segunda-feira, 29 de abril de 2019

Seus olhos tão negros, tão belos, tão puros




Seus olhos tão negros, tão belos, tão puros,
De vivo luzir,
Estrelas incertas, que as águas dormentes
Do mar vão ferir;

Seus olhos tão negros, tão belos, tão puros,
Têm meiga expressão,
Mais doce que a brisa, — mais doce que o nauta
De noite cantando, — mais doce que a frauta
Quebrando a solidão,

Seus olhos tão negros, tão belos, tão puros,
De vivo luzir,
São meigos infantes, gentis, engraçados
Brincando a sorrir.

São meigos infantes, brincando, saltando
Em jogo infantil,
Inquietos, travessos; — causando tormento,
Com beijos nos pagam a dor de um momento,
Com modo gentil.

Seus olhos tão negros, tão belos, tão puros,
Assim é que são;
Às vezes luzindo, serenos, tranquilos,
Às vezes vulcão!

Às vezes, oh! sim, derramam tão fraco,
Tão frouxo brilhar,
Que a mim me parece que o ar lhes falece,
E os olhos tão meigos, que o pranto humedece
Me fazem chorar.

Assim lindo infante, que dorme tranquilo,
Desperta a chorar;
E mudo e sisudo, cismando mil coisas,
Não pensa — a pensar.

Nas almas tão puras da virgem, do infante,
Às vezes do céu
Cai doce harmonia duma Harpa celeste,
Um vago desejo; e a mente se veste
De pranto co'um véu.

Quer sejam saudades, quer sejam desejos
Da pátria melhor;
Eu amo seus olhos que choram em causa
Um pranto sem dor.

Eu amo seus olhos tão negros, tão puros,
De vivo fulgor;
Seus olhos que exprimem tão doce harmonia,
Que falam de amores com tanta poesia,
Com tanto pudor.

Seus olhos tão negros, tão belos, tão puros,
Assim é que são;
Eu amo esses olhos que falam de amores
Com tanta paixão.


António Gonçalves Dias

17 comentários:

  1. que lindo poema de Gonçalves Dias!!!
    grande abraço.
    :o)

    ResponderEliminar
  2. Teus olhos castanhos
    De encantos tamanhos
    Boa semana

    ResponderEliminar
  3. Beautiful poetry, a charming picture, one should only wish a wonderful week. Regards Maria :)

    ResponderEliminar
  4. Bom dia Maria.
    Um belo poema. Uma feliz semana. Beijos.

    ResponderEliminar
  5. What a lovely poem Maria. There is a Russian song "Black eyes" about the charming woman's black eyes.

    ResponderEliminar
  6. Boa tarde Maria,
    Um poema lindo de um autor que ainda não conhecia.
    Obrigada pela partilha.
    Um beijinho e uma boa semana.
    Ailime

    ResponderEliminar
  7. Bom dia Maria,
    Uma excelente escolhha, Lindos sõ os poemas de Gonçalves Dias, reporou-me ao empo escolar.
    Feliz feriado , feliz mês mariano.

    Bjss!

    ResponderEliminar
  8. Bom dia o poema é lindo, está muito bem construindo, desconhecia o poema e o autor do mesmo, peço desculpa, não conhecia, nunca ouvi falar do António Gonçalves Dias.
    AG

    ResponderEliminar
  9. Simplesmente adorei o poema! Belíssima escolha! Desconhecia o autor!
    Peço desculpa não comentar em todos os seus posts, mas nem sempre consigo!
    Beijo!

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.

Topo