quinta-feira, 2 de abril de 2020

Pangolim - Um animal em vias de extinção




Desconhecia a sua existência até à algumas semanas atrás, quando se começou a falar deles, como sendo os possíveis transmissores do vírus covid-19 aos humanos. Fiquei curiosa sobre estes animais e fui pesquisar pela Net.

Hoje vamos conhecer um pouco mais sobre o : Pangolim

Os pangolins são animais únicos e fascinantes. O seu nome, Pangolim, origina-se do malaio pengguling, "animal que se enrola" devido ao hábito que esses animais têm de se enrolar quando se sentem ameaçados.


Foto: www.goodfon.com


Nome Científico: Pholidota
Ordem: Pholidota
Família: Manidae

Embora se pareçam com répteis por terem escamas, ou com Tatus por ficarem em bola, ou com os Tamanduás pelos seus hábitos e pelo seu longo focinho e língua comprida, os pangolins são mamíferos, parentes distantes de ursos e cães, e têm a sua própria família taxonômica.

Foto: wall.alphacoders.com

Vivem em zonas tropicais da Ásia e da África e há oito espécies diferentes de pangolim: pangolim chinês, pangolim malaio, pangolim do cabo, pangolim filipino, pangolim-da-barriga-branca, pangolim indiano, pangolim-gigante-terrestre e pangolim da barriga preta.

São os únicos mamíferos totalmente cobertos de escamas e usam essas escamas para se protegerem dos predadores na natureza. Se ameaçado, um pangolim enrola-se imediatamente numa bola e usa a cauda afiada para se defender.


Foto: wallpapercave.com


São animais solitários e nocturnos. O seu corpo encontra-se coberto de escamas duras, compostas por queratina. Possuem patas fortes e longas unhas, que o auxiliam a escavar para fazer uma toca ou procurar o seu alimento. Não possuem dentes, alimentando-se, sobretudo, de formigas e térmitas que capturam dentro dos formigueiros com a sua longa e viscosa língua.


Foto: wallpapercave.com


Quanto ao seu Estatuto de Conservação, todas as oito espécies encontram-se em estado crítico de extinção. A sua maior ameaça é a caça ilegal pela sua carne, que é considerada uma iguaria em alguns países orientais, e pelas suas escamas, que são utilizadas em medicinas tradicionais. É um dos animais mais traficados no mundo.

Conheça melhor estes incríveis animais através dos vídeos que deixo abaixo:

Pangolins: The Most Trafficked Mammal You've Never Heard Of - National Geographic



Pangolins are the CUTEST Animals Compilation!



A extinção é o desaparecimento irreversível de espécies e acontece quando o último animal de uma determinada espécie morre. Devemos respeitar a natureza, proteger a vida selvagem e compreender a importância e o papel de cada organismo, na complexa teia da Vida na Terra.


Foto: Pinterest

Texto explicativo: Wikipedia; https://www.pangolinsg.org/pangolins/; https://wildfor.life/; https://www.worldwildlife.org/; https://www.nationalgeographic.com
Fotos: www.goodfon.com; Pinterest; wallpapercave.com; wall.alphacoders.com;

23 comentários:

  1. O pangolim agora, a civeta na SARS.
    Será?
    Bjs

    ResponderEliminar
  2. I heard about this animal related to Covid-19. Poor little extinction animal.

    Stay well, Maria.

    ResponderEliminar
  3. Rather like a badger that mixed with a dinosaur!

    ResponderEliminar
  4. Excelente artigo. De facto, um animal pouco conhecido a não ser mesmo pelos traficantes infelizmente. Beijinhos.

    ResponderEliminar
  5. Um desconhecido que passou para as luzes da ribalta. Resta ter mesmo a certeza se foi ele a origem do COVID-19. Em qualquer caso ele nunca é o culpado...
    Maria, continuação de boa semana.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  6. When you look at the obscene way we have treated this earth and its wildlife maybe we deserve this pandemic and it should eliminate most of us.

    ResponderEliminar
  7. I have been aware for some time about the suffering of the Pangolins and how they were on the brink of extinction. They are dear little animals who do no harm to anyone, and just want to go quietly about their life.
    Are we now experiencing the "Pangolins Revenge".

    ResponderEliminar
  8. Ahora muchos tratataran de acabar con ellos, sin ver que su origen está motivado por consumirlos como alimentos , sin tener la autorización de los sanitarios que tendrían que haberlos analizados antes de su consumo. Me supongo que al estar en peligro de extinsión, no estaría autorizada su caza, por lo que el consumo de la carne de este animal sería completamente ilegal.

    Besos

    ResponderEliminar
  9. Eu acho que esta pandemia tem tudo a ver com os desequilíbrios que provocamos na natureza, estragamos cadeias alimentares, estragamos ecossistemas... com tanta poluição, com tanto desperdício... depois nãos nos admiremos com o que nos aparece... uma tristeza. :( Desconhecia o bichano, mas adorei conhecer. Obrigada, Maria, que todos continuem de saúde por esses lados!

    ResponderEliminar
  10. nao conhecia mas nao gostava nada o ver em frente a mim heheheh lindas fotos bjs saude

    ResponderEliminar
  11. C'est un animal dont on ne parlait pas beaucoup en Europe et qui ce serait bien passé de sa célébrité soudaine. Nous encore davantage.
    J'espère que de tout cela sortira un plus grand respect de l'homme pour la nature.
    Prends bien soin de toi, Maria!
    Grosses bises

    ResponderEliminar
  12. Desconhecia totalmente. Gostei, porém, é assustador! :)
    -
    Amigo, é aquele que te dá a mão quando precisas
    -
    Beijo. Tenham uma excelente tarde. "Vai ficar tudo bem"

    ResponderEliminar
  13. Hola Maria, sin duda los seres humanos somos devastadores, quizás tendríamos que recapacitar con lo que nos está pasando y respetar la naturaleza. Es un animal muy curioso y bonito y espero que no se extinga. Preciosa entrada. Besinos,

    ResponderEliminar
  14. Olá Maria
    Não conhecia esse animal. Bjs querida.

    ResponderEliminar
  15. De puro raro es bonito, la pena es que se este extinguiendo.

    Saludos.

    ResponderEliminar
  16. Muy interesante María. Besitos y salud.

    ResponderEliminar
  17. Também só ouvi falar deste animal, graças ao Covid19. É muito bonito e estranho e o facto de estar em vias de extinção, devia levar automaticamente à sua conservação. Infelizmente, não é o que acontece.
    Bjn
    Márcia

    ResponderEliminar
  18. Aconteceu-me o mesmo. Também desconhecia mas fui investigar logo que ouvi o seu nome associado ao corona.
    Abraço e saúde.

    ResponderEliminar
  19. Boa tarde Maria,
    Não me leve a mal, mas tive que passar as imagens com rapidez, porque me fez bastante impressão, por se parecer com um réptil.
    Não conhecia, mas é sempre bom saber mais sobre o reino animal.
    Um beijinho e fique bem.
    Saúde para todos vós e bom fim des emana.
    Ailime

    ResponderEliminar
  20. Uma publicação extraordinária, sobre um animal, que realmente se relacionou com o Covid... mas no entanto... há mais um outro intermediário... que ainda não se determinou qual possa ser... na cadeia de transmissores do vírus...
    Um pobre animal, que ganhou tanto protagonismo pelo mundo fora, pela pior das razões... e queira Deus que tal, não acelere ainda mais o seu desaparecimento, pelas razões erradas...
    Excelente trabalho de pesquisa, Maria!
    Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.

Topo