terça-feira, 20 de setembro de 2011

Nuvens - Poema de Ana Martins



Nuvens

Dizem que as nuvens no céu
São as ondas do mar a voar…
Quem sabe nos meus silêncios
Eu ouça o seu marejar.

Dizem que as nuvens no céu
São as fontes que secam na terra…
Que cada nuvem encerra
Segredos de outras eras.

Dizem que as nuvens no céu
São o transporte dos Anjos…
Que é nelas que eles se passeiam,
Lindos, risonhos, tão brancos.

Dizem que sempre que chove,
São as nuvens no céu a chorar…
Que tensas escondem o Sol,
Impedindo-o de brilhar…

Será que quando elas choram,
Os Anjos não vão passear?

Ana Martins

Ana do blog "Ave sem Asas", é uma poetisa maravilhosa que a todos encanta com a sua poesia. Ganhou no dia 8 deste mês de setembro o primeiro lugar no concurso de poesias "A Poesia no Encontro do Tempo" do Centro de Cultura de Campos - Portugal, com o poema "O ROSTO DA FOME", um poema sublime que merece ser lido e sentido.

Em dezembro de 2010 foi lançado o seu livro de poesias com o mesmo título do seu blog, "Ave sem Asas".



Querida amiga muitos parabéns e que consiga hoje e sempre alcançar todos os seus voos.

Beijinhos
Maria




"Todas as coisas têm o seu mistério, e a poesia é o mistério de todas as coisas."(Federico lorca)

15 comentários:

  1. Linda e merecida homenagem feita a poetisa Ana Martins.Belos seus poemas!! Parabéns por partilhar conosco.Querida tenha uma semana doce e feliz.bjs no coração Eloah

    ResponderEliminar
  2. Oi, Querida Maria passando por aqui. Belo poema de Ana Martins! Adorei Maria! Tudo tão lindo por aqui. È uma grande alegria estar aqui! Bjos com carinho e obrigada sempre! òtima semana para vc.

    ResponderEliminar
  3. Olá Maria,
    Obrigada pelo carinho de sua visita e comentário,
    Parabéns à Ana Martins pelo belíssimo poema.
    Excelente e abençoada semana.
    Bjs

    ResponderEliminar
  4. Belo poema de uma grande poetisa e bonita homenagem.....
    Beijo

    ResponderEliminar
  5. lindo mesmo!..
    bela homenagem..
    beijos querida..
    saudades daqui..

    ResponderEliminar
  6. Bom dia Maria, que lindo poema, parabéns á Ana, que tem Martins no nome como eu, e a imagem também maravihosa.
    Beijos e lindo dia!

    ResponderEliminar
  7. Lindo querida amiga e a Ana merece isso e muito mais. Beijos com carinho para as duas

    ResponderEliminar
  8. Bonita homenagem, Maria.
    Também sou fã da poesia da Ana e tenho já o livro dela que li em muito pouco tempo.
    Beijinhos
    Lourdes

    ResponderEliminar
  9. Querida Maria

    Adorei este poema de Ana Martins.
    Li o Rosto da Fome, no blog A Mulher e a Poesia, de Adelaide Carvalho. Um poema com uma sensibilidade imensa.

    Obrigada.

    Olinda

    ResponderEliminar
  10. MARIA QUE POEMA LINDO MARAVILHOSO NÃO CONHECIA ESTA OUTRA MARIA TÃO LINDA E POETIZA DIVINA MAS VOU VISITAR SEU BLOG COM GOSTO.UM ABRAÇO PARA AS DUAS COM CARINHO MARLENE

    ResponderEliminar
  11. é uma homenagem bem merecida à Ana portadora duma enorme sensibilidade e talento.Beijinhos e uma boa semana.Tita.

    ResponderEliminar
  12. °º✿
    º° ✿♥ ♫° ·.
    Que docura... que encanto.
    É sensibilidade escorrendo da imaginação.
    Beijinhos.
    Brasil
    °º✿
    º° ✿♥ ♫° ·.

    ResponderEliminar
  13. A poesia bem rimada (e ritmada) tem sempre os seus encantos!

    Bjsss

    ResponderEliminar
  14. Maria ambos os poemas são lindos , o premiado, muito triste mais é a realidade, em pleno século vinte e um vermos criancinha morrendo de fome , parece uma história triste de ficção, mais é a triste realidade para vergonha de todos nós. Um abraço querida. Celina

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.

Topo