quarta-feira, 5 de outubro de 2016

Pescador da Barca Bela





Pescador da barca bela,
Onde vais pescar com ela,
Que é tão bela,
Ó pescador?

Não vês que a última estrela
No céu nublado se vela?
Colhe a vela,
Ó pescador!

Deita o lanço com cautela,
Que a sereia canta bela...
Mas cautela,
Ó pescador!

Não se enrede a rede nela,
Que perdido é remo e vela
Só de vê-la,
Ó pescador!

Pescador da barca bela,
Inda é tempo, foge dela,
Foge dela,
Ó pescador! 


Almeida Garret




6 comentários:

  1. Navegando na imensidão das palavras ,querida amiga desejo-lhe um lindo feriado beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Uma graça de poesia Maria Rodrigues!
    Não conhecia esse poeta com o nome de Almeida Garret.
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  3. Fantástico, maravilhoso!

    Beijo e um dia feliz

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. Oi Maria,
    Linda poesia de pescador
    Beijos no coração
    Lua Singular

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.