terça-feira, 26 de setembro de 2017

KYOTO - Maruyama Park e Yasaka Shrine




Continuando a mostrar o que vimos em Kyoto, depois de visitarmos o Shoren-in Temple, pensávamos ir conhecer o Shion-in Temple, só que infelizmente já estava fechado. O seu portão dianteiro maciço, é o maior do seu tipo no Japão. Foi construído em 1234. Devido a terremotos e incêndios, a maioria dos edifícios atuais datam do século XVII.





A poucos metros está a entrada para o Maruyama Park, o mais antigo parque de Quioto, inaugurado em 1886. É um dos principais parques públicos para a antiga prática do hanami, costume tradicional japonês de contemplar a beleza das sakuras (cerejeiras em flor).





Como fomos em abril as cerejeiras estavam em flor, é realmente um espetáculo deslumbrante!!!





Logo no inicio do nosso passeio, o Pedro e a Diana, pediram a umas jovens que estavam tradicionalmente vestidas a tirar fotografias, se podiam tirar uma foto com elas, elas super simpáticas disserem que sim e aqui fica o registo.





Junto a um dos lagos, vários blocos de pedra serviam de bancos, para quem quisesse descansar, conversar ou apenas apreciar toda a beleza envolvente.







Lá ao fundo no centro encontra-se uma enorme cerejeira. A árvore tem mais de 70 anos e diz-se ter sido cultivada a partir de uma árvore que tinha mais de 300 anos de idade. 




No parque existem vários restaurantes em estilo japonês ( mesas baixinhas ) e pequenos locais onde se pode comprar comida. Também existem amplos espaços para fazer piqueniques. Na época da floração, as pessoas reúnem-se em grande número junto às árvores continuando a tradição do hanami e realizam-se várias festas sob as árvores em flor.





Aqui vimos muitas senhoras vestidas com os tradicionais quimonos.




Passamos por um Torri e fomos dar Yasaka Shrine, também conhecido por Gion Shrine, um santuário Xintoísta, cuja história remonta ao ano de 656.


 


Neste Santuário são aqui venerados os deuses do xintoísmo Susano-o-no-Mikoto e o seu consorte Inadahime-no-Mikoto.














O nosso passeio iria continuar por Gion, que fica mesmo em frente à entrada do Santuário.






Fotos: Pessoais
Textos explicativos: Wikipedia


segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Trabalhando - PINTURAS




Divagando pelo baú das recordações...


Pintor: Josephus Laurentius Dyckmans

Pintor: Jefferson David

Pintor: Luis-Jimenez-y-Aranda

Pintor: Alphonse Legros

Pintor: Walter Langley

Pintor:Thomas Liddall Armitage

Pintor: Daniel R Knight

Pintor: Eugene-de-blaas


Pintor:Platt Powell Ryder

Pintor:William Boliver

Pintor: Bryce Cameron Liston


"Que o teu orgulho e objetivo consistam em pôr no teu trabalho algo que se assemelhe a um milagre." (Leonardo da Vinci)

domingo, 24 de setembro de 2017

Presente vivo - Poema de Affonso Romano de Sant’ Anna





Viver
é conjugação diária
do presente.

Viver
é presentear.
Mais do que um jeito de doer
é um modo de doar.

E um presente
mais que um objeto
é o elo entre dois olhos
a floração do gesto
o prateado evento
e o cristalino afeto.

Não se dá
apenas pelo prazer
de ver
o outro receber.

Dá-se
para que o outro
entreabrindo-se ao presente
também dê.


Affonso Romano de Sant’ Anna


sábado, 23 de setembro de 2017

KYOTO - Shoren-in Temple




Na nossa viagem ao Japão uma das cidades que fomos visitar foi Kyoto. Existem na cidade imensos templos, hoje vou mostrar:

 Shoren-in Temple





Começamos por fazer logo à entrada uma pequena paragem para a Leonor lanchar.




Foi construído no final do século XIII e é um templo da seita Tendai do Budismo japonês.




Os edifícios do templo foram construídos inicialmente como residência pelo imperador aposentado Toba para o seu sétimo filho poder estudar Budismo sob a supervisão do monge Gyogen. O filho tornou-se sacerdote-chefe do templo e a começou a tradição de um membro da família imperial servir como abade de Shoren-in.




Os principais edifícios de Shoren-in Temple estão ligados por passeios de madeira. O Shijokodo Hall contém os principais tesouros do templo, as réplicas que estão em exibição são: uma mandala apresentada ao templo pelo senhor da guerra Toyotomi Hideyoshi e uma pintura de pintura de Fudo Myojin (Tesouro Nacional). A sala de estar com vista para o jardim é designada Kachoden.







O complexo do templo contém um jardim com maciças árvores de cânfora de oitocentos anos de idade (kusunoki), e uma lagoa cheia de grandes pedras e alimentada por uma pequena cascata.









Infelizmente já não deu para vermos grande parte dos jardins pois estava na hora de fechar.





Fotos: Pessoais
Texto explicativo: Wikipedia