quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Tomas kinkade – O pintor da Luz e da Paz

Thomas Kinkade nasceu em Sacramento, Califórnia, a 19 de Janeiro de 1958, tendo crescido na cidade de Placerville (California).



Vindo de uma família modesta, Kinkade procura obter a sua inspiração na fé cristã, transmitindo nas suas pinturas valores morais e religiosos.




Já na faculdade resolveu aproveitar umas das férias de verão para viajar com um amigo, desenhando tudo o que lhe parecia interessante.




O resultado foi a publicação do best-seller educacional intitulado “The Artist’s Guide to Sketching”. O sucesso do livro levou-os ao Ralph Bakshi Studios, onde criaram os fundos do desenho "Fire and Ice". Kinkade começa a partir dessa altura a explorar a luz e os mundos da imaginação.




Graduou-se pela Universidade da Califórnia, Berkeley e pela Escola de Arte e Design de Pasadena.




Em 1982 casou com Nanette, sua namorada de infância, com quem dois anos depois começou o negócio de comercializar a sua arte sem a figura de intermediários.





É chamado por vezes o “pintor da luz” devido ao facto da maior parte do seu trabalho se centrar sobre a luz, embora segundo ele este epíteto inclui também uma dimensão moral.



Dos faróis, às luzes nas janelas, às luzes na rua, à luz do sol quando nasce ou quando se põe, a luz é quase sempre uma constante.




Uma casa de campo, um chalé de madeira, uma capela no nascer do sol… cada cenário cria um sentimento de paz e serenidade.




Onde pode haver mares ásperos, o farol apresenta um sentimento da segurança.




Os seus quadros têm cores vibrantes, muita luz e brilho intenso, retratam imagens bucólicas de jardins, rios, casas de campo, ou florestas.




As suas pinturas parecem ter alma e transmitem paz, tranquilidade e harmonia. Pessoalmente adorei conhecer a sua obra.




"A arte é um compêndio da natureza formado pela imaginação." (Eça de Queiroz)

6 comentários:

  1. Belissímo texto.
    Aprendi muito hoje por aqui.
    Obrigada.
    Bjinho.


    Fernanda

    ResponderEliminar
  2. Querida amiga, adoro pinturas, mas essas são maravilhosas, a luz é impressionante, parece que tem lampadas acesas em cada uma delas...Lindo...Beijocas

    ResponderEliminar
  3. Contrariando, direi que o Kinkade faz isto
    sem esforço......logo..será arte???
    Que faço eu aqui....
    Bjs

    ResponderEliminar
  4. Maria amiga, não tenho palavras para descrever tanta beleza, só sei dezer que são lindas todas as telas presentes, acho que a captação de Deus se faz maior nos poetas,pintores na música enfim em toda a arte. um abraço carinhoso e obrigado por nos presentiar com tanta beleza.Celina.

    ResponderEliminar
  5. Olá querida

    Achei lindo, é uma belíssima obra de luz.

    Com muito carinho BJS.

    ResponderEliminar
  6. Adorei conhecer estas pinturas. Realmente transmitem muita paz. bjs.

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.

Topo