domingo, 12 de maio de 2019

Nebulosas - Maravilhas do Universo




As fotografias de nebulosas sempre me fascinaram pelas suas lindíssimas cores e formas. Hoje vamos divagar e conhecer algumas dessas ....

Maravilhas do Universo - NEBULOSAS

As nebulosas são nuvens de poeira, hidrogénio e plasma, estando grande parte delas em intensa actividade de formação estelar. Elas são verdadeiros “berçários de estrelas”.

Existem quatro tipos de nebulosas:

Nebulosa de emissão: São nebulosas que brilham em diferentes cores, pois o gás delas emite luz quando estimulado pela radiação de estrelas jovens quentes que emitem fótons altamente energéticos.

Nebulosas de reflexão: refletem a luz de estrelas vizinhas que incide sobre elas.

Nebulosa escura: Presumivelmente a mais famosa nebulosa escura a Nebulosa cabeça de cavalo. Uma nebulosa escura é um grande nuvem molecular as quais se apresentam como regiões pobre em estrelas onde a poeira do meio interestelar parece estar concentradas.

Nebulosa planetária: é um objecto astronómico que é constituído por um invólucro brilhante de gases e plasma, formado por certos tipos de estrelas no período final do seu ciclo de vida.




Nebulosa da Águia (Messier 16, NGC 6611)
Nebulosa da Águia (emissão), está localizado a cerca de 7000 anos luz da Terra e é um jovem aglomerado estelar aberto localizado na constelação de Serpente. O objeto foi descoberto pelo astrónomo francês Jean-Philippe de Chéseaux em 1745-46.


Créditos: by European Southern Observatory (ESO)


Nebulosa do Cavalo ou Barnard 33
A Nebulosa do Cavalo (oficialmente conhecida como Barnard 33 ou IC434) é uma nebulosa escura na constelação de Orion. A nebulosa está localizada logo abaixo de Zeta Orionis, estrela que faz parte do cinturão de Órion. Está a aproximadamente 1500 anos-luz da Terra. É uma das nebulosas mais identificáveis devido à forma de sua nuvem escura de plasma, poeira e gases, que é semelhante à cabeça de um cavalo.


Créditos: by European Southern Observatory (ESO)


Nebulosa Trífida ou M20
A nebulosa M20 é uma grande nuvem de matéria interestelar, ou seja, uma região composta de gás estelar e poeira onde recentemente, em termos astronómicos, se começaram a formar novas estrelas. Está localizada na constelação de Sagitário e o seu nome significa "dividido em três lóbulos". O objecto é uma combinação incomum de um aglomerado aberto de estrelas, uma nebulosa de emissão (a parte inferior, vermelho, em imagens de telescópios amadores), uma nebulosa de reflexão (a parte superior, azul, em telescópios amadores) e uma nebulosa escura (aparentes "lacunas" na nebulosa de emissão, que causam a aparência trifurcada. Está localizada a uma distância estimada em 5.200 anos-luz em relação à Terra.


Crédito imagem : NASA, JPL-Caltech, J. Rho (SSC/Caltech)


Nebulosa Helix ou NGC 7293
Também conhecida como Nebulosa da Hélice, a Hélix ou NGC 7293, foi descoberta no século 18, está localizada a cerca de 650 anos-luz de distância na constelação de de Aquarius (ou Aquário) e pertence à classe das nebulosas planetárias. Esta nebulosa é uma das mais próximas da Terra, a uma distância de aproximadamente 700 anos-luz. Nebulosa de Hélix é também designada e conhecida por "o olho de Deus".


Crédito imagem: NASA, JPL-Caltech, Kate Su (Steward Obs, U. Arizona)


Nebulosa Laguna, M8 ou NGC 6523
A Nebulosa Laguna (Messier 8, NGC 6523), situa-se a cerca de 4.850 anos-luz em relação à Terra e é uma gigantesca nuvem interestelar na constelação de Sagitário. Como uma nebulosa de emissão, Laguna apresenta uma cor rosácea em fotografias de longa exposição, embora pareça cinza ao olho humano em binóculos ou pequenos telescópios, já que a distinção de cores não ocorre quando a luminosidade é escassa.


Crédito Imagem: R. Barba, N. Morrell et al. (UNLP), CTIO, NOAO, NSF


Nebulosa Messier 78, ou NGC 2068
A Messier 78 é uma nebulosa de reflexão. Situa-se a cerca de 1.600 anos-luz de distância, na constelação de Órion, podendo ser encontrada a nordeste da estrela mais a este do cinturão de Órion. Pode ser facilmente observada com um pequeno telescópio, uma vez que é uma das nebulosas de reflexão mais brilhantes no céu.


Créditos: by European Southern Observatory (ESO) - ESO/Igor Chekalin


Nebulosa do Caranguejo, Messier 1
A Nebulosa do Caranguejo (Crab Nebula - Messier 1, NGC 1952, Taurus A), dista a cerca de 6.500 anos-luz da Terra e é um remanescente de supernova e uma nebulosa de vento de pulsar na constelação do Touro. No centro da nebulosa há o Pulsar do Caranguejo, uma estrela de nêutrons com 28 a 30 quilômetros de diâmetro. Foi a primeira entrada no famoso catálogo do astrônomo francês Charles Messier.



Nebulosa Tarantula ou NGC 2070
Localizada na constelação de Dorado, a cerca de 160.000 anos-luz da Terra, pertence à Grande Nuvem de Magalhães e é a maior nebulosa de emissão conhecida. É uma gigantesca região de criação de estrelas, tendo cerca de 1.000 anos-luz de diâmetro e sendo a sua massa estimada 450.000 vezes superior à massa do Sol.


Crédito de Imagem: Joseph Brimacombe

Fontes e Fotos: wikipedia; http://www.astronoo.com/pt/nebulosas.html; http://www.astronomia.web.st/; http://www.inovacaotecnologica.com.br/; http://search.nasa.gov/; https://www.eso.org/public/portugal/images/; outros net

“Se cada um dos seus dias for uma centelha de luz, no fim da vida você terá iluminado uma boa parte do mundo.” Osho

26 comentários:

  1. İnformative essay 😊 thanks for your sharing 😊

    ResponderEliminar
  2. Boa noite de Domingo, querida amiga Maria!
    Ser um pouco de luz na imensidão do universo ou ao nosso redor é muito bonito.
    Gostei muito das explicações das nebulosas.
    Tenha dias abencoados!
    Bjm carinhoso e fraterno de paz e bem

    ResponderEliminar
  3. Boa noite Maria
    Feliz dias das mães amiga. Grande abraço.

    ResponderEliminar
  4. São lindas.
    Já conhecia algumas. O professor de antropologia mostrou-nos um filme na aula da formação do Universo.
    Abraço e uma boa semana

    ResponderEliminar
  5. A cloud of gas or dust in the sky - amazing those photo you collected.

    ResponderEliminar
  6. Gostei imenso das fotografias e da sua explicação sobre as nebulosas. Tudo é imensamente belo na Natureza!
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  7. Bom dia Maria, gostei muito das explicações, gosto muito de olhar para o céu a noite, apesar de que aqui na minha cidade (São Paulo), o céu é muito poluído e não conseguimos ver muitas estrelas. Abraços, Sueli

    ResponderEliminar
  8. Maravilhas do universo que encantam o nosso olhar
    Uma reportagem maravilhosa! Apreciei imenso
    Beijokinhas

    ResponderEliminar
  9. Belezas extraordinárias, Maria... Cores e efeitos muitos especiais...
    Obrigada pelo carinho no DIA DAS MÃES, muito me alegrou...
    Beijão e FELIZ SEMANA...

    ResponderEliminar
  10. Espetacular! Também gosto de ler sobre o Universo e você me deu uma lição sobre nebulosas. São lindas. Algumas formas lembram partes do corpo humano. Tudo a ver. Somos integrados!
    Boa semana para você.
    Beijos.
    blogjoturquezza.mundial

    ResponderEliminar
  11. Boa tarde Maria,
    As nebulosas, que brilham neste Universo tão cheio de maravilhas, são de facto muito belas.
    Adorei esta partilha que agradeço.
    Um beijinho e uma boa semana.
    Ailime

    ResponderEliminar
  12. Belíssimas! Aula brilhante! Adorei!

    Beijos e uma ótima semana para ti e para os teus.

    Furtado

    ResponderEliminar
  13. Muito interessante a sua postagem,
    Maria.
    Agradeço a sua gentil visita.
    Seja sempre bem vinda.
    Um carinhoso abraço de
    Verena

    ResponderEliminar
  14. Kiitos sinulle näistä kuvista todella mielenkiintoista.

    ResponderEliminar
  15. C'est un monde fascinant et si merveilleux.
    Cela me fascine. Merci de nous en avoir appris un peu plus sur ces nébuleuses.
    Grosses bises et bonne journée, Maria.

    ResponderEliminar
  16. Querida Maria
    Além da aprendizagem que daqui levo, foi um enorme deleite ver todas as imagens publicadas: que regalo para os olhos!
    Obrigada por partilhar. Não imaginava que tudo isto existia e era de tal maneira lindo!
    Um beijinho
    Beatriz

    ResponderEliminar
  17. Fiquei maravilhado aliás com tudo aquilo que públicas e que vejo encantado mas na maioria dos casos não me deixa publicar. Escrevi mas vejo que não sai publicado, neste momento estou a mudar de sistema. oxalá o consiga.
    Um grande abraço querida amiga

    ResponderEliminar
  18. Olá Maria querida


    Que delícia seu post, me prendeu do início ao fim...

    Beijos
    Ani

    ResponderEliminar
  19. Belíssima explicação! De todas as nebulosas as que mais me impressionaram foram a que tem o formato de uma cabeça de cavalo e a última de que falou, pela sua dimensão!

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.

Topo