segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

Daí-me Rosas e Lírios - Poema de Fernando Pessoa





Dai-me rosas e lírios,
Dai-me flores, muitas flores
Quaisquer flores, logo que sejam muitas...
Não, nem sequer muitas flores, falai-me apenas

Em me dardes muitas flores,
Nem isso... Escutai-me apenas pacientemente quando vos peço
Que me deis flores...
Sejam essas as flores que me deis...

Ah, a minha tristeza dos barcos que passam no rio,
Sob o céu cheio de sol!
A minha agonia da realidade lúcida!
Desejo de chorar absolutamente como uma criança

Com a cabeça encostada aos braços cruzados em cima da mesa,
E a vida sentida como uma brisa que me roçasse o pescoço,
Estando eu a chorar naquela posição.

O homem que apara o lápis à janela do escritório
Chama pela minha atenção com as mãos do seu gesto banal.
Haver lápis e aparar lápis e gente que os apara à janela, é tão estranho!
É tão fantástico que estas coisas sejam reais!
Olho para ele até esquecer o sol e o céu.
E a realidade do mundo faz-me dor de cabeça.

A flor caída no chão.
A flor murcha (rosa branca amarelecendo)
Caída no chão...
Qual é o sentido da vida? 



Fernando Pessoa


7 comentários:

  1. Ui, este poema é uma boa reflexão. Não conhecia. Obrigada pela partilha!!

    Beijo e uma excelente semana.

    ResponderEliminar
  2. Qual é o sentido da vida ,uma pergunta impertinente que nos faz questionar tantas vezes ,muitos beijinhos feliz terça-feira querida amiga.

    ResponderEliminar
  3. Boa noite Maria Rodrigues.
    Um poema muito intenso e lindo. Feliz semana amiga. Grande abraço

    ResponderEliminar
  4. lindooo poema
    da uma passadinha no meu cantinho bjsss
    http://cantaalegremente.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  5. Cuestionar la vida
    claro ,cuando suceden cosas funestas uno más se cuestiona
    al fin es reflexionar porque estamos qui
    y que debemos hacer para seguir adelante.
    bello poema!

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.