segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Glicinia (Wisteria) – A Flor da Ternura


Foto: Pessoal

Glicinia (Wisteria)  – A Flor da Ternura


As Glicinias significam "Ternura", são elegantes trepadeiras de grande valor ornamental, com inflorescências longas, pendulares, carregadas de numerosas flores e suavemente perfumadas. Hoje vamos passear pelo mundo das glicinias.


Foto: desk7.net


Pertencem à família das Leguminosas, Fabaceae, existindo dez espécies de trepadeiras lenhosas de escalada, nativas do leste dos Estados Unidos, China, Coreia e Japão.


Fotos: Net


As folhas das glicinias são alternas, 15-35 cm de comprimento. As suas flores são produzidas em cachos pendentes 10-80 cm de comprimento, podendo ser roxo, violeta, rosa ou branco.

As espécies mais frequentes no paisagismo são a Wisteria sinensis, Wisteria floribunda ou multijuga e Wisteria macrostachya.


Foto: Pessoal


A Wisteria sinensis (glicinia Chinesa) é nativa da China,  pode crescer entre 20-30 m e as suas flores podem ser violeta, branco ou azul.

A Wisteria floribunda (glicínia japonesa), foi levada do Japão para os Estados Unidos em 1860 por George Rogers. O florescimento da wisteria Japonesa é talvez o mais espectacular da família Wisteria. As suas flores podem ser brancas, rosas, azuis ou violeta e os seus cachos de flores podem chegar a 45 cm de cumprimento.


Foto: Pessoal


Wisteria macrostachya (Kentucky Wisteria - Blue Moon) encontra-se no sudeste dos Estados Unidos. As suas flores são azulado-roxo, e os cachos de flores podem ir de 15-30 cm de comprimento.


Foto: hdnature.xyz


A wisteria Yae kokuryu (Double-petaled black dragon) é supostamente a maior no Japão, e a que tem tem o aroma mais intenso. Esta trepadeira pode subir entre 8 a 12m. As suas flores são dobradas e os cachos podem chegar a ter 50 cm de cumprimento.

A Wisteria frutescens (Amethyst-Falls-Wisteria) é nativa das florestas húmidas do sudeste dos Estados Unidos. Pode crescer até 15 metros e as suas flores são Azul-violeta, os seus cachos vão de 5-15 cm de comprimento, são os cachos mais pequenos da familia das wisterias.

As glicinias podem subir até cerca de 20 m acima do solo e espalhar-se 10 m lateralmente. A maior glicinia do mundo conhecida é na Sierra Madre, California, com mais de 1 acre (0,40 ha) de tamanho e pesando 250 toneladas.

Foto: Pessoal

As flores de algumas espécies são perfumadas, principalmente as Wisteria chinesa. As sementes são produzidas em vagens semelhantes às do Laburnum, e, como as sementes desse gênero, são venenosas.


Fotos: Net


Desenvolvem-se e florescem melhor sendo cultivadas a sol direto. Podem cescer em sombra parcial, mas neste caso com florescimentos menores ou ausentes.


Foto:Pessoal

Aprecia o frio, sendo indicada para locais de clima subtropical ou mediterrâneo. Em regiões quentes pode ser cultivada sem problemas, mas não terá o mesmo desempenho. Em regiões de clima temperado, pode sofrer com as geadas adiantadas durante o período de formação das flores.


Foto: Pessoal


É importante ter boas regas, principalmente nos períodos de crescimento e floração devendo-se evitar deixar o solo excessivamente seco. O melhor solo para o plantio deve ser fértil, húmido e apresentar boa drenagem.


Foto: Pessoal


A floração varia de acordo com o clima e a região onde está estabelecida. A glicínia é muito apreciada pelas abelhas, sendo uma espécie muito valiosa para os apicultores.

Reproduz-se por sementes ou por estacas. Tendo um crescimento considerável a poda é essencial por questões de espaço, e para assegurar uma floração abundante. Deve ser efectuada duas vezes por ano, a primeira no Inverno e a segunda em pleno Verão.

ATENÇÃO: A glicínia é uma planta tóxica e deve ficar fora do alcance de crianças pequenas e animais domésticos.


 Foto:Pessoal

Nos jardins os tuneis formados por glicinias são absolutamente encantadores. Passear no "Túnel das glicínias", situado no Jardim Kawachi Fuji é um passeio de sentidos, onde o suave aroma e beleza destas deslumbrantes flores conseguem transmitir paz e serenidade.


Foto: .pcwallart.com


Pode até ser plantada nos jardins ou varandas, em vasos grandes ou caixas que suportem bem o crescimento das raízes. Também pode ser cultivada como um bonsai, dependendo das podas que forem realizadas.

A wisteria pode ser cultivada isoladamente ou combinada com uma ou mais variedades, resultando em belos efeitos no revestimento de pérgulas ou enroscando-se em troncos de árvores, colunas, grades e portões, dando um ar romântico e encantador à paisagem.


Foto:Pessoal


De grande beleza paisagística, ela encontra-se em muitos parques. No parque Ashikaga Tochigi (Japão) existem 160 glicínias com mais de 80 anos de idade e a latada grande de glicínias tem cerca de 140 anos.


Foto: wallpapercave.com


Neste parque a golden chain (Laburnum anagyroides) é conhecida como “wisteria amarela”, tendo sido importada para o Japão por volta de 1970. Não sendo uma wisteria é uma árvore também da família Fabaceae, mas mais pequena do que a Wisteria. Aqui encontra-se um tunel de Laburnum anagyroides com 80 metros de cumprimento sendo o mais cumprido do Japão. Em Maio podem ser apreciadas em pleno florescimento cerca de 200 golden chain.


Foto: Wikipedia_(by Jeffdelonge)

Lindas, perfumadas e encantadores, as glicínias são um colírio para os olhos e um bálsamo para a alma.


Fontes e Fotos: Wikipedia; www.jardimdeflores.com.br/; www.jardinagem.org/; http://www.jardineiro.net/; www.ashikaga.co.jp/en/wisteria.html; Pixdaus; fotos pessoais e  outros


Foto: Pessoal

"Nós podemos conceber o que a humanidade seria se não conhecesse as flores?" (Maurice Maeterlinck)

18 comentários:

  1. saudades das glicínias, que por aqui vão florescer entre abril e maio...

    seu post ficou lindo, amiga Maria!
    boa semana pra vc

    ResponderEliminar
  2. Bellas imagenes .
    Feliz Navidad que las pases con tu familia y seres mas queridos.
    Saludos y abrazos.

    ResponderEliminar
  3. Que post maravilhoso, Maria, senti-me inundado de energia positiva!
    Obrigado.

    Beijo :)

    ResponderEliminar
  4. Que post mais perfumado querida Maria!!!!Lindo,lindo!!!Boas festas e um próspero ano novo,abraçosss.*ܨ*

    ResponderEliminar
  5. Maria,com certeza sem flores perderíamos uma grande parte da beleza do planeta!Eu não sabia,mas adoro glicinias!...rss...não sabia o nome dessa flor,mas sempre tenho em casa,acho lindas e tão diferentes cores!Obrigada pelo seu carinho esse ano e te desejo tb um doce Natal junto a seus familiares!bjs,

    ResponderEliminar
  6. Lindo!!
    Querida Maria sua página é puro encanto..Encanto para os olhos e carinho para a alma.
    Deus a abençoe!
    Um feliz Natal e muita paz, a ti e família!
    Abraços.

    ResponderEliminar
  7. Viva Maria,
    Fiquei assim inteirado da beleza e variedade das glicíneas, não só através das magníficas imagens mas também através do seu magnífico e esclarecedor texto. Vou estar mais atento a estas belas flores.
    Deixo-lhe aqui um abraço com votos de um FELIZ NATAL e um ANO NOVO com muita saúde e felicidade.

    ResponderEliminar
  8. Lindos tons lilás!!!

    Um Feliz Natal
    perfumado de amor
    paz e saúde!
    ¸/\ღ/\¸
    (=•_•=) Feliz Natal
    .*•.¸.•*
    ღ♥*♥ღ.•*¨) ҉ ˛**. ˛*.。˛. *☆҉

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  9. Lindo lindo lindo Maria isto é o que me faz perder na Natureza que adoro.
    gosto muito das glicínias tenho uma lilás.

    Beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
  10. Belissimas.
    Agradaveis.
    Avassaladoras, postagens
    Felicidade, e um abraço, abrasileirado

    ResponderEliminar
  11. Que postagem maravilhosa!Um show de imagens!
    Eu já conhecia essas flores através de e-mails, são muito lindas!
    Beijinhos com carinho!

    ResponderEliminar
  12. Que reportagem!
    A última foto é linda!
    Abraço

    ResponderEliminar
  13. Querida Maria

    Aceitei o seu convite para este passeio e fiquei maravilhada...Uma coisa é ouvir falar de glicínias e ver uma ou outra e outra coisa é vermo-nos nesta profusão de harmonia, em todos os tons de lilás e...uma amarela!As dimensões que alcançam e a antiguidade também me deixaram espantada.

    Minha amiga, muito obrigada.Lindíssimo este seu post!

    Beijos

    Olinda

    ResponderEliminar
  14. É profundo estes dizeres ,Somos responsáveis por aqueles que cativamos .Estas frases estão na minha mente desde que li .Le petit prince (Antoine de Saint-Exupery.Voce nos faz felizes .Deus a abençõe por este profundo dom .

    ResponderEliminar
  15. Tenho andado às voltas com as glicinias que adoro, e aqui encontrei tudo! Boa Páscoa e parabésn pelas belas imagens da flor da ternura!

    ResponderEliminar
  16. Adorei passar por aqui, andei á procura de algo sobre glícias, e como por artes mágicas vim aqui parar, que maravilha, tudo o que aqui tem é de um bom gosto fantástico.Obrigada.

    ResponderEliminar
  17. É um previlegio de Deus de poder ver as mais lindas trepadeiras do mundo...

    ResponderEliminar
  18. Maria, uma vez fiquei embaixo de muitas glicínias para uma fotografia, elas cresciam e um muro. Jamais pude esquecer este instante, pois o mundo ficou parecendo por inteiro uma forte e iluminada luz violeta. Espetáculo! Adorei o post.

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.

Topo