quinta-feira, 26 de maio de 2016

Como Está Sereno o Céu - Poema de Marquesa de Alorna




Como está sereno o céu,
como sobe mansamente
a Lua resplandecente
e esclarece este jardim!

Os ventos adormeceram;
das frescas águas do rio
interrompe o murmúrio
de longe o som de um clarim.

Acordam minhas ideias,
que abrangem a Natureza;
e esta nocturna beleza
vem meu estro incendiar.

Mas, se à lira lanço a mão,
apagadas esperanças
me apontam cruéis lembranças,
e choro em vez de cantar.


Marquesa de Alorna, in 'Antologia Poética'



3 comentários:

  1. Que a paz e a serenidade reine no coração de cada um de nós ,beijinhos feliz feriado querida amiga

    ResponderEliminar
  2. Olá Maria Rodrigues,passeei por aqui uma vez mais para Divagar
    Um pouco com Você e cada vez estou achando mais interessante seu blog. beijinho amigo

    ResponderEliminar
  3. Que poema encantador!!!
    E mais uma escolha de excepção, por aqui!...
    Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.