domingo, 19 de junho de 2011

A voz de Deus - Poema de Florbela Espanca




Ó rosas que baixais as castas fontes
Quando, à tarde, vos beija o sol poente,
Dizei-me que murmúrios vos segreda
O sol que vos beija docemente?…

Ó luar cristalino e abençoado
Por que entristeces tu em noites belas
Quando chora baixinho o rouxinol
Um choro só ouvido p´las estrelas?…

Mistério das coisas! Em tudo existe
Um coração que sente e que palpita
Desde o sol rubro até à urze triste!

Ó mistério das coisas! Voz de Deus
Em tudo eternamente sê bendita
Na terra imensa assim como nos céus!

Florbela Espanca


Com um abraço bem apertadinho e pleno de carinho e amizade, desejo para TODOS um domingo maravilhoso e uma excelente semana.


14 comentários:

  1. Muito bem escolhida essa poesia.Adorei a imagem tb. beijs, tudo de bom,chica

    ResponderEliminar
  2. Lindo esse poema da Florbela Espanca.Beijos

    ResponderEliminar
  3. Maria

    Para mim ter lido, mais uma vez, o poema de Florbela Espanca foi um regalo. De facto sou fã da sua poesia.
    Beijos

    ResponderEliminar
  4. Gosto de Florbela....ia publicar amanhã mas vou
    adiar , para não anular soneto tão belo...
    Beijo

    ResponderEliminar
  5. Maria querida
    É sempre um prazer ler Florbela!!! Boa escolha comos empre minha amiga. Amei essa imagem.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  6. Maria querida,
    Vim agradecer o carinhoso comentário e te seguir com muita admiração!
    Te ofereço com carinho o meu selinho.

    Parabéns, pela belíssima escolha do poema.

    Beijinhos
    Suzy.

    ResponderEliminar
  7. Olá amiga! Passando para te cumprimentar e apreciar este belo soneto da Florbela Espanca, fruto das tuas acertadas escolhas.

    Beijos e ótima semana pra ti e para os teus.

    Furtado.

    ResponderEliminar
  8. MARIA,Vinicius de Morais disse,numa canção,que ¨o poeta só é grande se sofrer¨. Daí, Florbela Espanca fazer tão belos e sentidos poemas.

    Paloma

    ResponderEliminar
  9. amo Florbela..
    linda escolha Maria..
    beijos e ótimo domingo também..

    ResponderEliminar
  10. Olá, Maria!

    Deus nos fala por meio da natureza... As flores que exalam o seu perfume, as água que cantam baixinho, a lua que respinga em quem passeia no meio da noite... É a voz de Deus na sua criação;

    Beijos e obrigada pelo carinho.

    Chris

    ResponderEliminar
  11. Querida Maria!

    Não há benção maior do que sua existência, obrigada por estar comigo mesmo estando ausente daqui.

    beijooo.

    ResponderEliminar
  12. É sempre com prazer que leio Florbela...
    Boa semana também para ti Maria.
    Bjs

    ResponderEliminar
  13. Que lindo poema hoje nos trouxe, amiga! Florbela conseguiu ser maravilhosa e, apesar de sua natureza triste, "ver" as maravilhas que nos rodeiam!
    Beijinho e tenha uma boa semana
    Joaquim do Carmo (Quicas)

    ResponderEliminar
  14. Os poemas de Florbela são sempre muito lindo. Parabéns pela escolha da poesia, essa é linda demais, embora ser um pouco triste.Desejo um ótimo começo de semana cheio de coisas maravilhosa pra você. Um Beijo!

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.

Topo