segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Segredo - Poema de Miguel Torga


Foto: http://1ms.net/beautiful-birds/


Sei um ninho.
E o ninho tem um ovo.
E o ovo, redondinho,
Tem lá dentro um passarinho
Novo.

Mas escusam de me atentar:
Nem o tiro, nem o ensino.
Quero ser um bom menino
E guardar
Este segredo comigo.
E ter depois um amigo
Que faça o pino
A voar...


Miguel Torga


6 comentários:

  1. Que lindo poema e que linda imagem! Aqui no sul do Brasil a primavera faz a natureza reviver em dias ensolarados e os pássaros se juntarem em belas sinfonias.Até a vida tem novo sabor.
    Adorei passar por aqui, sempre me encanto.
    Bjs Eloah

    ResponderEliminar
  2. Encantador poema, bela imagem...feliz seja sua semana querida amiga, beijos,
    Valéria

    ResponderEliminar
  3. Olá, Maria, tenha uma boa semana!

    Belo poema... bem profundo e, ao mesmo tempo, sutilmente educativo.
    E bem primaveril, apropriado ao "lado de baixo do equador";-)
    Obrigada!!!!

    Abração
    Jan

    ResponderEliminar
  4. Tem um passarinho
    Se ele goro não estiver
    Lá no seu ninho
    Por o ovo o passarinho quer!

    Seria sonho de menino
    No passarinho a pensar
    Nasce do ovo lá no ninho
    Um passarinho p'ra voar!

    linda poesia de Miguel Torga
    Aqui recordada por amiga Maria
    Ela brincava a saltar a corda
    Lá na aldeia, juventude alegria!

    Continuação de boa semana para você,
    amiga Maria,
    beijinho
    Eduardo.


    ResponderEliminar
  5. Maria:
    Torga, o escritor das montanhas, dos duros trabalhos, que teve uma vida difícil, guardou sempre no coração a pureza de um menino inocente. Foi esse menino inocente, quem escreveu este maravilhoso poema.
    Fica bem no seu blog, sempre tão doce e cheio de beleza.
    Abraço grande
    Maria

    ResponderEliminar
  6. Olá Maria, chego tarde ao seu blogue, é lindissimo este poema de Miguel Torga.
    Já o escrevi para vários amigos, como presente de aniversário. Só para pessoas
    lindas que o saibam ler.
    Um abraço

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.