novo, com muita alegria
    desejo para você e para sua família, amiga Maria.
    abraços e beijos.
    Eduardo.

    ResponderEliminar
  12. Um belíssimo poema de Eugénio... um autor que adoro!
    Como sempre uma grande partilha, por aqui...
    Beijinhos! Continuação de Festas Felizes!
    Ana

    ResponderEliminar
  13. Boa tarde Maria, retribuindo sua mensagem e visita. Que bela escolha fizeste ao postar o poema do recomendadissimo Eugênio.
    Obrigada pelo carinho deixado em meu blog,agora estou bem amiga, embora um irmão doente necessitando de cuidados.
    Desejo a vc e todos os seus Um FELIZ ANO NOVO.

    Bjs!

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.