sábado, 8 de junho de 2019

Escreve-me - Poema de Florbela Espanca




Escreve-me! Ainda que seja só
Uma palavra, uma palavra apenas,
Suave como o teu nome e casta
Como um perfume casto d’açucenas!

Escreve-me! Há tanto, há tanto tempo
Que te não vejo, amor! Meu coração
Morreu já, e no mundo aos pobres mortos
Ninguém nega uma frase d’oração!

“Amo-te!” Cinco letras pequeninas,
Folhas leves e tenras de boninas,
Um poema d’amor e felicidade!

Não queres mandar-me esta palavra apenas?
Olha, manda então…brandas…serenas…
Cinco pétalas roxas de saudade…

Florbela Espanca

13 comentários:

  1. Um belo poema de Florbela. A tristeza a saudade de uma amor tão desejado e talvez nunca encontrado, apenas sonhado, pela poetisa.
    Abraço e bom fim-de-semana

    ResponderEliminar
  2. Olá, Maria!
    Excelente escolha do poema de Florbela Espanca e da imagem.
    Gostei!!
    Beijo, bom fim-de-semana.

    ResponderEliminar
  3. Lovely words and indeed a delightful women there.

    ResponderEliminar
  4. Belo poema!Gosto muito da Florbela Espanca.Beijinhos!

    ResponderEliminar
  5. Gosto muito da poesia da Florbela Espanca. Há algum tempo que não a lia.

    Beijinhos e bom fim-de-semana:))

    ResponderEliminar
  6. Tão bonito, Maria!
    O amor com as suas expressões!...
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. I thought I would 'write you' more than one word Maria. :))
    Lovely image and poem.
    Pensé que te escribiría más de una palabra, María. :))
    Preciosa imagen y poema.

    ResponderEliminar
  8. Partiu aos 36 anos de idade,
    essa ilustre poetisa alentejana
    cinco pétalas roxas de saudade
    belo poema de Florbela Espanca!

    Tenha um bom fim de semana amiga Maria. Um abraço.

    ResponderEliminar
  9. Una gran poetisa según nos muestra este poema su autora.

    Saludos.

    ResponderEliminar
  10. Que poema tão bonito!! Amo estes poemas !!! Boa escolha.

    Corpos unidos sentindo bater o coração
    Beijos e um excelente fim de semana.

    ResponderEliminar
  11. Que poema lindo, Maria!!!!
    E a imagem escolhida para ilustrá-lo é belíssima
    Um abraço

    ResponderEliminar
  12. Lindas e sentidas palavras de Florbela, que é sempre um verdadeiro privilégio descobrir um pouco mais!... Adorei o poema!
    Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.

Topo