sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Apenas uma bela Filosofia



Ao acompanhar tão de perto, o envelhecimento dos meus pais, dou-me conta de como cada um de nós tem uma forma muito própria de aceitar ou não, as limitações que vêm com a idade. Não à regras para envelhecermos em paz connosco próprios, o principal é aceitarmos o evoluir natural dos anos que vão passando e manter sempre o espirito aberto a novos conhecimentos, o nosso cerebro activo,  e se não podemos correr, então avançamos devagarinho, mas acima de tudo tentemos viver intensamente cada momento que passa.


Aqui fica para todos os que me visitam mais uma mensagem que recebi por email.

"Sabias que a única época da vida em que gostamos de ficar velhos é quando somos crianças? Se tens menos de 10 anos, estás tão entusiasmado em envelhecer que pensas em fracções.

“Quantos anos tens? Tenho quatro e meio!”
Tu nunca terás trinta e seis e meio. Tens quatro e meio, quase cinco! Esta é a chave!



Quando chegas à adolescência, ninguém mais te segura. Saltas para um número próximo, ou mesmo alguns à frente.
‘Quantos anos tens?'
‘Vou fazer 16!'
Podes ter 13, mas… “vou fazer 16”!
E, então, o maior dia da tua vida ...
Completaste 21.
Até as palavras soam como uma cerimónia.


Mas, então, chegas aos 30. Oh,
que aconteceu?
Isso faz-te parecer leite estragado! Fica azedo, temos que o deitar fora. Não tem mais graça, agora é apenas um bolo azedo. O que está errado? O que mudou?



COMPLETAS 21, ATINGES 30, aí estás ‘A EMPURRAR' 40. Putz! Trava, está tudo a derrapar! Antes que te dês conta, CHEGAS aos 50 e os teus sonhos foram-se·
Mas, espera!
FIZESTE 60.
Nem sequer pensaste que conseguirias!


Assim, COMPLETAS 21, ‘TORNAS-TE' 30, 'EMPURRAS' os 40, CHEGAS aos 50 e ALCANÇAS os 60.
Atingiste tal velocidade que bates nos 70!
Depois disso, é um dia após o outro…



Conseguiste chegar aos 80 e cada dia é um ciclo completo: alcançaste o almoço; passaste as 4:30 ; chegaste à hora de deitar.
E não acaba nos 90, começas então a voltar atrás:
‘Eu tinha exactamente 92 anos...'


Aí, acontece uma coisa estranha. Se passares dos 100, tornas-te criança outra vez. 'Eu tenho 100 e meio. Que todos vós chegueis a uns saudáveis 100 e meio!’


George Carlin, aos 102 anos.

Assim, COMO PERMANECER JOVEM

1. Livra-te de todos os números não-essenciais . Isso inclui idade, peso e altura. Deixa os médicos preocuparem-se com eles. É para isso que lhes pagas.

2. Conserva só os amigos alegres.
Os pessimistas deprimem-te.

3. Continua a aprender.
Aprende mais sobre computadores, arte, jardinagem, seja o que for, até radioamadorismo. Nunca deixes o cérebro inactivo. Trabalha, estuda.'Uma mente inactiva é a oficina do diabo. E o nome de família do diabo é ALZHEIMER.

4. Aprecia as coisas simples.

5. Ri-te sempre,muito e alto Ri até perder o fôlego .


6. Lágrimas, acontecem. Suporta, queixa-te, mas continua.  As únicas pessoas que estão connosco a vida inteira somos nós mesmos. Mostra estares VIVO enquanto estiveres vivo.

7. Rodeia-te daquilo que amas, seja família, animais de estimação, colecções, música, plantas, hobbies, seja o que for. O Teu lar é o teu refúgio.

8.Cuida da tua saúde:
se estiver boa, preserva-a. Se estiver instável, melhora-a. Se estiver além do que podes fazer, pede ajuda.

9. Não faças viagens à culpa.
Viaja para o shopping, mesmo para o concelho mais próximo; para um país estrangeiro, mas não para onde a culpa está.

10. Diz às pessoas que as amas, sempre que puderes.


E LEMBRA-TE SEMPRE: A vida não se mede pelo número de vezes que respiramos, mas pelos momentos que nos tiram o fôlego.



Todos nós temos que viver a vida ao máximo a cada dia!

17 comentários:

  1. Principalmente no lado ocidental do mundo, há um desprezo por tudo o que é velho e uma valorização excessiva do novo, sem a necessária intercambiação para o saudável ensinar/aprender. Tudo que envelhece tem que ir dando lugar ao novo. Assim ,as pessoas acabam tendo medo de envelhecer, com alguns beirando o ridículo para a manutenção da juventude eterna. Uma manifestação cultural humanamente pobre, no meu entender.

    Este texto foi um dos mais belos ensinamentos que li neste ano, Maria. Parabéns. Meu abraço. Paz e bem.

    ResponderEliminar
  2. Maria
    É bem verdade. Passamos o início da vida a desejar que o tempo passe depressa e ele parece que não passa. Depois desejamos que passe devagar e ele foge-nos com uma rapidez que nem damos por isso.
    Há que aproveitar cada minuto intensamente.
    Beijinhos
    Lourdes

    ResponderEliminar
  3. Maria, boa tarde, amiga!
    Amei o texto que aqui li.
    Já imaginou a benção que é chegar aos 100 anos com lucidez e ainda ter uma alma jovem?! Conviver com essas pessoas só nos faz mais sábios, sensatos e ricos interiormente, porque por vezes algumas pessoas tem 20 anos e sentem-se com 100...rs
    Idade cronológica e idade psicológica, muitas vezes andam por caminhos paralelos.
    Li, gostei e dei gargalhadas também.
    Tenha um final de semana de muito Amor e Luz.
    Beijos em teu coração!

    ResponderEliminar
  4. *
    registo
    as palavras e as fotos,
    que beleza !
    ,
    conchinhas !
    ,
    *

    ResponderEliminar
  5. É bem assim mesmo minha querida...vamos seguir estes conselhos de como permanecer jovens, se não na aparência, no espírito, no jeito de viver a vida...
    Tenha um ótimo final de semana...beijos
    Valéria

    ResponderEliminar
  6. Minha amiga:
    Embora já conhecesse o texto, adorei a forma como o apresentou,ilustrado com belíssimas imagens e com uma mensagem inicial que me tocou particularmente, pois também tenho os meus pais ambos com 80 anos.

    Beijinhos e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  7. Maria querida!

    O ano está terminando...
    Quero agradecer a você pelas alegrias que me proporcionou em 2010!
    Sua participação nos meus blogs, seus comentários, suas visitas que tanta alegria trazem ao meu coração.
    Desejo a você um lindo Natal, cheio de paz, saúde e felicidade!
    Que 2011 seja espetacular para você!
    Que continuemos e aprofundemos a nossa amizade virtual que torna tão especial e feliz a nossa vida real!
    Boas Festas!!!
    Beijos, muitos!
    Sônia Silvino's Blogs
    Vários temas & um só coração!

    ResponderEliminar
  8. Olá Maria, que Blog maravilhoso, demonstras bom gosto extremado.

    Bjs do ZC

    ResponderEliminar
  9. Olá Maria!
    Grata pela visita e comentário.
    Vindo conhecer este seu espaço, encontro um boa reflexão sobre a vida e a visão que dela vamos sucessivamente tendo, ilustrado com belas fotografias.
    Eu diria que o tempo é subjectivamente medido pela dimensão da nossa idade. O tamanho dos dias era enorme na minha infância, hoje quase não me dou conta de que tiveram tamanho. Acomulam-se rápidamente em semanas, meses e anos.
    Contudo, é preciso alongarmos os dias, fazendo algo de que gostamos e nos dá prazer, ainda com a mais valia de os podemos sempre trazer agradadamente de vclta, quando recordamos.
    Um beijinho e até sempre

    ResponderEliminar
  10. Passei para agradecer o comentário e a visita. Fiquei surpresa por perceber que já tinha passado por aqui à procura disto http://algarve-saibamais.blogspot.com/2010/04/jardim-oriental-buddha-eden-quinta-dos.html
    Voltarei...Bom fim-de-semana!

    ResponderEliminar
  11. Puxa!Queanta verdade por aqui!Que lindo e bem caprichado post.Parabéns!beijos,chica

    ResponderEliminar
  12. Gostei desta leitura especialmente porque hoje é um dia em que me sinto bem por baixo...vou registar, e tentar por em prática, obrigada amiga
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  13. Igualmente acompanho o envelhecimento de meus
    pais, de perto. As vezes me ponho a pensar nas
    limitações que a velhice nos traz. Mas, conforme
    o exposto em seu texto, faz-se necessário tomar
    algumas precauções para que o passar dos anos
    não nos pesem tanto.
    Abraços

    ResponderEliminar
  14. tudo verdade amiga, rs, linda postagem. lindo fim de semana pra ti, bjus tere.

    ResponderEliminar
  15. Maria... nem me lembra de aniversário... que o meu está perto rs...
    Mas um interessante depoimento ... Linda postagem.

    Bom Fim de Semana

    Beijo

    ResponderEliminar
  16. É minha doce amiga, quiséramos muitos de nós chegar a qualquer dessas lindas idades sem que tenhamos de depender dos cuidados alheios.
    Hoje já poucos são os filhos que tem paciência para cuidar e aturar os seus velhos progenitores, o bom mesmo seria que as nossas capacidades funcionassem até há nossa partida.
    Beijinhos de luz e muita paz

    ResponderEliminar
  17. Queria agradecer.
    Ia me esquecendo de viver...
    Daí me recordaste que vale à pena.
    Silvia Souza

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.