segunda-feira, 18 de janeiro de 2021

Só - Poema de Cruz e Sousa





Muito embora as estrelas do Infinito
Lá de cima me acenem carinhosas
E desça das esferas luminosas
A doce graça de um clarão bendito;

Embora o mar, como um revel proscrito,
Chame por mim nas vagas ondulosas
E o vento venha em cóleras medrosas
O meu destino proclamar num grito;

Neste mundo tão trágico, tamanho,
Como eu me sinto fundamente estranho
E o amor e tudo para mim avaro!...

Ah! como eu sinto compungidamente,
Por entre tanto horror indiferente,
Um frio sepulcral de desamparo!

Cruz e Sousa
Publicado no livro Últimos Sonetos


11 comentários:

  1. Confesso que o desvario em Portugal me assusta cada vez mais.
    Bjs, boa semana

    ResponderEliminar
  2. Um lindíssimo soneto de Cruz e Sousa, poema que desconheço, tão a propósito do nosso desamparo neste tempo...
    Uma boa semana com muita saúde.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  3. passando para desejar uma feliz semana e ler um bonito poema bjs saude

    ResponderEliminar
  4. Boa tarde Maria,
    Um soneto muito lindo de um Poeta que eu não conhecia.
    Obrigada por tê-lo partilhado.
    Um beijinho e uma boa semana.
    Ailime

    ResponderEliminar
  5. Um poeta que quase desconheço. Este é o segundo poema que leio dele.
    Abraço, saúde e boa semana

    ResponderEliminar
  6. María un gran trabajo el que haces descubriéndonos bellos poemas y acompañar de unas bellas imágenes.

    Saludos.

    ResponderEliminar
  7. Gostei bastante! :))
    --
    Já não escuto...
    -
    Beijo, e uma excelente semana. :)

    ResponderEliminar
  8. Very nice image and words.
    I enjoyed your post, thank you.

    All the best Jan

    ResponderEliminar
  9. Uma belíssima inspiração, e que muito se coaduna com estes tempos que atravessamos!
    Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.

Topo