domingo, 8 de agosto de 2010

Alfazema – A flor da Calma

A Alfazema é facilmente identificada pelo seu aroma fresco e limpo, extremamente agradável. É a flor que tem inerentes à sua fragrância a calma, a tranquilidade e a pureza


É originária das regiões montanhosas dos países mediterrâneos. Desde há muito conhecida e utilizada pela Humanidade, a Alfazema ou Lavanda foi baptizada de nardus pelos gregos, assim baptizada por causa de Naarda, cidade síria à beira do rio Eufrates.


O nome do seu género (Lavandula) é originado do latim “Lavare”, que significa lavar. Muito utilizada em banhos de purificação e como perfume. Pelo seu poder anti-séptico, foi amplamente utilizada na Europa durante a primeira e segunda guerra mundial para limpar os ferimentos de soldados.


A alfazema ou Lavanda é um arbusto de pequeno porte, que mede entre 20 e 60 cm de altura, com folhas verdes-prateadas, ramificando-se em longos espigões cilíndricos de flores de cor azul ou violeta. Toda a planta é aromática e das suas flores extrai-se um óleo de aroma agradável, muito usado na perfumaria.


Cultivo: esta planta prefere os ambientes ensolarados, mas protegidos do vento. O solo deve ser bem drenado, arenoso, poroso e rico em húmus. Por isso recomenda-se afofar a terra se esta ficar compactada no decorrer do cultivo. O espaçamento ideal entre as plantas é de 50 cm por 1m. É uma planta de fácil cultivo, pois resiste bem tanto ao frio quanto ao calor. Se for cultivada em vaso, não deve ser misturada com outra planta.



Propagação: pode ser feita por sementes ou estacas de aproximadamente 15 cm de comprimento, retiradas de galhos novos, porém não muito frágeis. As sementes de Alfazema semeiam-se de Maio a Julho ao ar livre e de Abril a Junho em estufa. As pequenas plantas de Lavanda transplantam-se de Junho a Setembro.


Luz: A alfazema prefere locais ensolarados.


Solos: Os solos para cultivo de alfazema devem ser bem drenados, ligeiros, arenosos, cálcarios ou neutros e que não sequem demasiado.

Temperatura: A lavanda tem grande resistência ao frio, e ao calor. É aconselhável proteger o pé da planta no Inverno com turfa ou terra.


Rega: Não necessita de regas constantes. A irrigação deve ser feita preferencialmente nas horas mais frescas do dia.


Floração: Apesar de facilmente cultivável, às vezes é difícil obter a sua floração. As flores normalmente estão prontas para a colheita na primavera. Após a floração, deve ser podada para estimular o desenvolvimento de nova brotação. Para obter o máximo do perfume que a lavanda pode oferecer, deve-se colher as flores logo que a planta começa a florescer.


Adubação: A adubação da cultura de lavanda não deve ser abundante. Anualmente efectua-se uma adubação de cobertura com azoto na forma amoniacal no início da Primavera.


Poda: podar energicamente no fim da floração.


Colheita: os caules de Lavanda são apanhados imediatamente antes de florescerem. As folhas podem ser colhidas a qualquer momento.

Conservação: Para obter essência de alfazema, apanham-se os raminhos com as flores quando elas começam a florescer, que é precisamente quando emanam um perfume mais forte e penduram-se em pequenos raminhos a secar. As espigas com flor também podem ser secas em gavetas abertas.

Aplicações:


Indicações terapêuticas
O chá das flores é muito usado no combate à dor de cabeça e nevralgias. Também para insónia, bronquite crónica, asma brônquica, astenia, vertigens, cólicas, flatulência, dispepsia, inapetência e nervosismo.
Tomando o chá feito de alfazema, dá alívio para problemas digestivos e de mau hálito.


Cuidados: Em doses elevadas pode causar sonolência, nervosismo e até convulsões.

Uso caseiro: Fazer com a flor de lavanda saquinhos para gavetas (espanta as traças), almofadas e poutporris.


Uso culinário: As folhas e ramos de alfazema são usados para dar sabor às saladas e pratos guisados, por um lado, e a doces de frutas e gelatinas, por outro, bem como para a preparação de azeite e vinagre de alfazema.

Aromaterapia: O óleo essencial de lavanda é usado para cortes, queimaduras, reumatismo, alergias de pele, queimaduras de sol, dor de cabeça, insónia, problemas inflamatórios, artrite, pelas propriedades bactericidas. Também é eficaz para restaurar a circulação sanguínea dos pés. O banho perfumado com óleo essencial de alfazema é excelente tratamento contra a insónia.



Cosmética: A alfazema é usada fundamentalmente para a composição de águas de colónia, perfumas e outros produtos de drogaria. O óleo essencial de alfazema é usado para dar cheiro a cremes e sabonetes.


Fontes: “Mundodeflores”, “Wikipedia”, “JardimdeFlores”, "Jardicentro". Artigos de André M. P. Vasconcelos, (Engenheiro Agrónomo); outros net
Fotos: Net


"Me perguntas por que compro arroz e flores? Compro arroz para viver e flores para ter algo pelo que viver." Confúcio

10 comentários:

  1. querida Maria, obrigada pela sua visita ao "Adiemus", você deixou por lá esse aroma maravilhoso da Alfazema. Sua sensibilidade, com certeza, deixa nossos caminhos mais floridos.
    um grande beijo
    Mara Bombo

    ResponderEliminar
  2. "A mais bela ponte construída no planeta é a distância entre um olhar e outro."

    (Mario Prata)

    Beijos na alma......M@ria

    ResponderEliminar
  3. maria querida,
    perfeito seus campos de alfazema.
    sou apaixonada por este cheiro...faço uso sempre.
    as imagens um show.
    o texto muito interesante.
    lindo domingo com carinho e bjos.

    ResponderEliminar
  4. Olá querida

    Amo estas flores a cor é linda o cheiro é maravilhoso, além de todos os efeitos terapeuticos.
    Bendita Alfazema.

    Com muito carinho BJS.

    ResponderEliminar
  5. Querida amiga, tenho alfazema plantada em casa em um vaso, e toda a vez que passo por ela, arranco-lhe uma folhinha para sentir seu delicioso perfume...Lindas fotos...Tenha uma linda semana...Beijocas

    ResponderEliminar
  6. Maria querida...que presente aos meus olhos...tamanha beleza destes campos de alfazema...amei...
    Tenha uma adorável semana amiga!
    Beijinhos...
    Valéria

    ResponderEliminar
  7. Sensacional Maria! Texto cheio de informações interessantes e fotos belíssimas, fiquei fão do blog. Prabéns!

    ResponderEliminar
  8. Maria como sempre você presenteando-nos com fotos lindas e agora com uma aula profunda sobre alfazemas. Tenho-as em casa e adoro. Agora sei como cuidá-las. bjs, Eliete

    ResponderEliminar
  9. E o resultado de tudo isso é esse cheirinho suave e maravilhoso que ela tem. Gostaria de saber qual o banco e o número da conta para fazer o depósito correspondente ao valor da aula. A fragrância eu conhecia, o resto não.

    Beijos e ótima semana pra ti.

    Furtado.

    ResponderEliminar
  10. Além de tudo o se referênciou sobre a alfazema,esta ainda é optima para afastar formigas,aranhos e outros animais.

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.

Topo