10/12/2020

🌼 Figueira Índia - Um cacto de lindas flores


Figueira da Índia - Opuntia ficus-indica


Figueira da Índia


A Figueira india é originária da América Central e México sendo uma planta comum em regiões semi-áridas. Tem como designação científica, Opuntia ficusindica Mill. É conhecida entre outros nomes comuns, por tabaibeira, figueira-do-diabo, figueira-da-Índia, piteira, tuna, figueira-tuna,figueira-palmeira ou palma.


Figueira da Índia - Opuntia ficus-indica

Figueira da Índia - Opuntia ficus-indica


É uma planta perene, pertence à familia Cactaceae, existindo mais de 250 espécies pelo mundo. 


Figueira da Índia - Opuntia ficus-indica

Figueira da Índia - Opuntia ficus-indica

Figueira da Índia - Opuntia ficus-indica


A Opuntia ficus-indica é um cacto suculento, ramificado, de porte arbustivo, pode atingir até 5 metros de altura, tem ramos clorofilados achatados, de coloração verde-acinzentada, variando de densamente espinhosos até desprovidos de espinhos. As folhas são excepcionalmente pequenas, decíduas precoces. As flores são grandes muito vistosas e brilhantes, podendo ser de cor amarelo ou laranja. Os frutos são comestíveis, tem cor amarelos-avermelhados, são suculentos, com aproximadamente 8 cm de comprimento, com tufos de espinhos muito pequenos e finos. A reprodução, faz-se por semente ou vegetativamente.


Figueira da Índia - Opuntia ficus-indica

Figueira da Índia - Opuntia ficus-indica

Figueira da Índia - Opuntia ficus-indica


Deve ser cultivada sob sol pleno, em solos arenosos e bem drenados. São muito resistentes à estiagem, as regas devem ser de forma esparsa, não tolerando encharcamento.


Figueira da Índia - Opuntia ficus-indica

Figueira da Índia - Opuntia ficus-indica


De acordo com Alexander von Humboldt, Opuntia era uma palavra oriunda da língua dos taínos e absorvida pela língua espanhola por volta do ano 1500. Como originam híbridos facilmente, a sua origem é difícil de determinar mas é sabido que o consumo humano remonta há pelo menos 9000 anos. Em Israel e na Palestina é muito comum e tem o nome de Sabra, sendo de consumo habitual.


Figueira da Índia - Opuntia ficus-indica


Texto explicativo: Wikipedia; https://revistajardins.pt/; outros Net
Fotos: Pessoais

21 comentários:

  1. Cactos não são a minha praia, confesso.
    Bjs

    ResponderEliminar
  2. I love the desert when it blooms...

    ResponderEliminar
  3. Cacti's are such interesting plants, and the flowers are beautiful when they appear.

    ResponderEliminar
  4. No Ribatejo onde nasci e no Alentejo de que tenho fortes raízes, existem catos assim que dão flores lindas

    Um dia feliz.

    ResponderEliminar
  5. Olá Maria,
    Os meus tios têm um cacto destes enorme e realmente as flores são lindíssimas!
    Resto de uma semana feliz, beijinho!

    ResponderEliminar
  6. Cacti have beautiful blooms. I used to have cacti in the home because they were so easy to care for. Maybe I should do it again.

    ResponderEliminar
  7. Maria, Opuntia is a pretty plant I agree. When I've been to Majorca there were many growing Opuntias, some people eat their fruit.
    Interesting information and photos!

    ResponderEliminar
  8. Maria , já tinha saudades de ver as suas belíssimas fotos e de aprender. Há tantas coisas que desconheço como esta narrativa sobre a Figueira Índia .

    Voltei de novo ao blogue "Só te peço 5 minutos " (:

    Beijinho
    Fê blue bird

    ResponderEliminar
  9. Wow! It is so beautiful flowers. It stings sadly ;-))

    ResponderEliminar
  10. Boa tarde Maria,
    As flores da figueira da Índia são muito belas.
    Um cato que aprecio imenso.
    Magníficas fotografia e explicação.
    Beijinhos,
    Ailime

    ResponderEliminar
  11. Além da beleza das flores, que são lindíssimas - o que é normal nas flores dos cactus - os frutos são deliciosos, pelo menos para quem gosta de fruta agridoce.
    Já fui várias vezes passar férias a Porto Santo e, a caminho da praia, há uma barraquinha que vende fruta, onde se encontram figos da índia. Eu não perdoo 😉. Vou lá sempre comprar. Pena que aqui parece que não os vejo à venda. Tenho que pensar em importá-los 😄

    Querida amiga, aproveito a vinda aqui para lhe desejar, assim como a todos os seus, um feliz Natal, com muita Paz e, principalmente, saúde.

    Continuação de boa semana.
    Beijinhos
    MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

    ResponderEliminar
  12. Llamativas las flores de este cactus del que nos dices que su nombre procede de las lenguas precolombinas como otros muchos productos que nos llegaron desde allí.
    Hay una canción que trata sobre su producto o lo menciona que no logro recordar.

    Saludos.

    ResponderEliminar
  13. J'adore les voir en fleurs et j'en ai même deux sur ma terrasse.
    Il faut juste éviter de passer trop près...
    Mais nous n'en mangeons pas les fruits. Dans ma famille, il y avait juste un de mes grands-pères qui se régalait avec!
    Bonne journée, Maria!
    Bises

    ResponderEliminar
  14. Belíssimas flores.
    E fiquei a saber algo acerca delas com as notas explicativas.
    Bom fim de semana, querida amiga Maria.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  15. Olá , Maria !
    ...e sorri!
    Disseram - me que o licor do figo da Índia era ótimo . Antes de experimentar o licor , experimentei o figo , não que não soubesse o que me aconteceria a seguir...mas valeu porque não fossem os picos seria um fruto a reter. Mas, não , não vou repetir a experiência que a tivera anos antes , mas com um familiar.
    Flores maravilhosas na aridez que os alimenta .
    Fantástico , como sempre
    Beijinho

    ResponderEliminar
  16. Na Seca onde nasci e vivi até quase à idade adulta haviam uns quantos e sempre gostei das suas flores.
    Abraço e saúde

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.

Topo