quinta-feira, 1 de fevereiro de 2018

O Poema





O poema não é o canto
que do grilo para a rosa cresce.
O poema é o grilo
é a rosa
e é aquilo que cresce.

É o pensamento que exclui
uma determinação
na fonte donde ele flui
e naquilo que descreve.
O poema é o que no homem
para lá do homem se atreve.

Os acontecimentos são pedras
e a poesia transcendê-las
na já longínqua noção
de descrevê-las.

E essa própria noção é só
uma saudade que se desvanece
na poesia. Pura intenção
de cantar o que não conhece.


Natália Correia, in "Poemas (1955)"



14 comentários:

  1. Uma personalidade controversa, um talento que era impossível ignorar.

    ResponderEliminar
  2. Grande Natália Correia. Adorei a postagem :)) Bom dia

    Hoje:- Perdida no Sonho... Nudez Imaculada.
    .
    Bjos
    Votos de uma feliz Quinta-Feira

    ResponderEliminar
  3. Um bonito poema duma poetisa portuguesa com certeza!

    Com o meu abraço

    ResponderEliminar
  4. Esse é o poema,com todos os predicados escritos.
    Lindo Maria Rodrigues.
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  5. Linda expressão do poema. Versos que exprimem verdadeiramente a alma dos poetas...
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Um mundo de encantamento reina por aqui!...
    AbraçO

    ResponderEliminar
  7. Simplesmente fantástico!


    Beijo e um dia muito feliz.

    ResponderEliminar
  8. Um linda pérola poética!!!!
    Lindo dia pra você
    Beijos

    ResponderEliminar
  9. Olá Maria! Belo e profundo este poema da Natália Correia. Ótima escolha! Parabéns!

    Retornando para renovar os votos de um Feliz 2018 e matar as saudades.

    Beijos,

    Furtado

    ResponderEliminar
  10. Belo poema querida amiga ,muitos beijinhos no coração felicidades

    ResponderEliminar
  11. Maria, o local a onde celebrou a passagem do ano é lindo e tudo estava lindamente preparado. Gostei. Beijinho e tudo de bom.

    ResponderEliminar
  12. Olá, Maria!
    Parabéns pela excelente postagem, como esse belo poema, que se inicia assim:

    "O poema não é o canto
    que do grilo para a rosa cresce.
    O poema é o grilo
    é a rosa
    e é aquilo que cresce."


    Um abraço.
    Pedro

    ResponderEliminar
  13. Bela escolha amiga para sua maravilhosa postagem. Tenha um abençoado fim de semana. Abraços

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.

Topo