quarta-feira, 28 de maio de 2014

Gorila

A história da Vida na Terra é uma história de extinções, estas extinções naturais ocorrem, no entanto, ao longo de períodos relativamente longos, permitindo a evolução de novas formas de vida. Muitos animais evoluíram e depois extinguiram-se e o seu lugar na natureza é então ocupado por outro grupo de animais. Isto não é o que acontece na actualidade, com a ajuda do Homem!

Penso que é importante ir sempre “passando” a mensagem da importância de preservarmos a Natureza, a vida selvagem, o ambiente, “O nosso magnifico Planeta”.


Hoje vamos conhecer um pouco melhor: O Gorila




Os gorilas compartilharem 98%-99% do DNA com os seres humanos e são os maiores primatas atualmente existentes.


Ordem: Primates
Família: Hominidae


Distribuição e Habitat :
Vivem em florestas tropicais ou sub-tropicais. Apesar da sua área de distribuição abranger apenas uma pequena percentagem de África, os gorilas distribuem-se numa grande variedade de altitudes.


Foto: animal-backgrounds.com


Os gorilas-de-montanha (Gorilla beringei beringei) habitam as florestas montanhosas do Albertine Rift, existendo entre os 2.225 até aos 4.267 m. Habitam uma zona restrita com cerca de 112.000 km² que compreende a extremidade oriental da República Democrática do Congo, da Uganda e Ruanda.


Foto: wikipedia


Os gorilas-do-ocidente moram em zonas ribeirinhas de floresta densa e pântanos nas terras baixas. Vivem numa área de cerca de 710.000 km² que compreende partes da Nigéria, Camarões, República Centro-Africana, Guiné Equatorial, Gabão, República do Congo, Angola e a extremidade ocidental da República Democrática do Congo.


Foto: wall.alphacoders.com


Identificação:
Um gorila adulto mede entre 1.4 e 2 metros de altura quando de pé, o macho pesa entre 140 e 300 kg e a fêmea que é bem menor pesa entre 70 e 110 kg. É capaz de levantar até 2 toneladas com os dois membros anteriores. Geralmente, locomovem-se em quatro patas. As suas extremidades anteriores são mais longas que as posteriores e semelhantes a braços, ainda são utilizadas também como ponto de apoio ao caminhar. A esperança de vida oscila entre os trinta e cinquenta anos. São considerados altamente inteligentes. Alguns indivíduos em cativeiro, tais como a Koko, aprenderam alguns sinais da linguagem gestual.


Foto: wall.alphacoders.com

Foto: wall.alphacoders.com


Hábitos e Alimentação:
Vivem em grupos (bandos) compostos por machos (apenas um, o mais forte, é o líder), fêmeas e seus filhotes. Os grupos podem ser pequenos, com 5 ou 6 animais, ou grandes, com mais de 30 indivíduos.


Foto: www.wallpaperslibrary.com


A sua dieta alimentar é, essencialmente herbívora, alimentando-se de frutas, folhas, brotos. Também por vezes comem insectos mas estes compõem menos de 2% do seu cardápio.


Foto: wikipedia_Pierre+Fidenci


Reprodução:
O acasalamento desta espécie não possui uma época do ano determinada. A fêmea do gorila gera apenas um filhote em cada gestação . A gestação dura oito meses e meio e normalmente a próxima gestação só ocorre três ou quatro anos depois o nascimento, tempo este que os filhotes convivem com a mãe. A maturidade sexual é atingida entre 10 e 12 anos pelas fêmeas e entre 11 e 13 anos pelos machos, podendo ser modificados estes anos com a vivência nos cativeiros.


Foto: hdwallpappers.com

Foto: 1ms.net


Estado de Conservação:
Ambas as espécies de gorila estão em perigo de extinção, estando consideradas criticamente em perigo. Têm sido sujeitas a intensa caça furtiva. As ameaças à sobrevivência dos gorilas incluem principalmente a destruição de habitat, guerras e mercado de carne de caça. Em 2004, uma população de algumas centenas de gorilas no Odzala National Park, na República do Congo foi essencialmente devastada pelo vírus ébola.

Foto: 1ms.net


Fontes e Fotos : Wikipédia; wall.alphacoders.com; www.wallsave.com; http://www.zoo.pt/; http://animal-backgrounds.com; http://hdwallpappers.com; http://www.wallpaperslibrary.com; http://1ms.net/ ; outros net


Foto: wall.alphacoders.com


É importante proteger, e preservar a vida selvagem e compreender a imensa importância que cada organismo têm, na complexa teia da Vida do nosso planeta.


6 comentários:

  1. Um Documento de grande valor zoológico. Pena que os homens não se pautem pela personalidade deste belo e nobre animal.
    Parabéns pelo teu trabalho meritório.



    Beijos


    SOL

    ResponderEliminar
  2. Acho este animal tão imponente quanto o leão,
    temos mesmo que preservar.
    beijinhos
    http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  3. Olá Maria!
    Foi uma leitura muito interessante.
    Bjs

    ResponderEliminar
  4. A acção do Homem, infelizmente, tem mesmo contribuído directamente para o aumento do risco de extinção de vários seres vivos, incluindo a sua própria espécie.
    Magnífico post.
    Tem uma boa semana, querida amiga Maria.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  5. Maria

    Ofereceste mais uma boa lição sobre a natureza, que apraz registar. Julgava os gorilas em território maior, na África.
    Beijos

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.